aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

Posts tagueados ‘cinema’

meu pai


Não, não e não! Não percam tempo precioso com este filme, não recomendo!
Chato, triste, nada acontece, se for para ganhar um Oscar é para o filme mais chato da década!
OK, é bem feito, bonito, os atores são excelentes, mas você acaba de assistir frustrado, triste, desapontado. Poderia ter funcionado como um documentário, como entretenimento jamais, principalmente porque todos sabem o trágico alcance da doença de Alzheimer.

é isso, por fernando stickel [ 23:34 ]

o caso collini


Querem assistir um filme excelente? O caso Collini, no Netflix.
Com Elyas M’Barek e Alexandra Maria Lara, dirigidos por Marco Kreuzpaintner, é baseado em uma história real, advogado, tribunal, juiz… muito interessante!

é isso, por fernando stickel [ 12:20 ]

isolated cinema


O Göteborg Film Festival na Suécia se inicia no próximo dia 30/1.
Uma das características que me fascinou foi a possibilidade de ser selecionado para ficar uma semana fechado em uma ilha, participando do festival “on line”, com acesso à projeção de todos os filmes!

Enviei minha inscrição por e-mail:

Dear Sirs at the Göteborg Film Festival,

My name is Fernando Stickel, I am Brazilian, 72 years old, three grown up children and four grandchildren. I’m married and live in São Paulo, Brazil, with my wife Sandra and two puppies, Jimmy and Bolt. I’m in good health and I’m a good swimmer.
I graduated as an architect at FAU-USP and got an MBA from FIA-CEATS. I am a visual artist and photographer. For the last 16 years I run a non-profit institution in São Paulo.
The artist’s work is lonely, I know it well and I am used to loneliness, even though it is not currently part of my daily life.
I think a lot about writing a book, or a movie script, I have already written three books, released in 1999, 2006 and 2020.
I maintain a blog called “aqui tem coisa” that will complete 18 years of uninterrupted activity next 31 January. Here: www.stickel.com.br
My wife and I are addicted to movies and series, we even bought a bigger and better TV on the first month of the Covid 19 pandemic, it is a daily and happy habit for us.
I am fascinated by the sea, ships, explorations and lighthouses, I am an occasional sailor and as a teenager I fished a lot with my grandfather Arthur in Guarujá, SP, in particular around Ilha da Moela.
I would be very happy to return to Sweden and spend a week in Pater Noster, in the company of a red lighthouse, the sea, sky, birds, paper, pencils, my camera (if possible), many films and solitude. Ah! I also enjoy cooking.
Finally I was very happy to see that Bacurau will be shown at the festival, it is one of the best films I have ever seen, it makes me very proud to have it at the Festival!

Questions:

1. Can I take my camera?
2. Will there be a space for exercise and stretching?
3. Will I be required to watch a certain number of films?
4. Will there be the possibility of including alcoholic beverages such as wine in purchases?
5. You will provide an alarm clock, as I will not be able to take my cell phone, which is currently my alarm clock …
6. It would be very helpful to have a Swedish-English dictionary. I am fluent in English and I do quite well in German.

Congratulations on the beautiful idea, thank you for the opportunity!

A pessoa que irá para a ilha foi selecionada (não sou eu…infelizmente…) entre 12.000 aplicantes de 45 países. Trata-se de Lisa Enroth de Skövde, Sweden, enfermeira de emergências e entusiasta de cinema.


Foto: Ola Kjelbye

é isso, por fernando stickel [ 18:49 ]

arthur em vancouver


Arthur, nos seus recém concluidos 26 anos de idade, morando em Vancouver no Canadá.


Ele completou o curso de especialização em animação na Vancouver Film School, e o diploma dele finalmente chegou!

é isso, por fernando stickel [ 10:00 ]

l’isola delle rose


Começando o ano de 2021 com um filme italiano maravilhoso no Netflix “L’incredibile storia dell’Isola delle Rose”


Diretor e atores desconhecidos (para mim), baseado em uma história real, é uma comédia das boas!

é isso, por fernando stickel [ 11:56 ]

queen’s gambit


Excelente mini-série no Netflix, The Queen’s Gambit.


A atriz Anya Taylor-Joy no papel da jovem enxadrista Beth Harmon simplesmente arrasa!

é isso, por fernando stickel [ 10:06 ]

faleceu sean connery


Sir Sean Connery subiu aos 90 anos, vai deixar muitas saudades!


James Bond e o Aston Martin DB5, combinação insuperável!


Shaken, not stirred. RIP Mr. Connery.

é isso, por fernando stickel [ 18:41 ]

maravilhosa borgen


A série dinamarquesa Borgen no Netflix é uma lição de democracia, política, papel da imprensa e muitas outras cositas más em um país altamente civilizado. O personagem principal, a política moderada Birgitte Nyborg é interpretada magistralmente pela atriz Sidse Babett Knudsen.

