aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

Posts tagueados ‘cinema’

arthur animado!


Meu filho Arthur acaba de completar o curso de Animação Clássica (Classical Animation) na Vancouver Film School VFS, um dos cursos do Advanced Production Programs da escola de cinema.
Como bom pai coruja posso afirmar, sem chance de errar, que o trabalho do Arthur é o melhor da Classe CA 104, quem estiver precisando de um animador pode e deve procurá-lo!
Instagram e-mail a.s.stickel@gmail.com Linkedin
Veja a animação “Knock Out” aqui.
Veja o Demo Reel aqui.


A formatura se deu com uma reunião via Zoom, e uma projeção no YouTube, sinal dos tempos de pandemia, que pegou o Canadá bem fortemente.

A turma tinha inicialmente 25 alunos, e terminou com 17.


No meio do caminho o Arthur começou a namorar com sua colega Quinn, americana da Califórnia, agora estão morando juntos.


O curso foi forte, exigiu muito dos alunos, e ainda tiveram que lidar com a pandemia, no final deu tudo certo!


Arthur e Quinn.


A tchurma.


O ano foi puxadíssimo, mesmo assim conseguiram passear um pouco…

Apresentação dos trabalhos de todos os alunos. A classe se chama CA 104.

é isso, por fernando stickel [ 18:30 ]

submarinos


Um encontro com minha prima Stella no fim de semana em Campos do Jordão, com direito a conversas randômicas pelos temas da família e das memórias acabou me levando a contactar o Tio Roberto Guimarães, em Fort Lauderdale – USA, que muito simpaticamente atualizou e completou as informações deste post.

Nas comemorações da Semana da Marinha de 1962, o submarino Humaitá S-14, comandado pelo Capitão-de-Fragata Noísio Penna de Oliveira recebeu visitantes para um passeio na Baía de Santos.

Meu pai Erico e eu com 14 anos de idade fomos convidados para o passeio por um contraparente nosso, Roberto de Queiroz Guimarães, que na época era ajudante de ordens do Capitão-de-Mar-e-Guerra Átila Franco Ache, comandante da Flotilha de Submarinos.

O navio zarpou de Santos, eu simplesmente pirei com a experiência! A enorme quantidade de mostradores, canos, alavancas, o vento que a admissão dos motores diesel provocava dentro do submarino, poder visitar todas as áreas, ver os torpedos, camas, banheiros, cozinha, tudo apertadíssimo!

Depois de nos afastarmos do litoral e já em alto mar os motores a diesel foram desligados, as comportas fechadas e iniciada a submersão com os motores elétricos, eu pude olhar pelo periscópio, foi uma experiência inesquecível!

O Humaitá (S-14) nasceu como o submarino USS Muskallunge (SS-262), lançado ao mar em 7 de abril de 1942 e atuou durante a Segunda Guerra. Foi incorporado à flotilha de submarinos do Brasil em 18 de janeiro de 1957. Em sua chegada ao Brasil suspendeu ferros levando a bordo o Presidente da Republica Juscelino Kubitschek de Oliveira, e o então Ministro da Marinha, Almirante-de-Esquadra Antônio Alves Câmara Júnior.

Muitos anos depois assisti ao filme U-571, sobre batalha de submarinos na Segunda Guerra.
O filme mostra bem o clima dos anos quarenta e o inferno que era a vida em um submarino.
Meu pai me contou muitas histórias de submarinos na guerra, relatadas por um parente, Jürgen Kiep, que foi comandante de submarino na Alemanha, e sobreviveu à guerra!


Este submarino esculpido em madeira é um dos brinquedos mais antigos e queridos que tenho.
Meu pai comprou várias destas miniaturas de navios, que eram feitas por marinheiros de navios de guerra.

é isso, por fernando stickel [ 11:06 ]

os camihos do senhor


Acabamos de assistir uma premiada e maravilhosa série dinamarquesa no Netflix: Ride Upon the Storm, ou Os Caminhos do Senhor. O título original é Herrens veje.

Lars Mikkelsen é Johannes, pastor em uma família de longa linhagem religiosa. Tudo gira em torno de sua mulher Elisabeth e seus dois filhos August e Christian.

A série é falada em dinamarquês, lingua incompreensivel para mim, porém identifico muitas palavras em alemão…


Na série “House of Cards” Mikkelsen protagoniza Viktor Petrov, presidente da Rússia.

é isso, por fernando stickel [ 9:38 ]

j’accuse


Roman Polanski nos presenteia com um filme magistral! Em português O Oficial e o Espião.
Em 1894, o capitão francês Alfred Dreyfus é injustamente condenado por traição e sentenciado à prisão perpétua na ilha do Diabo.


