aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

arte

desenho


Página de caderno dos anos 70.

é isso, por fernando stickel [ 10:30 ]

vera martins na três rios


Performance de Vera Martins, parceira da Fundação Stickel, na Oficina Cultural Três Rios.

é isso, por fernando stickel [ 12:30 ]

vídeo institucional


A Fundação Stickel contratou a Video Maker Renata Sauda para executar uma série de vídeos institucionais. Aqui no Museu de Arte Contemporânea da USP – MACUSP foram gravados os depoimentos da minha mãe Martha, Presidente do Conselho de Curadores da minha mulher Sandra, Conselheira, e o meu próprio, CEO.

é isso, por fernando stickel [ 11:28 ]

presente cassio


Essas pequenas gentilezas trocadas entre amigos. Esta foi para o Cassio Michalany.

é isso, por fernando stickel [ 11:57 ]

olhares sobre cachoeirinha


Exposição dos trabalhos dos alunos de Lucas Cruz no curso gratuito promovido pela Fundação Stickel “Olhares sobre a Cachoeirinha / Jaçanã 2017” na Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha.


Eu dando a mensagem aos participantes da exposição.

é isso, por fernando stickel [ 12:08 ]

lançamento livro heep


Um projeto que deu certo! De A a Z!

Fernando Serapião, da Editora Monolito, convidou a Fundação Stickel a ser a proponente de um edital do CAU/SP, para a execução do livro Adolf Franz Heep – Um arquiteto moderno, com texto do arquiteto Marcelo Barbosa.
A Fundação venceu o edital, e adicionamos uma cereja ao bolo, o Projeto Contrapartida, onde a fotógrafa Ana Mello faria oficinas gratuitas de fotografia de arquitetura, na Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha.

O lançamento do livro foi no Instituto dos Arquitetos do Brasil – IAB, onde fiz uma rápida palestra ressaltando a importância do livro, o primeiro escrito sobre este importante arquiteto, na sequência um debate entre Paulo Bruna, Marcelo Barbosa, Hugo Segawa e Abilio Guerra.

Paulo Mendes da Rocha observa Marcelo Barbosa preparar a dedicatória!


Sandra Pierzchalski e sua dedicatória!

é isso, por fernando stickel [ 15:14 ]

fotografando o brincar


Exposição dos alunos do curso gratuito de fotografia “Clicando o Brincar” do educador Andre Monteiro promovido pela Fundação Stickel em parceria com a Fábrica de Cultura da Vila Nova Cachoeirinha.

é isso, por fernando stickel [ 9:14 ]

cassio 30 desenhos


Um pouco antes de sua exposição individual de pinturas em Março de 1980 na Galeria Luisa Strina em São Paulo, Cassio Michalany acordou em um belo sábado ensolarado de Janeiro, pegou sua Caloi 10 branca e foi pedalando até a USP, onde nadou na piscina do COSEAS.

Voltou para sua casa-estúdio na R. Lourenço de Almeida na Vila Nova Conceição, pegou sua Brasilia verde e foi almoçar perto do Hospital São Paulo na Vila Mariana, onde traçou um bife a cavalo com dois ovos.

Voltou para casa, descansou um pouco, e foi até o Edgar Discos na R. Dep. Lacerda Franco em Pinheiros onde comprou um dos mais importantes discos de Stevie Wonder, “Songs in The Key of Life” o da capa vermelha, como uma rosa.

Voltou para casa, abriu as portas verdes do estúdio, pegou uma série de papéis pré cortados no tamanho 16 x 20cm, esponjas, e os potes de tinta acrílica que utilizou na execução das pinturas de sua exposição, colocou o Stevie Wonder para tocar, serviu-se de um uísque e começou a produzir desenhos.

Uma fortíssima chuva de verão desabou, e Cassio simplesmente a ignorou, intoxicado pelo calor de verão, focado no profundo prazer de fazer algo maravilhoso, intenso, o prazer de fazer ARTE!

A chuva parou, os desenhos estavam ali, no chão, exuberantes, prontos, relaxados. Cassio descontraiu-se, respirou fundo e foi até a Lanchonete da Pracinha, na Pça. Pereira Coutinho, comeu um sanduiche, deitou no banco da praça, olhou para o céu azul profundo, deu um tempo, voltou para casa e foi dormir satisfeito.

No dia seguinte logo cedo, domingo, observou os desenhos e adicionou com lápis e régua pequenos traços retos de grafite, que terminaram magistralmente a série de 30 DESENHOS.

