aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

Posts tagueados ‘livro’

ócio

ocio
Foi ontem o lançamento do livro ÓCIO da minha amiga Helena Carvalhosa.
Muito interessnte a relação de suas esculturas efêmeras com as poesias de Manoel de Barros.

é isso, por fernando stickel [ 15:19 ]

alemão

bücher
Fiz uma visita à Livraria Bücherstube Brooklin, a pedido da minha professora de alemão Claudia Thomé Witte, para comprar um livro didático.
Encontrei um pedacinho da Alemanha, e acabei por comprar também um pocket-book (Taschenbuch) do Robert Ludlum em alemão, porque sem leitura a coisa avança mais lentamente.
Recebi ontem o primeiro número da assinatura da revista Deutsch perfekt, que também usarei para as aulas.

Equipado para aprender esta difícil língua eu estou, agora é dedicar um pouco mais de tempo aos estudos, além de uma aula/semana com hora e meia de duração.

Por outro lado, não podemos esquecer que, como bem lembrou Tamine Maklouf, a partir de seus „estudos filológicos”, Mark Twain concluiu o seguinte: um estudante “bem dotado” leva 30 horas para aprender inglês, 30 dias para francês e 30 anos para o alemão…

é isso, por fernando stickel [ 13:02 ]

livro da fundação stickel

dba
Ontem à tarde o início de um livro sobre a Fundação Stickel.
No escritório da DBA Dórea Books and Art, da esq. para a direita, a jornalista Cintia Marcucci, a Superintendente da Fundação, Monica Picavêa, e Alexandre Dórea Ribeiro da DBA.

é isso, por fernando stickel [ 14:38 ]

josé mindlin

mindlin
Em Maio de 2006, José Mindlin esteve na exposição das minhas fotografias “Vila Olímpia” na Pinacoteca.

Morre em São Paulo o empresário e bibliófilo José Mindlin

Hoje, José Mindlin, confortavelmente sentado em uma poltrona de espumas brancas estica sua mão e pega um livro na estante branca.
A cena se passa no céu, para onde ele viajou. Com certeza fez boa viagem, levou consigo bagagem imensa, porém de reduzido volume, todos os livros que leu, toda a contribuição que fez para a humanidade com sua vida digna, inteligente e culta, vivida sempre com alegria.
Durante toda uma vida escutei meu pai, Erico Stickel, louvar este que ele, também bibliófilo, considerava o “Rei” dos bibliófilos.

minldin0
Fabiane Leite, de O Estado de S. Paulo

Foi assim que Mindlin viveu grande parte de sua vida, no meio dos livros.

é isso, por fernando stickel [ 9:03 ]

calvin tomkins

129_2849-Arco
Escultura de Richard Serra “Tilted Arc” instalada no Jacob K. Javits Federal Building em New York, que foi alvo de ação pública e retirada em 1989.

Estou lendo “As Vidas dos Artistas” de Calvin Tomkins, que conta, entre outras, as histórias de Damien Hirst, Julian Schnabel, Richard Serra, James Turrell, Jasper Johns e Jeff Koons.
É reconfortante ler e ao mesmo tempo saber extamente de que obra ou exposição o autor trata, pois conheço muito bem as obras destes artistas, e o texto do livro adiciona “molho” ao meu conhecimento.
Não é todo o dia que isso acontece.

é isso, por fernando stickel [ 9:05 ]

i ching

Início de ano e muita gente vai atrás de cartomante, astrólogo, vidente, paranormal, tarô, periquito da sorte, búzios, quiromancia, sensitivos, leitores de mão, futurólogos, enfim, tudo aquilo que for capaz de aliviar a angústia do desconhecido, do futuro, da incógnita da vida.

iching
Para não ficar atrás, aproveitei a calma proporcionada pelo apagão de ontem e desenterrei o meu I Ching, o Livro das Mutações chinês que consulto desde 1977.

ora
A sabedoria contida no I Ching se iniciou milhares de anos antes de Cristo como um oráculo tradicional, do tipo “Tal coisa vai acontecer?” admitindo duas respostas, “SIM” representada por uma linha inteira e “NÃO” por uma linha quebrada (antecipando o 0-1 do mundo digital)
Este sistema evoluiu para combinações de linhas inteiras e quebradas em trigramas, desaguando finalmente nos 64 hexagramas, cada um representando uma situação da vida.