Vale a pena, principalmente para nós brasileiros, que estamos testemunhando da parte do nosso estelionatário eleitoral Bolsonaro e sua quadrilha brutais agressões diárias ao processo democrático, onde toda a máquina estatal se encontra de costas para a população brasileira, mirando única e exclusivamente na perpetuação de seus privilégios. (e na reeleição…)

Logo no início da pandemia sonhei que o governo Bolsonaro poderia ter sido diferente, infelizmente foi só um sonho mesmo.

é isso, por fernando stickel [ 22:59 ]

arthur animado!


Meu filho Arthur acaba de completar o curso de Animação Clássica (Classical Animation) na Vancouver Film School VFS, um dos cursos do Advanced Production Programs da escola de cinema.
Como bom pai coruja posso afirmar, sem chance de errar, que o trabalho do Arthur é o melhor da Classe CA 104, quem estiver precisando de um animador pode e deve procurá-lo!
Instagram e-mail a.s.stickel@gmail.com Linkedin
Veja a animação “Knock Out” aqui.
Veja o Demo Reel aqui.
Veja o portfolio aqui.


A formatura se deu com uma reunião via Zoom, e uma projeção no YouTube, sinal dos tempos de pandemia, que pegou o Canadá bem fortemente.

A turma tinha inicialmente 25 alunos, e terminou com 17.


No meio do caminho o Arthur começou a namorar com sua colega Quinn, americana da Califórnia, agora estão morando juntos.


O curso foi forte, exigiu muito dos alunos, e ainda tiveram que lidar com a pandemia, no final deu tudo certo!


Arthur e Quinn.


A tchurma.


O ano foi puxadíssimo, mesmo assim conseguiram passear um pouco…

Apresentação dos trabalhos de todos os alunos. A classe se chama CA 104.

é isso, por fernando stickel [ 18:30 ]

submarinos


Um encontro com minha prima Stella no fim de semana em Campos do Jordão, com direito a conversas randômicas pelos temas da família e das memórias acabou me levando a contactar o Tio Roberto Guimarães, em Fort Lauderdale – USA, que muito simpaticamente atualizou e completou as informações deste post.

Nas comemorações da Semana da Marinha de 1962, o submarino Humaitá S-14, comandado pelo Capitão-de-Fragata Noísio Penna de Oliveira recebeu visitantes para um passeio na Baía de Santos.

Meu pai Erico e eu com 14 anos de idade fomos convidados para o passeio por um contraparente nosso, Roberto de Queiroz Guimarães, que na época era ajudante de ordens do Capitão-de-Mar-e-Guerra Átila Franco Ache, comandante da Flotilha de Submarinos.

O navio zarpou de Santos, eu simplesmente pirei com a experiência! A enorme quantidade de mostradores, canos, alavancas, o vento que a admissão dos motores diesel provocava dentro do submarino, poder visitar todas as áreas, ver os torpedos, camas, banheiros, cozinha, tudo apertadíssimo!

Depois de nos afastarmos do litoral e já em alto mar os motores a diesel foram desligados, as comportas fechadas e iniciada a submersão com os motores elétricos, eu pude olhar pelo periscópio, foi uma experiência inesquecível!

O Humaitá (S-14) nasceu como o submarino USS Muskallunge (SS-262), lançado ao mar em 7 de abril de 1942 e atuou durante a Segunda Guerra. Foi incorporado à flotilha de submarinos do Brasil em 18 de janeiro de 1957. Em sua chegada ao Brasil suspendeu ferros levando a bordo o Presidente da Republica Juscelino Kubitschek de Oliveira, e o então Ministro da Marinha, Almirante-de-Esquadra Antônio Alves Câmara Júnior.

Muitos anos depois assisti ao filme U-571, sobre batalha de submarinos na Segunda Guerra.
O filme mostra bem o clima dos anos quarenta e o inferno que era a vida em um submarino.
Meu pai me contou muitas histórias de submarinos na guerra, relatadas por um parente, Jürgen Kiep, que foi comandante de submarino na Alemanha, e sobreviveu à guerra!


Este submarino esculpido em madeira é um dos brinquedos mais antigos e queridos que tenho.
Meu pai comprou várias destas miniaturas de navios, que eram feitas por marinheiros de navios de guerra.

é isso, por fernando stickel [ 11:06 ]

os camihos do senhor


Acabamos de assistir uma premiada e maravilhosa série dinamarquesa no Netflix: Ride Upon the Storm, ou Os Caminhos do Senhor. O título original é Herrens veje.

Lars Mikkelsen é Johannes, pastor em uma família de longa linhagem religiosa. Tudo gira em torno de sua mulher Elisabeth e seus dois filhos August e Christian.

A série é falada em dinamarquês, lingua incompreensivel para mim, porém identifico muitas palavras em alemão…


Na série “House of Cards” Mikkelsen protagoniza Viktor Petrov, presidente da Rússia.

é isso, por fernando stickel [ 9:38 ]

sonia braga setentona!


Muitos anos atrás eu almoçava com minha ex Jade no Gino em New York, quando vi em uma mesa próxima Sonia Braga almoçando sozinha. Levantei-me, fui até ela, cumprimentei-a e disse:
– Sou seu fã!
Ela ficou um pouco confusa, e perguntou: – Eu te conheço?
Eu disse: – Não, sou só um brasileiro teu fã!

