aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

Posts tagueados ‘espaço fundação stickel’

babinski na fundação stickel


Mema Rio Branco, Sandra Pierzchalski e Martha Stickel na exposição de Maciej Babinski “Retratos Eriçados” no Espaço Fundação Stickel, a Pharmacia Cultural, com curadoria de Agnaldo Farias e Fernando Stickel.


Dudi Maia Rosa, Lidia e Maciej Babinski.


Helena Carvalhosa e Maciej Babinski.


Feres Khoury, Sandra Pierzchalski, Jimmy e Bolt.


A exposição já estava fechando às 16:00h quando chegou o grande Tomoshigue Kusuno!

é isso, por fernando stickel [ 18:09 ]

babinski na fundação stickel


O grande artista Maciej Babinski em sua exposição “Retratos Eriçados” no Espaço Fundação Stickel, a Pharmacia Cultural, com curadoria de Agnaldo Farias e Fernando Stickel.

é isso, por fernando stickel [ 12:49 ]

babinski na fundação stickel


No próximo sábado 7 Setembro 2019, o grande mestre Maciej Babinski mostra aos 88 anos de idade vigor e criatividade únicos, na exposição “Retratos Eriçados”, de vibrantes aquarelas inéditas e pinturas de grandes dimensões, na Espaço Fundação Stickel, das 11 às 15h R. Nova Cidade 195 – Vila Olímpia
Veja aqui informações adicionais.


Babinski, sua mulher Lidia e Agnaldo Farias, na visita que Agnaldo e eu fizemos ao casal em sua casa em Várzea Alegra, CE em 9 e 10 de Julho 2019.

é isso, por fernando stickel [ 23:47 ]

expografia babinski


Durante minha carreira de arquiteto/artista plástico fiz informalmente inúmeros projetos de artes gráficas, curadoria e expografia, principalmente para amigos como Cassio Michalany e para mim mesmo, e mais recentemente para inúmeras exposições da Fundação Stickel.

No caso da exposição de Maciej Babinski “Retratos Eriçados” no Espaço Fundação Stickel, a Pharmacia Cultural, inaugurada em 7 Setembro 2019, o trabalho exigiu uma postura mais cuidadosa e formal, com levantamento preciso do espaço de exposição, desenhos detalhados, escolha de cor para pintura das paredes, etc…
O interessante neste caso foi a adequação perfeita do primeiro “insight” que tive sobre a montagem da exposição ainda no estúdio do artista em Várzea Alegre CE, na visita que Agnaldo Farias e eu fizemos ao artista, ao espaço real, o que foi confirmado pelo projeto definitivo.


A escolha da cor amarela para as paredes foi uma decorrência da visita ao Ceará, onde a paisagem é quente, assim como os “Retratos Eriçados”…


Finalmente a sinalização da exposição e sua divulgação.

é isso, por fernando stickel [ 20:51 ]

joana na fundação


Minha sobrinha Joana Stickel prepara o lançamento de sua coleção no Espaço Fundação Stickel, a Pharmacia Cultural.


A inauguração.


Lelé Chamma, pai da artista, Joana, Marcelo Botter e eu.

é isso, por fernando stickel [ 18:10 ]

pharmacia cultural fundação stickel


A Pharmacia Cultural Fundação Stickel, aberta ao público no dia 23 Março 2019, na R. Ribeirão Claro 193, Vila Olímpia São Paulo é o novo Espaço Fundação Stickel, um espaço de múltiplo uso aberto ao público, que será utilizado complementando os programas e projetos da Fundação.

A exposição inaugural na Pharmacia Cultural apresenta, até 30 Junho 2019:
-Exposição dos trabalhos dos alunos dos cursos gratuitos de artes visuais, oferecidos na periferia de São Paulo, em diversas técnicas.
-Linha do tempo com 8 metros de comprimento, contando gráficamente a história da Fundação nos seus 65 anos de existência.
-Projeção de vídeos sobre as atividades da Fundação.

Neste espaço acontecerão também em futuro próximo cursos, palestras, projeções, seminários, etc

é isso, por fernando stickel [ 13:52 ]

pharmacia cultural


A arquiteta Sandra Pierzchalski, autora da reforma da Pharmacia Cultural Fundação Stickel, em frente aos trabalhos dos alunos de Vera Martins.
A exposição inaugural dos trabalhos dos alunos dos cursos gratuitos da Fundação Stickel será no dia 23 Março às 11:00h na R. Nova Cidade 193 – Vila Olímpia


Na foto parte da equipe que montou a exposição.


Os grafiteiros Drope e Digão, parceiros da Fundação Stickel, em frente à fachada da Pharmacia Cultural, grafitada por eles.

é isso, por fernando stickel [ 21:55 ]

fachada do espaço fund. stickel


Os educadores e parceiros da Fundação Stickel, Drope e Digão, trabalhando na fachada do Espaço Fundação Stickel, a Pharmacia Cultural na R. Nova Cidade 195, Vila Olímpia.

