aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

fiva pagoda
O último elemento chegou!
Sem o passaporte FIVA da Fédération Internationale des Véhicules Anciens nenhum competidor será autorizado a participar do Rallye 1.000 Milhas Históricas Brasileiras.
A Federação Brasileira de Veículos Antigos – FBVA responsável por emitir o passaporte no Brasil me atendeu com presteza e eficiência, obrigado!

é isso, por fernando stickel [ 15:44 ]

autorama
Alguns anos atrás ganhei do meu amigo Mario Cezar esta miniatura da Mercedes-Benz 280 SL preparada para corrida (Autorama) com “racing stripes”


Inspirado na miniatura, preparei as mesmas “racing stripes” na vida real para participar do rallye “1.000 Milhas Históricas Brasileiras”, que se inicia no próximo dia 23/6, com meu filho Arthur no posto de navegador.

lista
A lista dos participantes, muitos deles amigos e colegas de outras 1.000 Milhas, que terei imenso prazer de rever “on the road”!!

fiva2
O rallye participa do calendário oficial internacional da FIVA.

é isso, por fernando stickel [ 16:37 ]

fs11
Aos 61 anos de idade e completando 11 anos do renascimento em 2004, a Fundação Stickel realizou ontem pela primeira vez um jantar de confraternização dos membros do Conselho Curador e Conselho Fiscal, ambos com todas as vagas preenchidas e totalmente operantes.

Prova viva da maturidade da governança da instituição.

Foi homenageada a instituidora e Presidente do Conselho Curador, Martha Diederichsen Stickel e apresentado o novo membro do Conselho Curador, Alexandre Dórea Ribeiro.

Martha Hiromoto, membro do Conselho Fiscal recebeu as homenagens e agradecimentos do grupo, pois vai se desligar do Conselho por conta de uma viagem de estudos.

Agradeço a todos os membros de ambos os Conselhos, que com seu trabalho voluntário e dedicação promovem o crescimento e o aprimoramento da Fundação!

Veja aqui “Quem somos”

é isso, por fernando stickel [ 9:51 ]

diebenkorn
Ocean Park #116, 1979.

“Notes to myself on beginning a painting” by Richard Diebenkorn.

1. Attempt what is not certain. Certainty may or may not come later. It may then be a valuable delusion.

2. The pretty, initial position which falls short of completeness is not to be valued – except as a stimulus for further moves.

3. DO search.

4. Use and respond to the initial fresh qualities but consider them absolutely expendable.

5. Don’t “discover” a subject – of any kind.

6. Somehow don’t be bored but if you must, use it in action. Use its destructive potential.

7. Mistakes can’t be erased but they move you from your present position.

8. Keep thinking about Pollyanna.

9. Tolerate chaos.

10. Be careful only in a perverse way.

Eu gosto muito da afirmação 7: Erros não podem ser apagados, mas eles te tiram da situação atual.

é isso, por fernando stickel [ 11:52 ]

faixa-quadriculada
Preparação para o rallye 1.000 Milhas Históricas Brasileiras

é isso, por fernando stickel [ 10:44 ]

fshj
Auto-retrato no escritório no feriado.

é isso, por fernando stickel [ 15:34 ]

alexandre
O novo Conselheiro Curador da Fundação Stickel, o editor Alexandre Dórea Ribeiro, visita a exposição de fotos dos alunos do curso de Arnaldo Pappalardo e Lucas Cruz “Olhares sobre a Cachoeirinha 2014”, na Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha.

é isso, por fernando stickel [ 11:20 ]

neto
Este pequeno ser é o meu neto!!
Meu filho Antonio e sua mulher Rubia acabam de me dar a notícia deliciosa!
Ainda não tem nome, parece ser um menino e deve nascer em Novembro.

anuncio
Minha mãe Martha recebendo as boas novas, com Antonio e Rubia.

é isso, por fernando stickel [ 9:11 ]

mm1
Mad Men!

mm2
Don Draper!

mm3
Joan Harris!

mm5
Peggy Olson!

é isso, por fernando stickel [ 8:48 ]

mad
Mad Max, no mínimo um filme lindo!

é isso, por fernando stickel [ 17:11 ]

polana
Convidei meu amigo Alexandre Dórea Ribeiro para pilotar a Mercedes-Benz 280SL no passeio a Campos do Jordão do III Raid Solidário Alfa Romeo Clube / Ame Campos / Movimento Vivências / Haras Polana. Evento lindo, dia lindo, recepção perfeita, quase esqueci que meu braço continua na tipóia…
O evento se destinou à arrecadação de gêneros alimentícios, fraldas geriátricas, leite em pó para a Casa da Divina Providência de Campos do Jordão. Esta asilo mantem 90 idosos de longa permanência.

polana2

polana3
Paulo Bilyk foi o anfitrião perfeito no almoço em seu lindo Haras Polana.