Parabéns pelo teu aniversário de 70 anos no dia de hoje Sonia Braga!!! Continuo teu fã, ainda mais depois de assistir ao excelente Bacurau!

é isso, por fernando stickel [ 12:21 ]

j’accuse


Roman Polanski nos presenteia com um filme magistral! Em português O Oficial e o Espião.
Em 1894, o capitão francês Alfred Dreyfus é injustamente condenado por traição e sentenciado à prisão perpétua na ilha do Diabo.


Emile Zola escreveu a famosa carta aberta J’Accuse…! em 13 Janeiro 1898

é isso, por fernando stickel [ 8:57 ]

dois papas e música


No filme Os dois Papas de Fernando Meirelles, uma breve e interessantíssima cena se passa quando durante a visita de Bergoglio, e após o jantar enquanto conversam sobre música, Bento XVI senta-se ao piano e toca um fragmento de Smetana (1824-1884), na sequencia brinca no teclado e diz sorrindo para o Cardeal Bergoglio: Stockhausen! (1928-2007)
Logo os dois sentados em frente à TV assistem a uma performance de Thelonius Monk (1917-1982), captada com ruído…

é isso, por fernando stickel [ 10:00 ]


Meu filho Arthur participou da 18ª Mostra do Filme Livre no Centro Cultural Banco do Brasil em 17/4/2019, com o curta Larus & Niu, onde ele fez a Direção de Som.

é isso, por fernando stickel [ 14:53 ]

fumaça da brahma

Nos final dos anos 60 a Brahma tinha uma fábrica no bairro do Paraiso, perto da Catedral Ortodoxa.
Havia uma chaminé que expelia fumaça branca 24 horas/dia, e eu fascinado por aquela imagem, planejava filmá-la, ao estilo Andy Warhol, plano fixo, pelo menos uns 20 minutos de fumaça…
Nunca realizei o projeto, o prédio foi demolido na década de 90. Hoje me arrependo por não ter acreditado, ido à luta e feito o filme…

é isso, por fernando stickel [ 19:33 ]

churchill


Faz tempo que não comento filmes aqui… Não por falta de bons filmes, mas… talvez preguiça…
Desta vez porém preciso falar de O DESTINO DE UMA NAÇÃO (Darkest Hour)
Com Gary Oldman magistral no papel de Winston Churchill, dirigido por Joe Wright.

Churchill tinha no início do filme 66 anos de idade, e ataques de mau humor e rabugice. Sua mulher Clemmie lhe dá uma bronca por isso, argumentando que em breve ele será um dos homens mais poderosos do Reino Unido, e que não poderia dar vazão a estas características impertinentes.

Achei interessante porque eu, aos 69 anos passei há poucos dias exatamente pela mesma bronca, entendi ao vivo e a cores as razões que levaram minha mulher a tanto…
Com razão ou não para explodir, temos que controlar nosso temperamento, para benefício de quem nos cerca.

Mas isso é apenas um comentário paralelo, o filme é maravilhoso! E a performance de Gary Oldman digna de um Oscar, ou mais!! E faz um par perfeito com Dunkirk, também maravilhoso!

é isso, por fernando stickel [ 16:57 ]

faleceu julia campos


Fotografei a Julia dia 4 Fevereiro 2011, ocasião em que recebeu homenagem da Prefeitura na Casa de Cultura da Brasilândia.

No Dia Internacional da Mulher, homenageio uma mulher especial:

Júlia Campos nascida em 1965 na Vila Brasilândia em São Paulo, demonstrava desde criança seu amor à sétima arte.

Ela e o irmão Amaro gravavam histórias em fitas cassete para apresentar às crianças do bairro. Julia também participou de alguns comerciais de produtos.

Trabalhou como free-lance, produziu casting de elenco e até atuou como cabeleireira. O curso de cinema no SENAI foi o catalisador de sua carreira de cineasta.

Fundou com o marido a Brasilândia Filmes em 2007, ano em que deu vida ao seu primeiro curta-metragem “A loira do banheiro”, com a participação de moradores da comunidade.

Em 2010 nasceu o documentário “DNA da Brasilândia e suas histórias”, realizado pela Fundação Stickel em parceria com a Brasilândia Filmes. A Subprefeitura Freguesia/Brasilândia ofereceu o espaço da Casa de Cultura da Brasilândia para a realização do curso.

Júlia e os 18 participantes do curso foram às ruas da Brasilândia para documentar a história do bairro e entrevistaram vários moradores com mais de 50 anos de Brasa. O vídeo conta a história do bairro, através destas pessoas que testemunharam o desenvolvimento e a transformação da Vila Tiro ao Pombo em Vila Brasilândia.

Júlia Campos teve um AVC e faleceu precocemente aos 46 anos em 2011, poucos dias após receber homenagem da Câmara Municipal de São Paulo nas comemorações dos 64 anos do bairro da Brasilândia.


Recebendo a homenagem de Eliseu Gabriel

é isso, por fernando stickel [ 16:29 ]