Emile Zola escreveu a famosa carta aberta J’Accuse…! em 13 Janeiro 1898

é isso, por fernando stickel [ 8:57 ]

dois papas e música


No filme Os dois Papas de Fernando Meirelles, uma breve e interessantíssima cena se passa quando durante a visita de Bergoglio, e após o jantar enquanto conversam sobre música, Bento XVI senta-se ao piano e toca um fragmento de Smetana (1824-1884), na sequencia brinca no teclado e diz sorrindo para o Cardeal Bergoglio: Stockhausen! (1928-2007)
Logo os dois sentados em frente à TV assistem a uma performance de Thelonius Monk (1917-1982), captada com ruído…

é isso, por fernando stickel [ 10:00 ]


Meu filho Arthur participou da 18ª Mostra do Filme Livre no Centro Cultural Banco do Brasil em 17/4/2019, com o curta Larus & Niu, onde ele fez a Direção de Som.

é isso, por fernando stickel [ 14:53 ]

fumaça da brahma

Nos final dos anos 60 a Brahma tinha uma fábrica no bairro do Paraiso, perto da Catedral Ortodoxa.
Havia uma chaminé que expelia fumaça branca 24 horas/dia, e eu fascinado por aquela imagem, planejava filmá-la, ao estilo Andy Warhol, plano fixo, pelo menos uns 20 minutos de fumaça…
Nunca realizei o projeto, o prédio foi demolido na década de 90. Hoje me arrependo por não ter acreditado, ido à luta e feito o filme…

é isso, por fernando stickel [ 19:33 ]

churchill


Faz tempo que não comento filmes aqui… Não por falta de bons filmes, mas… talvez preguiça…
Desta vez porém preciso falar de O DESTINO DE UMA NAÇÃO (Darkest Hour)
Com Gary Oldman magistral no papel de Winston Churchill, dirigido por Joe Wright.

Churchill tinha no início do filme 66 anos de idade, e ataques de mau humor e rabugice. Sua mulher Clemmie lhe dá uma bronca por isso, argumentando que em breve ele será um dos homens mais poderosos do Reino Unido, e que não poderia dar vazão a estas características impertinentes.

Achei interessante porque eu, aos 69 anos passei há poucos dias exatamente pela mesma bronca, entendi ao vivo e a cores as razões que levaram minha mulher a tanto…
Com razão ou não para explodir, temos que controlar nosso temperamento, para benefício de quem nos cerca.

Mas isso é apenas um comentário paralelo, o filme é maravilhoso! E a performance de Gary Oldman digna de um Oscar, ou mais!! E faz um par perfeito com Dunkirk, também maravilhoso!

é isso, por fernando stickel [ 16:57 ]

faleceu julia campos


Fotografei a Julia dia 4 Fevereiro 2011, ocasião em que recebeu homenagem da Prefeitura na Casa de Cultura da Brasilândia.

No Dia Internacional da Mulher, homenageio uma mulher especial:

Júlia Campos nascida em 1965 na Vila Brasilândia em São Paulo, demonstrava desde criança seu amor à sétima arte.

Ela e o irmão Amaro gravavam histórias em fitas cassete para apresentar às crianças do bairro. Julia também participou de alguns comerciais de produtos.

Trabalhou como free-lance, produziu casting de elenco e até atuou como cabeleireira. O curso de cinema no SENAI foi o catalisador de sua carreira de cineasta.

Fundou com o marido a Brasilândia Filmes em 2007, ano em que deu vida ao seu primeiro curta-metragem “A loira do banheiro”, com a participação de moradores da comunidade.

Em 2010 nasceu o documentário “DNA da Brasilândia e suas histórias”, realizado pela Fundação Stickel em parceria com a Brasilândia Filmes. A Subprefeitura Freguesia/Brasilândia ofereceu o espaço da Casa de Cultura da Brasilândia para a realização do curso.

Júlia e os 18 participantes do curso foram às ruas da Brasilândia para documentar a história do bairro e entrevistaram vários moradores com mais de 50 anos de Brasa. O vídeo conta a história do bairro, através destas pessoas que testemunharam o desenvolvimento e a transformação da Vila Tiro ao Pombo em Vila Brasilândia.

Júlia Campos teve um AVC e faleceu precocemente aos 46 anos em 2011, poucos dias após receber homenagem da Câmara Municipal de São Paulo nas comemorações dos 64 anos do bairro da Brasilândia.


Recebendo a homenagem de Eliseu Gabriel

é isso, por fernando stickel [ 16:29 ]

arthur formado cineasta!


Meu filho Arthur formou-se em cinema na Fundação Armando Alvares Penteado – FAAP no dia 8 Fevereiro 2017.
Ele estava radiante, e nós os pais idem. O astral da cerimônia estava alto, tudo transcorreu com tranquilidade e alegria.


Os pais orgulhosos!