Você deve se dirigir ao oráculo com uma pergunta, e a resposta é obtida jogando-se três moedas seis vezes, obtendo uma linha do hexagrama a cada jogada.
A teoria da sincronicidade de Jung se aplica ao momento em que você joga as moedas, e ao seu estado mental/emocional proporcionado pela pergunta/dúvida.
Desta maneira o hexagrama obtido representa o teu momento, e portanto pode, segundo interpretação do texto, indicar o melhor caminho a seguir.
Como todo oráculo, exige aproximação correta: a preparação e limpeza do espaço, meditação prévia, o ritual, e a formulação precisa da pergunta. O oráculo nunca falha, quem falha é o consulente: se a pergunta não foi clara e precisa, isto indica que a pessoa não tem clareza sobre o que deseja saber. O ritual tem a função psicológica de focar a atenção da pessoa na consulta.

hexagrams
Tal qual na estratégia militar, o I-Ching não acredita em verdades absolutas, e sim na eterna mutação das coisas, e no poder do indivíduo de influir, através de pensamento e ação, no rumo das mudanças.

é isso, por fernando stickel [ 15:23 ]

livros caros

livros
Duas compras recentes de livros me souberam mal. Nas duas senti estar pagando muito mais do que deveria, e, de fato, pela rápida pesquisa abaixo, confirmei que os nossos livros estão MUITO caros.

Um dos mais tradicionais guias de restaurantes do mundo, o ZAGAT 2010 New York City Restaurants, com 352 páginas custa na Amazon U$9,32 ou R$16,60
Comprei hoje no lançamento, na Livraria Cultura, o guia equivalente para a cidade de São Paulo, “Guia Josimar 2010”, com 303 páginas por R$46,00, ou U$25,68 apenas 275,5% mais caro.

Comprei há alguns dias atrás o livro “As Vidas dos Artistas” de Calvin Tomkins, na livraria do cinema Reserva Cultural por R$57,00, ou U$32,00. Na Amazon ele custa U$10,12, ou R$18,02 apenas 316,2% mais caro aqui na botocudolândia.

Adicionando o frete de U$14.97, o pedido total da Amazon para os dois livros chega a U$34,41, ou R$61,23, 59,44% mais barato que a soma de R$103,00.

Por que isso?

Serão os impostos? Será o papel? Será a política errada do governo? Será o lucro excessivo de todos os envolvidos? Serão os designers gráficos que estão ganhando bem demais? Será o enriquecimento dos autores o culpado? O que será?

Como um país pode se instruir, ampliar e disseminar cultura com livros caros assim?

é isso, por fernando stickel [ 20:15 ]

várias coisas

Este fim de ano está tão movimentado que esqueci de comemorar várias coisas:

arthure
Meu filho Arthur passou de ano com boas notas, recebeu o famoso “Canudo”, encerrou muitos anos de feliz convivência na Escola Viva e já está matriculado no ensino médio da Escola Vera Cruz…

arthurd
… podendo agora descansar tranquilo…

neco
Meu irmão Neco completou 55 anos no dia 14/12, travestido com a peruca que o Arthur usou nos últimos dias de Escola Viva…

aquit
No mesmo dia do aniversário do Neco, completaram-se dez anos do lançamento do meu primeiro livro, “aqui tem coisa”

antoni
Meu filho Antonio completou 30 anos no dia 25/11, forte e firme!

marthas
Mais forte e firme que todos, minha mãe Martha caminha para os 83 anos de idade, que completará em 21 Fevereiro!

é isso, por fernando stickel [ 10:58 ]

doe livros usados

email mkt
O que você faz com os seus livros usados?

Uma ação conjunta entre o Portaldajuda e a Livraria Nobel da Rua Pavão, 451 em Moema, propiciará uma nova vida para os livros usados.

Participe você também doando seus livros que você já leu e não sabe para onde doar! Vá até a loja de Moema e deixe a sua doação. Pode ser aquele livro infantil, de aventura, romance ou até mesmo de ficção, que está guardado no seu armário de sua casa.
A Associação Portaldajuda do meu amigo Antonio Florence receberá os livros usados e entregará para crianças, adolescentes e idosos assistidos pelas instituições credenciadas.

é isso, por fernando stickel [ 7:55 ]

tcc à banca

banca
Gente, eu preciso contar para vocês a minha conquista.

