aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

Posts tagueados ‘sandra pierzchalski’

danilo blanco


Danilo Blanco, eu, minha mãe Martha e Sandra Pierzchalski

Abertura da exposição de Danilo Blanco, CADEIRAS, JANELAS E RAIOS DE SOL com curadoria de Rubens Fernandes Júnior, no Espaço Fundação Stickel.


Em primeiro plano o curador Rubens e sua esposa Paula.


Igor Damianof, Lucas Cruz e Marco Antonio Ribeiro

O conjunto de cadeiras expostas surgiu de uma ideia de Danilo ao observar artesãos que circulam pelas ruas e praças do centro de São Paulo. Com o objetivo de valorizar o trabalho desses artistas anônimos, ele encomendou a construção das peças, a partir de um simples briefing: “faça uma cadeira” mostrando com a mão o tamanho de cerca de 10 cm, “que tenha quatro pernas, assento e encosto”.
Individualmente, cada uma das peças se apresenta de maneira distinta, mostrando o potencial criativo despertado pelo pedido do artista, que não interferiu no processo e nem limitou os artesãos. As cadeirinhas foram construídas com formas, traços e materiais diferentes, transformando este simples objeto do cotidiano em arte.
Assim, Danilo idealizou mais uma ação colaborativa, como já fez em outras parcerias com a Fundação Stickel na construção dos murais públicos oriundos das nossas oficinas de marchetaria, instalados nos terminais Palmeiras – Barra Funda e Vila Nova Cachoeirinha. A marchetaria, por sinal, é a principal linguagem do artista e ele traz, paralelamente e de forma complementar às cadeiras, novos trabalhos com seus desenhos geométricos e abstratos, além das peças de um dominó gigante.

é isso, por fernando stickel [ 17:20 ]

poster contest

Quem já não foi ao cinema e ficou observando os cartazes dos filmes em exibição, ou daqueles que entrarão em cartaz? De repente até decidindo assistir algo por conta do poder de persuasão deste tradicionalíssimo meio de comunicação.

O cartaz tem esse poder de captar a nossa atenção, despertar nossa curiosidade, seja pela mensagem, seja pela beleza gráfica, muitos deles verdadeiras obras de arte.

Cartazes tem sido utilizados em todo o planeta para divulgar mensagens de forma visual e impactante. em todas as áreas imagináveis, publicidade, arte, política, religião, esportes, saúde, educação, etc…

Atenta ao potencial do cartaz, tanto como arte quanto como poderosa ferramenta de comunicação, a Fundação Stickel promoveu em 2023 o concurso POSTER CONTEST – ARTE TRANSFORMA, com curadoria de Carlos Perrone, pensando em trazer um novo olhar ao tradicional concurso de cartazes.

O POSTER CONTEST marca, não apenas, a nossa entrada no universo do design gráfico, como também o início das comemorações do aniversário de 70 anos da Fundação Stickel.

Você é nosso convidado para o evento de abertura, venha descobrir os 30 projetos gráficos selecionados por um júri de 7 especialistas da área, entre os 100 projetos submetidos, incluindo o Prêmio Aquisição e os seis destaques.

Exposição Poster Contest – Arte Transforma
Abertura – sábado, 17 de fevereiro, das 11h às 16h
Espaço Fundação Stickel
Rua Nova Cidade 195 – Vila Olímpia
Catálogo disponível

Membros do júri:
Carlos Perrone; Iris Di Ciommo; José Renato Maia; José Roberto DÉlboux; Marcelo Pallotta;, Sandra Pierzchalski; Tadeu Costa


Visão da exposição

é isso, por fernando stickel [ 7:57 ]

maria villares – flor e pedra

Abertura da exposição de pinturas “Maria Villares – Flor e Pedra” com minha curadoria, no sábado 11 novembro 2023 no Espaço Fundação Stickel.


Visão geral da vernissage


Maria Villares, Chris e Diana Potter


Ivo Mesquita, Maria Alice Milliet e Helena Carvalhosa


Martha Stickel, Sandra Pierzchalski, Maria Villares e eu.


