aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

arte

colagem sem cola…

colagem
Colagem sem cola… último trabalho feito no meu estúdio…artes plásticas + fotografia.

é isso, por fernando stickel [ 23:34 ]

caderno de anotações

Os alunos do curso Aproximações com a Arte realizado pela Fundação Stickel em parceira com o IMPAES, CENPEC e a Subprefeitura Freguesia do Ó/Brasilândia terão que elaborar, durante o curso, um diário de suas experiências, observações, etc…
A Fundação forneceu a cada aluno um caderno em branco para este propósito.
Eu mesmo aprendi, lá nos idos dos anos 70, na Escola Brasil: o benefício, para o fazer artístico, deste tipo de registro. Tenho, daquela época, cerca de 20 cadernos, de todos os formatos e tamanhos, cheios de desenhos, colagens e textos.

é isso, por fernando stickel [ 12:10 ]

pirelli – masp

masp

Daqui a pouco abre-se no Museu de Arte de São Paulo Assis Chateubriand – MASP a exposição da 19a Edição da Coleção Pirelli Masp de Fotografia.
Estou aqui no escritório com uma preguiça imensa de fazer o modelo social e encontrar as pessoas…
Fica a foto que fiz ontem lá na área externa do MASP.

flores1
Optei por chegar mais cedo em casa, passear com o Jimmy Hendrix pelo bairro e fotografar a floricultura com Instagram.

é isso, por fernando stickel [ 19:52 ]

aproximações com a arte

apr1

No último sábado, 25 Fevereiro, a Fundação Stickel iniciou o Curso Aproximações com a Arte na Casa de Cultura da Brasilândia, que oferece uma oportunidade para os professores e educadores sociais da Brasilândia ampliarem seus conhecimentos sobre a arte. O curso é gratuito, realizado em parceira com o Instituto Minidi Pedroso de Arte e Educação Social, – IMPAES, Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária – CENPEC e a Subprefeitura Freguesia do Ó/Brasilândia. Serão duas turmas de 20 alunos cada, durante um ano.
Contaremos também com a parceria da Brasilândia Filmes, que documentará todo o processo.

apr2
Fiz uma rápida palestra, com o tema “Arte Transforma”, contando um pouco do envolvimento da família Stickel com as artes, e a consequente vocação da Fundação Stickel em promover um curso como esse.

apr31
Anna Lucia Vörös da Fundação Stickel, coordenadora do curso, e Fernanda Kivitz, do CENPEC.

apr4
Adriana Ezabella e Camila Molina, as educadoras do curso.

é isso, por fernando stickel [ 10:44 ]

catálogo fjn


Catálogo da exposição BFNR de Frederico Nasser, dedicado pelo autor a mim e Alice Kalil em 22 Agosto 1970.
A foto da capa foi feita pelo Frederico em um sítio do meu cunhado Jorge Kalil em Atibaia, é ele que aparece mais à frente de camisa listada. Eu estou sem camisa.


Este catálogo da exposição BFNR é um verdadeiro blog pré computador… Assim diz sua ficha técnica:

por Frederico Jayme Nasser foi editado por Editora Matra, S. P., e impresso em off-set na Gráfica Urupês, S. P., em julho de 1970, numa tiragem de 3.000 exemplares, para a exposição Baravelli Fajardo Nasser Resende, Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro/agôsto de 1970 , Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo/ setembro de 1970.
Todos os direitos reservados pelo autor. Fotografias por Fernando Stickel, Wesley Duke Lee, Luís Eduardo Casal del Rey, José Xavier, Manoel Dias de Toledo, Augusto Livio Malzoni e pelo autor.

A foto da casa é de minha autoria. O tempo passa, a cidade transforma-se, os muros sobem, as famílias mudam…


Casa dos pais do Frederico Jayme e Eliza Nasser na Praça Simon Bolivar, por volta de 2012. Estive algumas poucas vezes nesta casa, em uma das visitas Frederico preparava, já atrasado, os desenhos que iriam para a exposição BFNR, a sala de visitas da casa tinha os grandes desenhos espalhados no chão, sobre a mesa, sobre o sofá, e Frederico andava entre eles dando um retoque aqui, outro ali…

é isso, por fernando stickel [ 18:00 ]

instagram

insta
Instagram, viciante como uma guloseima!

é isso, por fernando stickel [ 9:14 ]

legs

é isso, por fernando stickel [ 23:48 ]

keith and the bomb

Depois de muito tempo sem utilizar a Amazon, comprei o livro que acabo de começar a ler, “The making of the atomic bomb” escrito pelo ganhador do Pulitzer, Richard Rhodes.