Já fiz e experimentei várias coisas vida afora, importantes ou significativas na minha ótica, é lógico, o que não quer em absoluto dizer que o foram na ótica da vocês leitores e mesmo, ampliando o foco, na ótica do país, do planeta e do universo.
Ainda assim creio sinceramente ter derramado algumas gotinhas no lado positivo das coisas.
Honrei pai e mãe, escrevi dois livros, casei quatro vezes, sempre por amor e sempre acreditando que seria para sempre, tive três filhos maravilhosos, plantei inúmeras árvores, trabalhei, dei aulas de desenho durante quase vinte anos, me dediquei às artes durante algumas décadas e ao Terceiro Setor nos últimos seis anos, fui fiel aos meus amigos, farreei muito, galinhei mais ainda e creio ter magoado pouco (consideradas as proporções…).
Subi ao cume do Volcan Toco, sobrevivi a um acidente com veleiro no Canal de São Sebastião, me lancei de para-quedas, sofri duas cirurgias de hérnia-do-disco, viajei para um monte de lugares e continuo sobrevivendo com certa dignidade…

Mas hoje conquistei algo diferente, ao apresentar meu TCC da 5ª Turma do MBA FIA-CEATS em Gestão e Empreendedorismo Social à banca composta pelos professores Evandro Biancarelli e João Teixeira, na Sala da Congregação da FEA-USP.
Quase 20 meses de trabalho chegaram ao fim, é a chave de um longo, rico e trabalhoso processo.
Meu trabalho “As Fundações Familiares no Brasil, a Motivação dos Instituidores no Momento da Instituição, sua Evolução” foi considerado inédito pela banca, será publicado no site da FIA-CEATS, e adicionará uma gotinha ao conhecimento do Terceiro Setor no Brasil.

Preciso agradecer por ter tido a oportunidade de chegar ao final do MBA:
– À minha orientadora, Profª. Drª. Graziella Comini, que atuou em muitos momentos como um poderoso trator ao me arrastar para fora do lamaçal das minhas dúvidas e incompetências. (preguiça eu não tive…)
– À Sandra, minha mulher, pelo permanente incentivo e paciência.
– À Agnes Ezabella e João Lobato, Superintendentes da Fundação Stickel que seguraram a barra em muitos momentos da minha ausência,
– À Miriam, minha super secretária, sem a qual eu não chego à esquina.
– Aos meus colegas de turma, cuja companhia por si só foi motivo suficiente para permanecer na trilha.
– À Profª. Drª. Rosa Maria Fischer, professores, funcionários, colaboradores e palestrantes da FIA-CEATS, que me abriram a cabeça, e permitiram que uma grande parte de tudo o que eu aprendi pudesse ficar definitivamente incorporado ao meu ser.
– Aos instituidores, dirigentes, conselheiros e funcionários das oito fundações estudadas, que me permitiram coletar os dados do meu trabalho.

banca2
Na banca, os professores Evandro Biancarelli e João Teixeira e a minha orientadora Profª. Drª. Graziella Comini.

é isso, por fernando stickel [ 18:16 ]

meu aniversário

niver3
Este ano decidi não fazer nada, absolutamente nada de especial no meu aniversário, e já fui atropelado logo cedo no café da manhã pelo carinho da minha empregada Josi, que me trouxe um bolo de presente.
A Sandra ajudou a cantar parabéns pra você e apagar as velas que dizem 61, ou seria 16?…
A rotina se quebrará novamente na hora do almoço, pois o meu filho Arthur tem exame na Mobile, aqui do lado, e almoçará comigo.
À noite, trabalho na Galeria Sergio Caribé, onde a Fundação Stickel lança livro do Baravelli.

é isso, por fernando stickel [ 8:33 ]

algum sertão

sertao
O Projeto algum Sertão agora tem blog.

A Fundação Stickel apoiou em 2007 a etapa inicial do PROJETO ALGUM SERTÃO, que pretende realizar e publicar o livro ALGUM SERTÃO em homenagem ao centenário de nascimento do escritor Guimarães Rosa, em junho de 2008.?
O conteúdo do livro será o resultado da pesquisa realizada pelos vilarejos e cidades do Sertão Mineiro que serviram de inspiração para Guimarães Rosa escrever a obra Grande Sertão: Veredas.?
As cidades a serem visitadas serão: Cordisburgo, Araçaí, Curvelo, Morro da Garça, Felixlândia, Três Marias, Paredão, São Romão, Itacambira e Jequitinhonha, além de Arinos, Serra das Araras e Chapada Gaúcha, onde está inserido o Parque Nacional Grande Sertão Veredas.
Os responsáveis pelo projeto:
Cristina Maria Mira – escritora
?José Osvaldo dos Santos (Brasinha) – Estudioso da obra de Guimarães Rosa?
Margot Delgado – artista plástica
?Germano da Silva Neto – fotógrafo