é isso, por fernando stickel [ 13:17 ]

cine de pappalardo

é isso, por fernando stickel [ 15:23 ]

dia muito especial

Hoje, véspera do aniversário de 464 anos da cidade de São Paulo foi um dia muito, muito especial. Comemorei, enchi o coração de alegria, abri o peito, arregalei os olhos, lavei a alma, jantei no excelente Nino Cucina com minha mulher, tomei um bom vinho, enfim, comemorei muito!!! Voltei a acreditar no Brasil!


O dia começou com a inauguração às 10:00h do projeto “Entorno de nós”, painel de 13 metros de comprimento, idealizado e dirigido pelo artista plástico e educador social Danilo Blanco. Obra colaborativa produzida com azulejos impressos digitalmente que reproduzem peças artesanais de marchetaria, criadas por alunos das escolas estaduais Prof. Dr. Geraldo Campos Moreira; Profª. Laurinda Vieira Pinto; Rodrigues Alves e João Kopke, em cursos promovidos pela Fundação Stickel.
Realizado pela Fundação Stickel na estação Palmeiras – Barra Funda da CPTM, o painel foi instalado por aprendizes e professores do Senai São Paulo.


Em seguida às 14:00h iniciamos com a arquiteta Sandra Pierzchalski os trabalhos da reforma do novo Espaço Fundação Stickel, que se chamará “Pharmacia Cultural” Quando concluido, utilizaremos este novo espaço para exposições de arte, palestras, encontros, projeções, etc… proporcionando à Fundação condições de ampliar a exposição dos trabalhos de seus alunos.

é isso, por fernando stickel [ 8:43 ]

entorno de nós


O projeto “Entorno de nós”, idealizado e dirigido pelo artista plástico e educador social Danilo Blanco é um painel de 13 metros de comprimento, obra colaborativa produzida com 700 azulejos impressos digitalmente a partir de peças criadas por alunos de escolas estaduais Prof. Dr. Geraldo Campos Moreira; Profa. Laurinda Vieira Pinto; Rodrigues Alves e João Kopke nos cursos de marchetaria do Prof. Danilo Blanco, promovidos pela Fundação Stickel.

Realização da Fundação Stickel na estação Barra Funda da CPTM, a instalação foi realizada por aprendizes e professores da Escola Senai Orlando Laviero Ferraiuolo, com apoio da CPTM

A inauguração será no dia 24 Janeiro às 10:00h. Estão todos convidados!


O painel ficou pronto ontem!


Sem o tapume!!

é isso, por fernando stickel [ 8:11 ]

churchill


Faz tempo que não comento filmes aqui… Não por falta de bons filmes, mas… talvez preguiça…
Desta vez porém preciso falar de O DESTINO DE UMA NAÇÃO (Darkest Hour)
Com Gary Oldman magistral no papel de Winston Churchill, dirigido por Joe Wright.

Churchill tinha no início do filme 66 anos de idade, e ataques de mau humor e rabugice. Sua mulher Clemmie lhe dá uma bronca por isso, argumentando que em breve ele será um dos homens mais poderosos do Reino Unido, e que não poderia dar vazão a estas características impertinentes.

Achei interessante porque eu, aos 69 anos passei há poucos dias exatamente pela mesma bronca, entendi ao vivo e a cores as razões que levaram minha mulher a tanto…
Com razão ou não para explodir, temos que controlar nosso temperamento, para benefício de quem nos cerca.

Mas isso é apenas um comentário paralelo, o filme é maravilhoso! E a performance de Gary Oldman digna de um Oscar, ou mais!! E faz um par perfeito com Dunkirk, também maravilhoso!

é isso, por fernando stickel [ 16:57 ]

livro clássicos


Nas últimas 4 ou 5 semanas sofri de recorrentes dores nas costas, acompanhadas de profundo mau humor… foram crises em cima de crises, fui ao médico, fisioterapeuta, fiz ressonância magnética, etc… etc…

Fui obrigado pelas circunstancias a zerar minha rotina matinal de exercícios, natação, etc… que foi substituída por repouso (argh!!!) e caminhadas de 30 metros no máximo…

O lado bom de tudo isso é que me concentrei na única coisa que é possível fazer nesta situação, sentar na cadeira Aeron, com bom suporte lombar, por 3 ou 4 horas diárias em frente ao computador e trabalhar no meu próximo projeto. O nome ainda não está definido, mas por enquanto vamos chama-lo de “CLÁSSICOS”.