é isso, por fernando stickel [ 14:18 ]

sandra
Parabéns mamãe Sandra!!!!
Parabéns duplo, pelo dia das Mães e pela vitória de ontem, Primeiro Lugar no adestramento, com Equus Viggen!

é isso, por fernando stickel [ 8:57 ]

mamma
Feliz dia das Mães, mamãe Martha!!!
Você está longe, lá nas Europas, então divirta-se, e receba as boas vibrações de quem te ama!

é isso, por fernando stickel [ 8:29 ]

vivian
Na exposição de fotos de Vivian Maier no Museu da Imagem e do Som – MIS tem uma brincadeira bem interessante, um Photo Booth onde você faz um selfie com a Vivian.
Em seguida a funcionária do museu te fornece um QR code para acessar a tua foto na internet.

Colhi algumas observações sobre seu trabalho na internet:

Street photography in Vivian Maier & Diane Arbus

Like the difference between going into the woods for collecting mushrooms and a leisurely stroll – in the first case you’ll find mushrooms and in the second, you’ll find anything.

The “mushrooms vs leisurely stroll” is one very point that makes Arbus differ from Maier. Arbus went for the mushrooms whereas Maier apparently went out strolling. There are some early candid (and less-known) images from Arbus which could be compared to Maier’s street portraits. But at one point Arbus opted for a different routine, she gave up doing candid, made appointments, asked the people to pose… It’s a totally different process, and a resulting different artistic statement.

é isso, por fernando stickel [ 18:27 ]

caixa ibira 2

caixa ibira
Caixas d’água no Parque do Ibirapuera.

é isso, por fernando stickel [ 18:53 ]

estojo-de-aco-antigo-com-seringa-vidro-marca-lider-coleco-7987-MLB5305770385_102013-F
O nome dele era “Seu” Arruda, baixinho, de meia idade, sempre de terno e gravata chegava em casa com sua fala rápida e enrolada, munido de maletinha de couro preta recheada de remédios, ampolas e seringas de vidro, agulhas, tudo devidamente esterilizado e guardado em estojos de aço inoxidável.

Simpático, discreto e eficiente, conhecia todos os glúteos da casa. Sua profissão, farmacêutico, sua missão, aplicar injeções. Eu gostava muito de observar a rotina de cortar o pescoço da ampola com uma serrinha e depois quebrá-lo com um ‘pop’.
Não sei por que me lembrei dele, presença constante na casa dos meus pais na Rua dos Franceses. Havia sempre alguém precisando de uma injeção, a casa era cheia de gente, meus pais, quatro irmãos, minha avó Lili, a Fräulein governanta e o “Seu” Paulo jardineiro.

é isso, por fernando stickel [ 23:32 ]

Fernando Stickel visita o stand da Mercedes-Benz na MESSE ESSEN – Technoclassica Essen 2014, a maior feira mundial de carros clássicos.

é isso, por fernando stickel [ 22:55 ]

Em 2010 a Fundação Stickel promoveu o Curso de Documentário e Cinema “Brasilândia em cores” com a cineasta Julia Campos e apoio da equipe de sua produtora Brasilândia Filmes, em parceria com a Subprefeitura Freguesia/Brasilândia na Casa de Cultura da Brasilândia.

O resultado deste curso foi o documentário DNA da Brasilândia, curta metragem realizado entre Setembro e Novembro 2010, produzido pelos alunos e editado pela Fundação.

Júlia e os 18 participantes foram às ruas da Brasilândia para documentar a história do bairro e entrevistaram vários moradores com mais de 50 anos de Brasa. O vídeo conta a história do bairro, através destas pessoas que testemunharam o desenvolvimento e a transformação da Vila Tiro ao Pombo em Vila Brasilândia.

O documentário é um grande marco na produção audiovisual da Brasilândia, uma ótima referência de pesquisa e um instrumento para a população se apropriar de sua história. Além disso, presta homenagem a todos moradores da Brasilândia, em especial a Júlia Campos, falecida precocemente em fevereiro de 2011.

Alunos: Alberto Martins, Anaohan Verdaneiro, Carlos Alberto Rafael Naia, Flavio Marcio Vipo da Silva, Fredy Martins Santana, Gilberto Cezar, Iracy Bertuccelli Campos, Izabel Aparecida Moreno Augusto, José Osmar, Kaun Campos Miguel, Luana Alves de Souza, Lucas Pintom dos Santos, Monica Vanetti, Marcos Leandro Bertuccelli Campos, Marinalva Silva Costa, Obede Simão Sousa, Pascal Koudou Kokora, Thainã de Souza Barros

Direção: Julia Campos
Fotografia: Marcos Diógenes
Edição: Alex Feltre

é isso, por fernando stickel [ 14:35 ]