é isso, por fernando stickel [ 15:02 ]

baravelli no sergio caribé

baravelli
Fundação Stickel convida para exposição e lançamento do livro: 
 
LUIZ PAULO BARAVELLI – COMENTA SEU TRABALHO
 
Terça-feira 6 de outubro às 19hs
 
Galeria Sergio Caribé 
Exposição 7 a 20 Outubro 2009
R. João Lourenço 79 – Vila Nova Conceição
04508-030 São Paulo SP tel 11 3842 5135
  
RSVP pelo e-mail: viviane.oliveira@br.bnpparibas.com  ou tel 11 3841 3267
Estacionamento no local com manobrista 
 
Realização: Editora J.J. Carol
 
Patrocínio: Fundação Stickel  

Apoio: Banco BNP Paribas Brasil  
Galeria Sergio Caribé 

PS de Fernando Stickel: Neste dia 6/10/09 entro na versão 6.1…

é isso, por fernando stickel [ 9:03 ]

o tempo passa

esp1
Me impressiona muito a passagem do tempo.

O tempo passa e as coisas mudam, rápidamente.
Em Agosto 2004, cinco anos atrás, a Fundação Stickel se movimentava lentamente para sair de um sono letárgico de 30 anos, por pouco não desisti da empreitada, tal a quantidade de problemas enfrentados.

Em Agosto 2005, há quatro anos atrás, iniciava-se a reforma do Espaço Fundação Stickel, na R. Ribeirão Claro, Vila Olímpia, obra da arquiteta Sandra Pierzchalski, que foi inaugurado em Outubro com a exposição do Baravelli.
Utilizado intensamente até Dezembro 2006, abrigou nove exposições.

shalom
O imóvel da R. Ribeirão Claro 37 foi demolido e hoje recebe a construção da nova sede da Comunidade Shalom.
shalom2

Vencedores de um concurso de arquitetura promovido pela Shalom, o projeto será de Marcelo Ferraz e Francisco Fanucci, da Brasil Arquitetura.
Eu fico particularmente feliz com o desfecho do uso de um imóvel que foi minha casa/estúdio por 20 anos, na qual nasceu meu filho Arthur, escrevi meu livro aqui tem coisa e plantei várias árvores, no terreno e na calçada.

é isso, por fernando stickel [ 17:59 ]

pappalardo e as mulheres

papp2
O fotógrafo Arnaldo Pappalardo iniciou ontem Oficina de Fotografia com as Mulheres de Talento da Fundação Stickel.
O fotógrafo dará este curso em contrapartida ao apoio que a Fundação Stickel deu à edição de seu livro “Tensão Calma” em parceria com a Cosac Naify e também à realização das exposições na Pinacoteca de São Paulo e Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro.

Esta forma de parceria entre a Fundação Stickel e seus beneficiados na área de artes e cultura está se revelando altamente promissora, pois todo e qualquer artista deverá necessáriamente executar a contrapartida com as nossas beneficiárias do projeto social, fechando desta forma o círculo entre atividades culturais e sociais, integrando-as.
Já realizamos uma oficina com a artista plástica Suca Mattos Mazzamati, e em Fevereiro de 2010 está marcada a oficina com o fotógrafo Valdir Cruz.

Em tempo: Este Projeto Contrapartida passou a se chamar “Um olhar sobre a Brasilândia”

é isso, por fernando stickel [ 8:59 ]

caio fernando abreu

caio
Minha amiga Paula Dip convida para o lançamento de seu livro sobre o escritor Caio Fernando Abreu (1948-1996) na Livraria da Vila da Al. Lorena nesta quinta-feira, 25 de junho das 19:00 – 23:00h.

é isso, por fernando stickel [ 14:33 ]

tadeu jungle

image003
Onde estão as respostas?
2005

Foto de Tadeu Jungle, da sua série “foto de segunda” um projeto que se iniciou em maio de 2003.

Esta foto me lembrou muito o “rato de livros” Erico João Siriuba Stickel, meu pai.

é isso, por fernando stickel [ 10:16 ]

aqui tem coisa, o livro

na-gamela
Desenho no meu livro “aqui tem coisa”, de 1999.
Incrível! Acabo de me dar conta que já são dez anos desde o seu lançamento!

é isso, por fernando stickel [ 9:59 ]