é isso, por fernando stickel [ 10:38 ]

curadoria


Para a inauguração do Espaço Fundação Stickel, a Pharmacia Cultural na R. Nova Cidade 193 estamos preparando uma grande exposição.
Fazer a curadoria de uma exposição com cerca de 200 fotografias não é uma tarefa simples. Os autores das fotos são os alunos dos cursos gratuitos de fotografia ministrados por Lucas Cruz e Ana Mello e promovidos pela Fundação Stickel, os temas são os mais diversos possíveis.

Por sorte meu auxiliar Igor é jovem e me ajudou na tarefa de selecionar as fotos… Suas costas aguentaram bem a difícil missão…

é isso, por fernando stickel [ 21:13 ]

boi faleceu


Faleceu no último dia 15 Dezembro aos 74 anos de idade o meu amigo José Carlos BOI Cezar Ferreira. Uma tristeza.


Em Março 2017 houve uma exposição das pinturas do Boi no estúdio do Artur Lescher, ele estava bem, lúcido e feliz. Logo depois foi internado e de lá para cá sua saúde decaiu rapidamente.


Artista de mão cheia, Boi foi um pintor único, não deixou jamais seu estilo próprio, forte, personalíssimo ser influenciado por qualquer modismo ou tendência.


Boi foi parceiro da Fundação Stickel, realizamos uma exposição de suas pinturas em 2006 no Espaço Fundação Stickel e fizemos seu livro “Um Boi abstrato” com texto de Gabriel Borba em 2011.

é isso, por fernando stickel [ 7:13 ]


Sandra comemora em 28 Agosto seu aniversário em plena obra do Espaço Fundação Stickel, a Pharmacia Cultural.

é isso, por fernando stickel [ 9:20 ]

espaço fundação stickel


Arquiteta Sandra Pierzchalski na obra de reforma do Espaço Fundação Stickel, a Pharmacia Cultural.

é isso, por fernando stickel [ 17:45 ]

espaço fundação stickel


Prosseguem as obras do novo Espaço Fundação Stickel, a Pharmacia Cultural. A responsável pelo projeto arquitetônico da reforma Sandra Pierzchalski com nosso parceiro Lorenzo Magnelli.


A incansável arquiteta gerenciou também a obra, foi tudo refeito! hidráulica, elétrica, ar condicionado, tudo zero km!!

é isso, por fernando stickel [ 9:33 ]

planejamento estratégico


Conselho Curador da Fundação reunido para fechamento do Planejamento Estratégico.


Apresentação do projeto de reforma do Espaço Fundação Stickel, a Pharmacia Cultural pela arquiteta Sandra Pierzchalski.


O Conselho Curador.

é isso, por fernando stickel [ 15:36 ]

dia muito especial

Hoje, véspera do aniversário de 464 anos da cidade de São Paulo foi um dia muito, muito especial. Comemorei, enchi o coração de alegria, abri o peito, arregalei os olhos, lavei a alma, jantei no excelente Nino Cucina com minha mulher, tomei um bom vinho, enfim, comemorei muito!!! Voltei a acreditar no Brasil!


O dia começou com a inauguração às 10:00h do projeto “Entorno de nós”, painel de 13 metros de comprimento, idealizado e dirigido pelo artista plástico e educador social Danilo Blanco. Obra colaborativa produzida com azulejos impressos digitalmente que reproduzem peças artesanais de marchetaria, criadas por alunos das escolas estaduais Prof. Dr. Geraldo Campos Moreira; Profª. Laurinda Vieira Pinto; Rodrigues Alves e João Kopke, em cursos promovidos pela Fundação Stickel.
Realizado pela Fundação Stickel na estação Palmeiras – Barra Funda da CPTM, o painel foi instalado por aprendizes e professores do Senai São Paulo.


Em seguida às 14:00h iniciamos com a arquiteta Sandra Pierzchalski os trabalhos da reforma do novo Espaço Fundação Stickel, que se chamará “Pharmacia Cultural” Quando concluido, utilizaremos este novo espaço para exposições de arte, palestras, encontros, projeções, etc… proporcionando à Fundação condições de ampliar a exposição dos trabalhos de seus alunos.

é isso, por fernando stickel [ 8:43 ]

planej. estratégico fundação


Os Conselheiros e a diretoria da Fundação Stickel reuniram-se nos dias 16 e 17 Janeiro 2018 para realizar Planejamento Estratégico da Fundação.
O trabalho foi mediado pela Fernanda Dearo, especialista em Terceiro Setor e captação de recursos.
A Fundação pretende com este necessário e importante passo galgar novos niveis de aprimoramento de seus programas e projetos, assim como de sua gestão, governança, incluindo agora a captação de recursos.
Outra novidade importante a ser incorporada em 2018 será um espaço de múltiplo uso aberto para a rua e para o público, cujas chaves recebemos na semana passada. Será o novo Espaço Fundação Stickel, a “Pharmacia Cultural”
Neste espaço a Fundação pretende realizar exposições, cursos, palestras, projeções, e vender as fotos de seus alunos e outros intens, como parte da estratégia de captação de recursos a ser criada.
Da esq. para a direita na foto: Arnaldo, Miriam, Marcia, Vitor, Alexandre, Fernanda, eu, Sandra.