Em seguida encontrei na feira de arte virtual “VIP 2.0 International Contemporary Art Fair” a ilustração perfeita para o livro, a obra de
Keith Tyson
Cloud Choreography: “We have a black and white tv” and “We have a color tv”, 2009
Painting: mixed media on aluminum
1,95 x 3,88m.

keith

é isso, por fernando stickel [ 11:49 ]

aproximações com a arte

Curso Aproximações com a Arte

A Fundação Stickel inicia as inscrições para o curso Aproximações com a Arte, que oferece uma oportunidade para os professores e educadores sociais da Brasilândia ampliarem seus conhecimentos sobre a arte. O curso é gratuito, realizado em parceira com o IMPAES, CENPEC e a Subprefeitura Freguesia do Ó/Brasilândia.

Fomentando novos olhares por meio do contato com a arte, o curso terá aulas expositivas, práticas e visitas aos principais equipamentos culturais da cidade de São Paulo. A iniciativa visa ainda refletir o acesso que os educadores têm à cultura, experimentação artística na periferia e nos espaços educativos onde atuam. E, através dessa vivência, provocá-los a repensar sua posição de sujeito e educador, incentivando-os a promover uma educação transformadora.

Público-alvo
Professores e educadores sociais que atuam na Brasilândia, em escolas públicas ou em organizações sociais (ONGs, igrejas, associações, etc…)

Inscrições
As inscrições vão até dia 11 de fevereiro e são oferecidas 40 vagas.
Para participar os interessados devem preencher ficha de inscrição que pode ser retirada na Casa de Cultura da Brasilândia (na Praça Benedicta Cavalheiro, s/n) ou no site da Fundação Stickel (www.fundaccaostickel.org.br). A ficha de inscrição deverá ser entregue na Casa de Cultura nos dias 9, 10 e 11 de fevereiro, das 9 às 15 horas. Será feita uma entrevista no ato da entrega, que fará parte da seleção dos participantes.

Sobre as aulas
As aulas serão aos sábados pela manhã (9:00 às 13:00) na Casa de Cultura da Brasilândia durante o ano de 2012. Com duração de 148 horas, as aulas começam em 25 de fevereiro.

Calendário das aulas:
Fevereiro: dia 25
Março: dias 3, 10, 17, 24,31
Abril: dias 14, 28
Maio: dias 5, 12, 19, 26
Junho: dias 2, 16, 23 ,30
Julho: dias 7, 28
Agosto: dias 4, 11, 18,25
Setembro: dias 1, 15, 22, 29
Outubro: dias 6, 20, 27
Novembro: dias 10, 24
Dezembro: dias 1, 8 ,15
Conteúdo
O curso terá como base a Metodologia Triangular, que define três principais vertentes nos projetos de educação pela e para a arte: contextualização histórica, fazer artístico e apreciação artística. Também inclui o repensar a prática, estimulando os participantes a compartilhar sua experiência nos espaços educativos em que atuam. As aulas serão divididas em ciclos de quatro encontros, baseados na temática das exposições visitadas nos circuitos culturais. Serão abordados diferentes movimentos e períodos artísticos.

Os ciclos estarão divididos nas seguintes ações:
1º ENCONTRO
Contextualização histórica: será trabalhada a contextualização das obras das exposições com história da arte, movimentos artísticos e biografia dos artistas em questão e artistas relacionados – do mundo e Brasil.

2º ENCONTRO
Apreciação artística: será o momento destinado à visitação de espaços artísticos como museu, centro cultural, ateliês e espaço público. O objetivo destas atividades é instigar o pensamento através de conteúdos presentes nas exposições visitadas que estarão vinculados aos conteúdos trabalhados na primeira semana.

3º ENCONTRO
Fazer artístico: Nesta semana sairemos do campo teórico e da apreciação para a prática, possibilitando a descoberta da expressão individual e apropriação de conteúdos através de materiais diversos ligados a linguagens da arte (pintura, desenho, colagem, escultura, grafite e gravura).

4º ENCONTRO
Repensar o processo vivido nos encontros: Na primeira metade da aula realizaremos um bate-papo para a observação e discussão das produções do 3º encontro. Relacionaremos as temáticas anteriormente estudadas e as obras apreciadas aos conteúdos individuais. Na segunda metade da aula será pedido que os alunos identifiquem, por escrito, os pontos importantes do ciclo e exemplifiquem como essa experiência influenciará sua transmissão de conteúdos nas escolas e projetos onde os alunos atuam.