Trata-se de um livro e de uma exposição de fotos sobre a minha paixão e experiência com carros clássicos, rallyes dos quais participei, restauros que fiz, amigos e parceiros que conquistei nesta jornada, e outras cositas mas…

O resultado deste trabalho (até agora…) após exame de mais de 70.000 imagens de minha lavra, desde 2003, são 230 imagens de carros clássicos, nas mais variadas situações, e 120 imagens das pessoas envolvidas neste fascinante assunto, ou seja, 350 imagens selecionadas a dedo…

Estimo que gastei neste esforço concentrado cerca de 120 horas de trabalho, e no mínimo mais do dobro disso desde que comecei a trabalhar nestas imagens, sem falar, é claro, do tempo envolvido na tomada das imagens, rallyes, passeios, visitas a coleções, encontros de amantes dos clássicos, acompanhamento do restauro de Mercedes-Benz e Porsche, viagens à Europa, Uruguai e Argentina, etc… etc…

Meu amigo, o fotógrafo Valdir Cruz teve importante participação neste processo, pois foi seguindo sua orientação para edição deste trabalho que pude chegar na seleção atual, finalizada hoje 27/12/2017. O próximo passo, que será dado em 2018 será imprimir estas 350 imagens e partir para nova edição.

é isso, por fernando stickel [ 17:55 ]

alunos de ana mello


Exposição dos trabalhos dos alunos do curso gratuito “O espaço criado pela luz” da professora Ana Mello, promovido pela Fundação Stickel na Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha.

é isso, por fernando stickel [ 16:40 ]

neco stickel expõe no mcb


Meu irmão Neco Stickel vai expor seus lindos desenhos no Museu da Casa Brasileira. Sábado, 25 Novembro às 14:00h

é isso, por fernando stickel [ 15:58 ]

tinta loka street book


Fundação Stickel convida para a noite de autógrafos no lançamento do livro” Tinta Loka – Street Book” de Bonga Mac e Tamires Santana pela LiteraRUA Editora.

A7MA Galeria – R. Harmonia 95B – Vila Madalena tel 2361-7876

Sábado, 18 Novembro 2017 das 17:00 às 21:00h

Participação dos DJ’s Clevinho, MF e Pow!

é isso, por fernando stickel [ 14:21 ]

evento cultura e conceito



Reunião preparatória em 28 Agosto 2017 com os envolvidos no projeto, na Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha, comandada pelo Superintendente da Fábrica Rubens Morais, de camisa azul marinho à direita na foto.
Sentados à mesa lideranças das Comunidades envolvidas, grafiteiros, equipe da Poiesis e Fábrica, equipe SABESP, Fundação Stickel, todos focados em criar um evento nota 1.000!


A Fundação Stickel apoiou projeto “Cultura e Conceito 5° Edição” – Água, Arte e Sustentabilidade no Reservatório Sabesp – R. José Soriano de Souza x R. Dulcelina – Bairro de Casa Verde Alta no dia 12 de Novembro de 2017, com coordenação de Dinas Miguel, Fábricas de Cultura, Poiesis e Sabesp.

O evento foi registrado em foto e vídeo por alunos dos cursos de fotografia oferecidos pela Fundação Stickel na Fábrica de Cultura da Vila Nova Cachoeirinha.

“Cultura e Conceito” é um projeto que visa mesclar diferentes elementos de arte e cultura para criar interação entre artistas e comunidade local, buscando o aprendizado e a comunhão de ideias.

O Cultura e Conceito 5ª Edição será aberto ao público em geral contendo atividades para todas as idades com a entrada franca. O público poderá ver o processo de grafitagem dos muros realizado pelos aprendizes dos Fabricas de Cultura e do coletivo Grapishow totalizando mais de 80 aprendizes, além de poder acompanhar o processo de mais de 45 artistas convidados no qual pintaram mais de 800m de muro, também contará com apresentações musicais, danças, brincadeiras, bloco carnavalesco, microfone aberto, pista de skate no local no qual contará com oficina de skate e campeonato de melhor manobra, Capoeira, brinquedos infláveis, dentre muitas outras atividades.


Em um lindo dia de sol forte e céu azul, os trabalhos de dezenas de artistas urbanos se desenvolveram em um clima de altíssimo astral, bom humor e colaboração.


E tem grafiteira mulher sim senhor!


Muitas crianças, muitas atrações e brincadeiras!

é isso, por fernando stickel [ 11:01 ]

dionisio del santo


Minha mulher Sandra realizou a reforma de um apartamento para o meu enteado André, incluindo a arquitetura de interiores, móveis e obras de arte. Eu ajudei-a na seleção de artistas, e uma das jóias que encontrei foram 16 gouaches do artista capixaba Dionisio Del Santo (1925-1999), que deram ao ambiente do bar uma excitante vida nova!

é isso, por fernando stickel [ 7:46 ]