Ricardo Prado Santos, João Roberto Rodrigues, eu, Bassy Machado, Luiz Fernando Rocco


Gilda Mattar, Alexandre Dórea Ribeiro, Alex Cerveny, Sandra Pierzchalski, Nathalie e Lucas Lenci


Maria Villares e sua filha Kita, Ana Darce e Jacqueline Aronis

é isso, por fernando stickel [ 8:56 ]

arquitetos joalheiros

Lá nos idos de 1989 a joalheira Miriam Mamber teve a ideia de convidar um grupo de arquitetos para fazer e expor joias, eu fui um dos convidados.
Adorei o convite e me lancei com entusiasmo à empreitada, utilizando seixos, conchas, cacos de cerâmica e vidro que encontrei e colecionei durante anos nas praias onde andei, principalmente a Praia do Curral em Ilhabela.
Por indicação contratei um ourives que desenvolveu os engastes de prata que receberam os materiais coletados.
A exposição na galeria da Al. Gabriel Monteiro da Silva teve o nome de ARQUITETOS JOALHEIROS.
Obrigado à minha mulher Sandra Pierzchalski pela produção das fotos!

Lembrei desta exposição ao tropeçar em uma mensagem antiga do meu falecido amigo hugo Curti, me enviando esta foto PB.


Polaroid antiga com a preparação das peças.

é isso, por fernando stickel [ 7:13 ]

apoio ao terceiro setor

A Fundação Stickel contratou recentemente um novo administrador de seu Fundo Patrimonial, leia como se deu esta transformação, em artigo publicado pela FortunA Gestora em Comunicação de Luxo com foto de Júlio Trazzi:

Apoio ao terceiro setor

Os arquitetos Fernando Stickel e Sandra Pierzchalski são os responsáveis pela Fundação Stickel, criada em 1954 por Martha Diederichsen Stickel e Erico João Siriuba Stickel. Desde 2004, quando reativaram as atividades da instituição, que ficou durante algumas décadas parada, passaram por três empresas que administraram, “nem sempre com sucesso”, como acentua Fernando, o fundo patrimonial que sustenta as várias ações realizadas. “Há cerca de um ano eu e a Miriam Miranda Costa, gerente administrativa e financeira, decidimos buscar no mercado outra empresa. Estivemos com oito proponentes e não ficamos satisfeitos, até encontrar o Fernando Hormain, da Angatu Private, que nos sugeriu uma gestão mais adequada ao nosso perfil. A cereja do bolo foi o Selo de Investidor Cultural, que evidencia um ponto importante para nós, que é a captação de recursos”, conta Fernando Stickel.

Arquiteto e artista plástico, ele explica que a fundação não tem uma grande empresa ou banco por trás e, portanto, precisa captar recursos, sob pena de não ter condições de manter as atividades. “Nosso fundo patrimonial não dá conta de fornecer meios para todas as necessidades”, diz. Fernando Stickel acentua a importância da sensibilidade da Angatu e da proposição sob medida para as demandas da fundação. “Juntamos nessa nova parceria a gestão patrimonial mais adequada que tivemos até agora junto com a consciência de que ela precisa divulgar aos seus parceiros e usar esse recurso do selo como incentivo à doação.”

Esses recursos, tão difíceis de serem arrecadados num mercado nem sempre sensível à necessidade de projetos artísticos e culturais, são essenciais para colocar em prática o lema “Arte Transforma”, adotado pela fundação em 2012. Sob essa ideia, são realizados cursos gratuitos de temas variados, desde fotografia até design gráfico, na periferia de São Paulo; exposições, que divulgam o resultado dessas oficinas e também destacam artistas respeitados que nem sempre encontram espaço nos circuitos normais da arte; e publicações, que normalmente compilam os trabalhos dos alunos em catálogos e folders e depois são distribuídos para bibliotecas e escolas, sempre com um cuidado extremo na identificação de cada obra.