é isso, por fernando stickel [ 19:02 ]

poste azul

poste-ubatuba
Os postes de Ubatuba snao pintados de azul.

poste-ubatuba2
Meu filho Arthur e o poste zul.

é isso, por fernando stickel [ 18:06 ]

tintin


Spielberg mostrou mais uma vez seu gênio, o filme As aventuras de TINTIN com Tintin, Capitão Haddock e Milu é o máximo!!!!

é isso, por fernando stickel [ 20:10 ]

faro josé ignacio

ign
Farol de José Ignacio – Punta Del Este
Foto tirada com a Leica D-Lux 5, no modo 1:1
A câmera tem ainda os seguintes formatos, que você seleciona fácilmente: 4:3 3:2 16:9

é isso, por fernando stickel [ 9:55 ]

christo no rio de janeiro

Em 1977 um amigo me deu a dica de uma notícia interessantíssima na coluna do Zózimo no JB:
Javacheff Christo, o artista búlgaro naturalizado americano, que enbrulha coisas, viria ao Brasil embrulhar o Pão de Açúcar em celofane!

(post em capítulos, a história é longa…)

Naquela época eu estava com a bola toda, minha filha Fernanda recém nascida e meu escritório de design “Und” recém inaugurado. Meu inglês estava a 1.000, porque eu havia trabalhado recentemente em uma multinacional de engenharia, onde todas as comunicações eram em inglês.
Acreditando piamente na notícia do Zózimo, mais do que depressa descolei o endereço do artista em New York, e escrevi uma carta dizendo querer ser o Gerente de Projeto da empreitada no Rio de Janeiro.

christoj
Bons tempos de pré-eletrônica e cartas escritas em papel! O máximo de sofisticação era a IBM de bolinha…
Carta posta no correio, pouco menos de um mês depois chegou a resposta, assinada pela esposa e administradora/empresária do artista, Jeanne-Claude Christo, informando que óbviamente a notícia era falsa…

jeanne1
Alguns anos depois, em 1985, morando em New York, voltei a escrever para Christo e Jeanne-Claude, e eles mais uma vez me responderam simpáticamente.
Acabei por nunca encontrá-los ao vivo, mas fiquei contente com a atenção das respostas.

clinton

é isso, por fernando stickel [ 17:17 ]

vida em dezembro

dezembro
vida em dezembro
muito vermelho
pouco alento

(instagram)

é isso, por fernando stickel [ 18:53 ]

babinski

babs
Maciej Babinski, acrílica sobre tela, tríptico dos anos 70.

é isso, por fernando stickel [ 19:37 ]

acerto de primeira

sala
Vez por outra você sabe que acertou uma foto mesmo antes de batê-la.
Foi o caso desta.
Sentado em uma mesa de um jantar beneficente na Estação Julio Prestes – Sala São Paulo, flagrei esta cena através da janela, levantei, fui lá e bati instagram.

é isso, por fernando stickel [ 14:48 ]

arnaldo pappalardo

papp1
O fotógrafo Arnaldo Pappalardo em seu estúdio.
Almoçamos juntos hoje para combinar a continuidade ao Projeto Contrapartida no curso de fotografia “Um olhar sobre a Brasilândia” em 2012.
Arnaldo está terminando agora em Dezembro o terceiro curso que a Fundação Stickel promoveu gratuitamente aos interessados da Brasilândia, os anteriores foram em 2009 e 2010.
Arnaldo, com sua dedicação faz o que de mais nobre o ser humano é capaz de fazer, colocar seu talento ao serviço de quem precisa, gratuitamente, trabalhando desde 2009 como voluntário.

é isso, por fernando stickel [ 17:30 ]

coleção particular

col-part

Conheci ontem um espaço muito interessante (photos by instagram), dedicado à exposição da coleção de arte de Oswaldo Correa da Costa.

“Coleção Particular”
Espaço sem fins lucrativos, dedicado à arte contemporânea, curadoria e colecionismo.
Rua Artur de Azevedo 51 – Pinheiros 05404-010 São Paulo SP
Aberto sob agendamento às quartas e domingos do meio dia às 18:00h
55 11 2365 9575

coleção
Este é o convite da exposição que abriu ontem.

artur-azevedo
Oswaldo escolheu um canto da cidade extremamente simpático para instalar sua coleção, a rua sem saida lembra muito alguns lugares do Rio de Janeiro, talvez seja atavismo de carioca…

é isso, por fernando stickel [ 9:58 ]