aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

bmw R60 1969

bmw69
Quando completei dezoito anos, em 1966, meu pai me obrigou a vender a minha motocicleta Mondial 50cc, por acreditar que era perigoso, e eu passei a utilizar os carros da casa.
Três anos depois, quando entrei na FAUUSP, meu apetite pelas motocicletas estava novamente aguçado, e eu tinha certeza que meu pai me daria, de prêmio por ter entrado na faculdade uma Honda CD175 1969, que eu já tinha até escolhido em uma loja que ficava na R. da Consolação, perto do Mackenzie.
O presente não veio, mas dois anos depois, recém casado, exigi do meu pai um dinheiro que ele havia prometido a mim e aos meus irmãos, ao qual teríamos acesso em duas condições, ou formados no ensino superior, ou casados.
Ele estrilou violentamente, mas o meu tesão pela moto era maior, e eu o chamei à letra da promessa:
-Você não disse que liberaria a grana casado ou formado?
-Disse.
-Então, estou casado…
Ele liberou a grana a contragosto, e eu comprei o último modelo desta linhagem clássica, uma BMW R60 1969, baixíssima quilometragem, equipada com bolsas, conta-giros e sirene!

slidescaixa
Estas memórias estão brotando a partir da minha decisão de abrir estas caixinhas de plástico com slides, fechadas há mais de 40 anos!!!

é isso, por fernando stickel [ 9:03 ]

2 comentários

Zé Rodrigo

junho 9th, 2014 at 14:02

E você está fazendo como: escaneando o slide ou fotografando ele?
Tenho um armário cheio de slides junto com uma pilha de carrosséis e mais um projetor Kodak.
Descobri um fulano aqui no Centro do Rio, há mais ou menos 3 anos, que é especialista em manutenção de maquinas estranhas feito o Kodak Carroussel 🙂

fernando stickel

junho 10th, 2014 at 11:47

Estou fotografando o slide sobre a mesa de luz, por enquanto…

Deixe seu comentário