A Pharmacia Cultural ficará no nível da rua na R. Nova Cidade 193, os escritórios da Fundação são na sobreloja.

é isso, por fernando stickel [ 7:21 ]

magy imoberdorf

Recuperando boas memórias do dia 4 fevereiro 2006:


O dia começou bem com este excelente artigo sobre a exposição de hoje, no Estadão:

Magy Imoberdorf cria obras com madeira e desenhos. A artista gráfica suíça exibe no Espaço Fundação Stickel da Fundação Stickel suas esculturas de parede em que valoriza o trabalho manual.

Camila Molina

A suíça Magy Imoberdorf recolhe madeiras e outros objetos nas caçambas das ruas de São Paulo ou de Nova York – e como ela diz, é incrível como se jogam no lixo materiais interessantes e que podem ser reaproveitados. Amigos também, ao saber de seu gosto, lhe fornecem pedaços de madeira que se transformam, depois, em esculturas de parede ao receber os desenhos da designer gráfica. “No Brasil há um certo medo do trabalho manual, ele é até desvalorizado. Na Suíça, onde nasci, sempre fizemos trabalhos manuais, desde a escola”, diz Magy, que exibe, a partir de hoje, na Fundação Stickel, uma série de 18 de suas novas criações.

Sobre pedaços de madeira encontrados a artista cola desenhos que representam retratos das pessoas à sua volta, animais e as flores de seu jardim. Em seu processo criativo, há um gosto por usar as mãos – Magy lixa o material, corta, trata com a encáustica, misturando verniz e cera de abelha. Algumas vezes, também, ela usa a madeira no estado em que foi achada – pode o material ter sofrido queimaduras ou cortes irregulares, pode um estrado se transformar no que seria a representação de um banco. Magy usa os defeitos e qualidades do material a seu favor e até cores ela vai descobrindo nos diferentes tipos de madeira que utiliza, um processo simples de apropriação de objetos reciclados – ela também incorpora chapas de metal e plástico.

Como diz a artista, que chegou ao Brasil em 1969, nessa série o desenho vem primeiro – desenhar é prática recorrente em sua vida, desde também a época de escola. “Como aqui há um problema grave de umidade e os desenhos mofam, comecei a procurar desenhar em materiais não perecíveis como pedras e discos e agora uso madeira”, conta Magy. Nessa série, que vem desenvolvendo há cinco anos, Magy primeiro realiza os desenhos em papel Kraft e depois os aplica à madeira, algumas vezes usando cera quente.

Suas esculturas de parede, ou relevos, são de grande porte – há obras que chegam a ter dois metros de altura. São cenas simples representadas: uma senhora tricotando ao lado de dois cachorros; um casal e um menino; uma fruteira sobre uma bandeja; folhagens. Mas vale dizer que alguns de seus últimos trabalhos caminham para a abstração. “Sempre trabalhei o figurativo, mas gosto de um tipo de figurativo contemporâneo, revisitado, misturado com a abstração”, diz. Nas obras deste tipo, Magy sobrepõe madeiras com diferentes recortes e cores e, dessa maneira, os relevos vão ficando cada vez mais espessos. Ela também faz questão de deixar aparente os parafusos indicando que função e estética estão juntos.

Durante o período de sua exposição, a partir do dia 6, Magy Imoberdorf vai participar de encontros promovidos pela Fundação Stickel com crianças e catadores de lixo para mostrar como o uso de materiais reciclados pode se transformar num agradável processo de criação de objetos.

(SERVIÇO)
Magy Imoberdof. Espaço Fundação Stickel. R. Ribeirão Claro, 37, V. Olímpia, 3849-8906. 14h/20h (fecha dom.). Grátis. Até 24/2. Abertura hoje, às 16h


Cenas da abertura da exposição de Magy no Espaço Fundação Stickel.

é isso, por fernando stickel [ 12:00 ]

faleceu fonthor de luca

fonthor
Faleceu o meu amigo Fonthor de Luca, aos 57 anos.
Ainda não entendi direito… Estou chocado… Tenho de vontade de ligar para ele e perguntar o que aconteceu, muito moço…
Sempre prestigiou os eventos no Espaço Fundação Stickel da R. Ribeirão Claro, sua presença era um constante prazer.
Além de desejar-lhe uma boa viagem, aviso aos amigos que a missa será amanhã, quarta-feira às 19:30 na igreja São Pedro e São Paulo, Circular do Bosque.

é isso, por fernando stickel [ 8:52 ]