Esse capricho Fernando Stickel parece ter herdado do pai, Erico Stickel, um aficionado das artes que foi dono do famoso quadro Abaporu, de Tarsila do Amaral, durante quase 20 anos, e tinha como hobby garimpar obras de artistas que participaram das famosas expedições que vinham da Europa ao Brasil durante o século XIX. “Ele visitava feiras como a do Bixiga e do MASP, sebos e comerciantes de arte à procura dos trabalhos dos artistas que acompanhavam essas viagens. Tinha uma coleção riquíssima e, como era um estudioso, anotava tudo cuidadosamente em fichas, com o nome artista, ano, expedição e referências bibliográficas.” Erico chegou a publicar um dicionário chamado Uma Pequena Biblioteca Particular, pela Edusp.

Leia a revista FortunA aqui.


No Espaço Fundação Stickel, com Fernando Hormain da Angatu.

é isso, por fernando stickel [ 9:09 ]

salvador candia arquiteto

A Fundação Stickel atendeu ao edital do CAU/SP, em parceria com a Editora Monolito, na execução do projeto contrapartida do livro “SALVADOR CANDIA, ARQUITETO” de Eduardo Ferroni.

O lançamento do livro será dia 16 de agosto das 18h30 às 21h30 na sede do CAU/SP, Rua Quinze de Novembro 194.

Na ocasião, haverá uma conversa entre Eduardo Ferroni (autor) e Fernando Serapião (editor).

O projeto contrapartida incluiu também duas edições do curso online e gratuito “O Tripé da Arquitetura Moderna em São Paulo”, ministrado por Fernando Serapião, abordando a arquitetura produzida a partir dos anos 1940 na cidade, se debruçando sobre a obra de Franz Heep, Paulo Mendes da Rocha e Salvador Candia, com participações de Guilherme Wisnik, Marcelo Barbosa e Eduardo Ferroni.


Na sede do CAU/SP, Sandra Pierzchalski do Conselho Curador da Fundação Stickel fala aos presentes.

é isso, por fernando stickel [ 14:45 ]

primeiro dia 2022


Iniciar 2022 no Ibirapuera com Sandra, Jimmy & Bolt é tudo de bom!

é isso, por fernando stickel [ 11:14 ]

73!!!


Deliciosa comemoração do meu aniversário, com bexigas e netos! Obrigado Sandra!


Sandra preparando os chocolates “quadradinhos”com Ian e Noah.


Antonio e sua nova Toyota Hilux “Quadradinha”


Bexigas circulando!

é isso, por fernando stickel [ 9:40 ]

reencontro

Um fim de semana muito especial!

Sábado, como estava combinado já há algum tempo, Antonio, Rubia e filhos vieram almoçar em casa para encontrar a Vovó Martha, que não os via há muito tempo!
As crianças reencontraram Jimmy & Bolt, jogaram bola com eles, foi uma farra, almoçamos deliciosos raviolis de búfala.

Depois do almoço Sandra leu histórias no sofá, mais tarde foi passear na rua com Jimmy, Bolt e Ian, a turma saiu saiu de casa quase 6 da tarde, foi um reencontro ótimo! Tão bom que marcamos repeteco para o domingo.

O domingo foi raro por duas razões. A primeira é que com a configuração atual da família é extremamente difícil reunir todos os meus netos.
A segunda razão vai ficar evidente ao longo da história.
A manhã começou com um encontro no Ibirapuera, Fernanda com Samuel e Pedro, Antonio com Ian Noah e Rubia, Sandra eu Jimmy & Bolt.
Todo mundo junto por tempo suficiente apenas para uma foto e Fernanda já saiu com Samuel, para levá-lo a um jogo de futebol.

Bicicletas, passeios, parquinho, aviãozinho, tudo delicioso e harmônico!
Sandra e eu saimos mais cedo do parque para providenciar o almoço, cerca de 11:30 já estavam todos no prédio, no pula-pula.

Sandra sugeriu um banho de banheira, que foi entusiasticamente abraçado pelos três pequenos. Enquanto isso Sandra em sua eficiência germânica já preparava 1,5kg de lindos raviolis de búfala com molho de tomate.

