aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

Posts tagueados ‘ibirapuera’

corpos pintados


Fernando Alterio entrou no vácuo do Edemar e sua Brasil Connects para ocupar a Oca do Ibirapuera com a exposição Corpos Pintados.
Se a tentativa vingar, e meu chará colocar uma equipe do mesmo padrão do Edemar, acho que poderemos ter bons resultados.
Quanto ao Banco Santos e as estrepolias financeiras do Edemar já conhecemos bastante bem o que vai acontecer:
Sumiço por um tempo, depois que tudo esfriar ele volta aos holofotes e fodam-se os trouxas que aplicaram no banco dele… o que não quer dizer que a Brasil Connects não vá deixar saudades pelo excelente trabalho que fez.

é isso, por fernando stickel [ 9:26 ]

bom natal a todos!

Direto do Ibirapuera, Bom Natal a todos!

é isso, por fernando stickel [ 1:58 ]

bienal de são paulo

Bienal de São Paulo. Saímos de taxi de Moema às 19:40, chegamos ao Ibirapuera às 20:10, meia hora para um trajeto que normalmente se faria em 8 minutos. No caminho, a nova fonte do lago nos brinda com suas coreografias iluminadas e um som insuportavelmente alto. No pavilhão da Bienal tumulto generalizado, filas quilométricas, lá de dentro ouvem-se discursos. Cinco minutos é tempo suficiente para encontrar dois ou três amigos, comentar o absurdo da situação e se mandar. Fomos jantar no Sushi Yassu, lá na Liberdade, magnífico!
Na volta, a curiosidade, será que dá pra ver agora? Lá fomos nós no contra-fluxo. Todo mundo sainda e nós entrando, deu pra ver que a montagem está muito boa e arejada, deu pra encontrar outra meia-dúzia de amigos, e o Arthur correu bastante e se divertiu. 23:40 em casa, tomando água.

é isso, por fernando stickel [ 0:03 ]

lembro-me perfeitamente


Lembro-me perfeitamente bem, aos seis anos de idade, da inauguração do Parque do Ibirapuera em 1954, como parte das comemorações do IV Centenário da Cidade de São Paulo.
Neste cenário inquestionávelmente belo, que incluia a escultura símbolo, desaparecida há décadas, está surgindo uma coisa nova, horrorosa, fora de escala, agressiva.
Provávelmente foi ao executar o projeto deste monstrengo, chamado de auditório que Oscar Niemeyer lançou as bases da luxação do seu braço ocorrida esta semana.
Mão pesada, neste caso. O teatro que dona Martaxa tanto insistiu em fazer, comprando briga com o Ministério Público e etc… aí está, quase pronto, monstruoso. Gosto e admiro muitas obras do Niemeyer, mas daí a virar esta unanimidade nacional e só porque leva a ssinatura do O. N. ser considerada uma obra de arte vai enorme distância. Desculpe, mestre.
Fica a melancólica certeza de que a Prefeitura é sempre a primeira a cortar árvores e desrespeitar os cidadãos, das mais variadas maneiras, neste caso enfeiando desnecessáriamente a cidade.

é isso, por fernando stickel [ 13:07 ]

cena curiosa

Hoje no Ibirapuera vi uma cena no mínimo curiosa. No grande gramado conviviam vários grupos, cada um com seu público:
-Concerto de sítara para o dia da paz, hoje, 25/7/04.
-Demonstração de vários grupos de artes marciais com direito a exclamações de força e uso de varas de madeira e sabres.
-Joguinho de futebol, com campo demarcado e traves.
-Reunião de “correligionários” do PT, portando bandeiras pró Martaxa.

é isso, por fernando stickel [ 13:15 ]

quase por instinto

Ontem vi uma pessoa que se suicidou, jogando-se do alto de um prédio. O corpo estava lá, estendido no chão, com uma mancha de sangue embaixo da cabeça.
Não pude deixar de pensar numa série de coisas.
Hoje cedo, quando o sol deu uma rápida presença fui ao Parque do Ibirapuera andar um pouco.
Elevei meu pensamento para aquela pobre alma, tentando ajudá-la a encontrar um bom lugar no cosmos. Em seguida ergui novamente minha consciência e agradeci por estar ali, vivo, com pouca dor nas costas, podendo caminhar. Chama-se a isso reza, oração, prece? Não sei, mas é assim que faço, quase que por instinto.

é isso, por fernando stickel [ 16:34 ]

homenagem dupla

Minha namorada Sandra Pierzchalski pede que eu faça aqui uma homenagem ao pai dela, Stefan Pierzchalski (1931-1981), juntamente com um parabéns a São Paulo.
Com o maior prazer, pois tanto o pai da minha linda quanto a minha querida Paulicéia merecem todas as homenagens. Sem dizer que adorei a foto do sogro que não conheci, em frente ao Monumento às Bandeiras no Ibirapuera.

é isso, por fernando stickel [ 1:14 ]

atração por são paulo

O poder de atração de São Paulo: O que será?
As minhas visitas de sábado ao moldureiro tem sido muito interessantes, e muitas delas, como hoje, com chuva.
Na ida, ainda intoxicado pela beleza de Buenos Aires, me perguntava o que nos fascina em São Paulo, e fui fotografando trechos banais da cidade, para depois tentar achar alguma pista do magnetismo paulistano.
Após os assuntos moldurísticos parei no Centro Universitário Maria Antonia, e aí visitando a exposição do artista argentino Marcelo Brodsky, me veio a idéia de fotografar lugares hoje banais, mas que já carregaram, e de certa forma ainda carregam parte significativa de nossa história.
Por exemplo, nesta hoje inofensiva calçada defronte à sede do 2º Exército no Ibirapuera quase fui preso em 1969. Voltava eu tranquilo para casa em meu fusquinha, lá pelas 11 da noite e entrei na área do exército a uns 60 km/h sem me dar conta do perigo que corria.
Quando percebi, um batalhão de milicos avançava na minha direção, armas e lanternas em riste, me obrigando a parar. Me retiraram do carro, me revistaram, revistaram o carro minuciosamente, e enquanto isso faziam piadinhas a meu respeito, me provocando, eu, gelado, com as mãos em cima do carro nem olhava para os lados. Depois de uma aflita meia hora me liberaram.
Nesta esquina da R. Tutóia, um amigo meu que serviu na PE, lotado no DOI CODI ficou inúmeras vezes nesta guarita, enquanto lá dentro ocorreram coisas que hoje sabemos, mas que ele até hoje se recusa, compreensivelmente, a comentar.

é isso, por fernando stickel [ 14:02 ]

parque do ibirapuera

Parque do Ibirapuera, minha paixão, já andei alguns milhares de kilômetros por aí.

é isso, por fernando stickel [ 12:53 ]

brecheret & tunick

Victor Brecheret, Monumento às Bandeiras no Parque do Ibirapuera, primeiros estudos na década de 20, inaugurado em 25 Janeiro 1953.

Spencer Tunick, Parque do Ibirapuera, instantâneo em 27 Abril 2002. Estou lá, sétima fila de cima pra baixo, quarta coluna da esquerda pra direita…

é isso, por fernando stickel [ 12:39 ]