é isso, por fernando stickel [ 7:55 ]

hector babenco, rip

hector
Hector Babenco e Barbara Paz, 28 Dezembro 2014

Conheçia o Hector há muitos anos, mas no Reveillon de 2015, no Outeiro das Brisas, houve um contato mais próximo, pois ele e sua mulher Barbara Paz produziram uma sessão de cinema ao ar livre, e projetaram o filme “Birman” para os habitantes da praia. Meu filho Arthur, estudante de cinema, conversou um pouco com ele, na beira da praia enquanto se preparava a projeção, foi simpático e instrutivo.
Penso com carinho nele, e desejo que faça uma boa viagem.

hector 2
Hector supervisionando a instalação da “sala de cinema”.

hector 3
A projeção.

é isso, por fernando stickel [ 22:37 ]

cinema no ceu paz!

ceupaz1
Inaugurado o Circuito Spcine no CEU Paz. Serão 20 salas de cinema nos CEU de São Paulo, oferecendo programação de cinema de qualidade.
Iniciativa da Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura.
A Fundação Stickel, como parceira do CEU Paz estava lá para prestigiar o evento.

ceupaz2
Claudia Nogueira de Lima Souza Barros e eu.

ceupaz3
Esperando a hora de entrar no cinema.

ceupaz4
A placa do Cine Paz.

ceupaz5
As torres de caixa d’água chicoteadas em oficina recente de Vera Martins, por iniciativa da Fundação Stickel.

é isso, por fernando stickel [ 9:31 ]

mad max

mad
Mad Max, no mínimo um filme lindo!

é isso, por fernando stickel [ 17:11 ]

ida e a memória dos 60s

ida
O excelente filme polonês IDA me pegou em uma veia nostálgica braba… Me lembrei muito de cigarros sem filtro acendidos com fósforos, que fumei dos 14 aos 18 anos, em plenos anos 60.
A estética fotográfica em PB, a sensualidade, aquela coisa densa, parada, tudo isto me remeteu à minha adolescência solitária.

é isso, por fernando stickel [ 18:14 ]

getúlio

getulio
Faz tempo que não comento os filmes que vi aqui no blog, mas “Getúlio” precisa ser comentado.
O filme é muito bom. Eu não diria excelente, para chegar a isso faltam algumas coisinhas.
Tony Ramos está magistral no papel do ditador/presidente, e todos os outros atores/atrizes preenchem com maestria seus papéis.
Produção e figurinos impecáveis, luz, fotografia, som, tudo excelente.
Para que o filme entrasse na categoria excelente, senti falta de um pouco do Rio de Janeiro da época, algumas cenas externas daqueles glamurosos anos 50 na Capital da República.
Vale assistir!

Eu não conhecia nenhum trabalho do diretor João Jardim, fui ver algumas coisas rápidas na internet, e gostei!

é isso, por fernando stickel [ 17:10 ]

godzilla

gojira
Veja aqui desenhos anatômicos de vários monstros, incluindo Godzilla. Muito interessante!
Aliás, gostei do filme Godzilla (Gojira)

é isso, por fernando stickel [ 9:17 ]

documentário investimento social privado

IDIS Lança Documentário Sobre Investimento Social Privado

No dia 05 Dezembro 2013, quinta-feira, acontece no Itaú Cultural, em São Paulo, o lançamento do documentário “Investimento Social Privado – O Presente é o Futuro”.
A produção conta com a participação rica e mobilizadora de 14 figuras emblemáticas do setor filantrópico no Brasil e busca estimular a ampliação e consolidação do investimento social privado no País.
Com direção do jornalista Albino Castro, que tem passagens pela TV Cultura, SBT, TV Gazeta, jornal O Globo e revista Veja, o documentário tem duração de 33 minutos e contou com o patrocínio da Alupar, Cemig e Lojas Renner, através da Lei de Incentivo à Cultura. A Fundação José de Paiva Netto colaborou com a produção e captura de imagens.
Como a ideia é ajudar a divulgar a relevância do investimento social privado brasileiro, a distribuição será ampla. “Além de estar gratuitamente disponível na internet, serão distribuídas no mínimo 500 cópias para organizações, bibliotecas e escolas de todo o País”, diz João Paulo Vergueiro, gerente de comunicação do IDIS.
Interessados em realizar o lançamento do documentário do IDIS em sua cidade, podem entrar em contato conosco pelo e-mail comunicacao@idis.org.br

Fernando Stickel é uma das “14 figuras emblemáticas do setor filantrópico no Brasil”

é isso, por fernando stickel [ 18:33 ]

lina chamie, os amigos & jimmy hendrix

amigos1
No lançamento do delicioso filme “Os Amigos”, da esq. para a direita, Luis Oliveira (estrelas Animais), treinador do Jimmy, o próprio, Sandra Pierzchalski, e a diretora do filme Lina Chamie.
Na foto de baixo, Jimmy e Dira Paes, e com os atores mirins.
Foi interessante encontrar com a Lina, que eu não via há décadas, nós fomos colegas de aula de clarineta, e depois moramos em New York na mesma época.
O reencontro veio através do Jimmy, astro do filme!!

é isso, por fernando stickel [ 11:15 ]