De banho tomado e mortos de fome atacaram os raviolis, e também a salada!
De sobremesa, sorvete de chocolate e morango.
Ao pedir a terceira repetição, Ian escutou do pai:
– Vamos maneirar, você já repetiu duas vezes, é muita lactose, não faz bem.
A palavra lactose começou a circular na mesa seus malefícios, a produção de muco, etc…
Subitamente o Noah, bem sentado na mesa, tendo à sua frente o pote de sorvete bem raspado proferiu com muita calma:
– Eu não me preocupo com isso.
Português e pronuncia perfeitos, conceito claríssimo, arregalei os olhos e pensei: Meu neto é um gênio!

Depois do almoço Antonio leu histórias para as crianças, até eu dormi… Na hora de ir embora, Vovô colocou todo mundo na Mercedes-Benz!

é isso, por fernando stickel [ 8:51 ]

casamento sandra e fernando

Vídeo do casdamento civil e do almoço de comemoração do meu casamento com a Sandra, em 12 Novembro 2006, em um restaurante do Sergio Arno que não existe mais.

Câmera Antonio Stickel e edição Arthur Stickel.

é isso, por fernando stickel [ 15:11 ]

páscoa em família


Almoço de Páscoa com Sandra, minha sogra Dionice, seu marido Zé e minha Mãe Martha. Comida excelente, e ao final do almoço experimentamos ainda alguns destilados envelhecidos.


Na volta para casa minha mãe, aos 94, foi comigo na Mercedes-Benz sem capota!


Na casa dela ainda ajudei a acertar algumas coisas no celular…

é isso, por fernando stickel [ 13:01 ]

sandra & fernando

Há muitos anos que a Sandra minha mulher e eu fazemos uma parceria arquitetura/fotografia.
A documentação fotográfica e a divulgação dos trabalhos dela de arquitetura e decoração são feitas em grande parte por mim, ela prepara os ambientes e eu fotografo. Simples assim.
Aqui o resultado da decoração do jantar de Natal realizado ontem.

é isso, por fernando stickel [ 12:12 ]

classic car celebration


Alfa Romeo Giulia Sprint Speciale 1964
O evento Classic Car Celebration no Hotel Fazenda Dona Carolina em Bragança Paulista se realizou no fim de semana de 6 a 9 de Novembro, reunindo importantes coleções de carros clássicos de todo o Brasil, em particular de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul.


Buick 1929


No papo com os amigos!


Sandra, eu e a nossa linda Mercedes-Benz 280 SL 1970!


A Corvette e os patos!

é isso, por fernando stickel [ 9:18 ]

stefan pierzchalski


Fosse vivo meu sogro Stefan Pierzchalski, que não tive o prazer de conhecer, completaria hoje 89 anos de idade.
Nascido em Katovice na Polônia em 1 Novembro 1931, veio ao Brasil e aqui casou-se com Dionice Bandeira Pierzchalski em 23 Setembro 1957.
Faleceu tragicamente em Abril de 1981 aos 49 anos de idade, em sua residência em São Paulo. Nesta ocasião minha mulher Sandra Pierzchalski tinha apenas 22 anos de idade e estudava arquitetura no Mackenzie.


De pé, Stefan e seu pai Antoni Pierzchalski.
Sentados, Dionice, Sandra, a mãe de Antoni, Hedwiga, e a esposa de Antoni, Stefania. No colo de Stefania, a irmã da Sandra, Adriana.


Stefan e Dionice na casa da família, decorada com móveis da Branco e Preto.


Família Pierzchalski, Adriana à esquerda e Sandra à direita.

é isso, por fernando stickel [ 12:40 ]

72 com muita lenha pra queimar!

https://twitter.com/i/status/1313095587139592192

Meu aniversário de 72 anos transcorreu como o clip acima, alegre, poderoso, inovador…

Um dia muito interessante!

Logo cedo recebi lindas flores de minha ex Jade Gadotti, e também da minha colaboradora Ana, obrigado!!

Às 9:00h em ponto iniciou-se uma reunião virtual via Zoom com o Conselho Curador da Fundação Stickel, onde importantes decisões foram tomadas, uma das melhores reuniões já feitas!
Na sequência minha aula com o personal trainer Samuel Amorim, responsável desde o início da pandemia por manter meu corpo em ordem.
Após o banho verifiquei no espelho que meus glúteos de fato estão com maior tonus, o que é muito importante pois eles são de fato a base que sustenta minha coluna semi avariada…
Mais alguns presentes chegaram, delícia!
Fui buscar minha mãe em sua casa para almoçar comigo, estavam também no almoço minha filha Fernanda, minha mulher Sandra e o Samuel. Deliciosos camarões e uma garrafa de champagne, de sobremesa uma cocada dos deuses!


Durante o almoço, maravilhosamente preparado pela Sandra, a Fernanda comentou que o meu neto Samuel de 10 anos tinha ido naquela manhã ao médico para verificar seu crescimento, que está absolutamente normal, ótima notícia!
À tarde no escritório uma deliciosa surpresa, quando me chamaram para uma reunião Zoom convocada apenas para comemorar meu aniversário, com toda a equipe da Fundação! Novamente bolo e champagne.
Terminamos o dia Sandra e eu exaustos no sofá, assistindo ao último capítulo da excelente série Netflix “Bom Dia Verônica”
A cereja do bolo do dia chegou por volta das 11 da noite, quando meu filho Arthur me ligou de Vancouver no Canadá para informar ter sido aprovado como free lancer e vai trabalhar para o mega estúdio de animação Titmouse!

é isso, por fernando stickel [ 23:42 ]

floresta devastada

Esta minha imagem de hoje é interessante… Pela primeira vez em décadas me vejo sem pêlos…

Sim, estou estou pelado… Os meses de quarentena serviram como adubo para a minha floresta amazônica particular, que cresceu desmedidamente e foi sumariamente desmatada hoje.

Meu personal trainer Samuel, que fez a gentileza de cortar o meu cabelo neste período, resolveu estender o trabalho da máquina e revelar o resultado de seu trabalho, ou seja, meus músculos!

De fato, os vários meses de treinamento mudaram meu corpo, não apenas no aspecto da massa muscular, mas principalmente na redução de dores e cãibras e a conquista de uma melhor mobilidade. Falta talvez perder ainda uns quilinhos e diminuir a pança…

Sou, simbolicamente, um novo Fernando! Aos 71 anos de idade me vejo ainda forte e capaz, e esta limpeza de área coincide com o término de um longo período de arrumação de arquivos, de desenterrar fotos e documentos e descartar inutilidades, uma forma de passar a limpo o passado.

Pronto! Estou pronto para a vida que segue! Totalmente desmatado, mais leve e feliz!


Jimyy e Bolt não se abalaram com a ausência do matagal, já a minha mulher Sandra agradece, no chão, a pelagem ficou.

é isso, por fernando stickel [ 18:11 ]

ubatuba


Este é o cenário maravilhoso que encontramos ao chegar em Ubatuba, na primeira saída de São Paulo após o início da quarentena!


As primas Fernanda e Sandra.


Paz e beleza!


Hóspedes da prima da Sandra Fernanda e seu marido Fernando em Ubatuba!


Natureza fascinante!

é isso, por fernando stickel [ 23:05 ]

fotos no modular delta


O Condomínio Modular Delta na Av. Lavandisca em São Paulo terminou a reforma das fachadas, pintura de muros e áreas comuns.


Eu faço parte do Conselho Consultivo de apoio ao trabalho da síndica Juliana e do sub-síndico Giuliano.
Sandra e eu ajudamos na reforma, ela com o projeto de decoração dos halls de entrada e eu coloquei agora a cereja no bolo, doando 4 fotos minhas para os dois halls sociais, duas no Prédio Azul, e duas no Prédio Verde.

é isso, por fernando stickel [ 15:24 ]