aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

Posts tagueados ‘fundação stickel’

tavoletta no museu da casa brasileira

tavoletta

Fundação Stickel apoia mostra de fotografias “Tavoletta” de Arnaldo Pappalardo no Museu da Casa Brasileira
 
 A Fundação Stickel patrocina a exposição “Tavoletta”, com trabalhos do fotógrafo Arnaldo Pappalardo, professor de fotografia dos cursos promovidos pela entidade nos últimos anos. A mostra, reflete sobre o espaço e a temporalidade na fotografia de forma lúdica e interativa – uma câmara escura de grande proporção será instalada no jardim do museu para explicar princípios do registro de imagens.

“Na época do Renascimento Italiano, câmaras escuras eram muito utilizadas por pintores, pois permitiam desenhar perspectivas a partir da formação de imagens do mundo real em seu interior”, relembra Pappalardo. Em linhas gerais, a “tavoletta” utilizada pelo arquiteto renascentista Filippo Brunelleschi para comprovar os princípios da perspectiva, que dá nome à exposição, era uma prancha de madeira com orifício conjugada a um espelho. Já a série “Tavoletta”, composta por quatro fotografias, apresentada na sala principal do museu, propõe uma leitura lúdica deste dispositivo.

A maioria das imagens apresentadas pelo fotógrafo foram realizadas em São Paulo, unindo-se com outras registradas em locais como Itália, Chile e América do Norte. “Propondo uma leitura não linear, o conceito que está por trás do conjunto de obras apresentado, aparentemente caótico e fragmentado, pretende propiciar a cada visitante possibilidades próprias de edição e ordenação, criando algo novo e construindo conexões e relações”, conclui Pappalardo.

Abertura: Sábado, 10 Agosto das 11:00 às 14:00h
Local: Museu da Casa Brasileira – Av. Brig. Faria Lima, 2705, Jd. Paulistano, São Paulo SP
Período: 10 de agosto a 22 de setembro 2013
Horário: Terça a domingo, das 10 às 18h
Visitas orientadas: (11) 3032-2564 / agendamento@mcb.org.br
Mais informações: (11) 3032-3727

A mostra tem também patrocínio da Neogama e apoio do Ministério da Cultura – Lei Rouanet.

camera
No jardim do museu, a Fundação Stickel construiu a “Câmara Escura”, lá dentro o visitante terá sensações muito interessantes!!

camera obscura
Arnaldo Pappalardo e eu hoje no jardim do Museu da Casa Brasileira.

é isso, por fernando stickel [ 14:33 ]

um olhar s/ brasilândia 2012

um1
A Fábrica de Cultura da Vila Nova Cachoeirinha e a Fundação Stickel inauguraram no último sábado a exposição de fotografias “Um Olhar sobre a Brasilândia 2012″, com fotos dos alunos do curso gratuito ministrado por Arnaldo Pappalardo e Lucas Cruz em 2012.

um2
Arnaldo Pappalardo e sua família.

um3
Iris, Miriam, Glaucia, Anna, sem a dedicação de toda a equipe da Fundação Stickel a perfeição da mostra não seria possível! Obrigado a todos, Roberta, Marco, Adriana, Sidney, Angelita.

um4
A equipe da “Doces Talentos” vem fornecendo lanches e “coffee-breaks” a todos os nossos eventos, trata-se de uma história de sucesso, pois este Grupo de Geração de Renda foi incubado pela Fundação Stickel na Brasilândia e desde 2010 anda com suas próprias pernas!

um5
Kluk, da Diretoria da Poiesis, Organização Social (OS) responsável pela gestão da Fábrica, e Rubens, seu Superintendente.

um6
Os professores, Arnaldo e Lucas.

é isso, por fernando stickel [ 8:41 ]

um olhar sobre a brasilândia

al1
A equipe da montagem da exposição de fotografias “Um Olhar sobre a Brasilândia 2012″, com fotos dos alunos do curso ministrado por Arnaldo Pappalardo e Lucas Cruz em 2012.
Da esq para a direita, eu, Lucas, Arnaldo, Roberta, Marco e Glaucia. A cada ano que passa ficamos mais afiados e focados, a montagem fica mais fácil e divertida, é algo que dá prazer a todos!

Abertura: Amanhã, sábado 15 Junho às 12:30h
Fábrica de Cultura da Vila Nova Cachoeirinha
Rua Franklin do Amaral 1281
Exposição ficará aberta de 15 de junho a 16 de agosto 2013
Terça a sexta-feira, das 9 às 17h / Sábados e domingos, das 12h30 às 17h

al2
A Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha e a Fundação Stickel prepararam um novo espaço de exposição. Ainda não é aquele espaço ideal, fechado, mas já é um avanço em relação ao ano passado, pouco a pouco, com muita clareza e determinação chegaremos lá.
O chegar lá significa para mim poder levar à periferia de São Paulo qualquer tipo de exposição de artes visuais, com qualidade museográfica, o que envolverá segurança, iluminação, condições controladas de temperatura e umidade, etc…

Museografia
s.f. Conjunto de noções técnicas necessárias à apresentação e à boa conservação das obras e objetos do acervo dos museus (e galerias, centros culturais e quaiquer outros locais onde se expõe obras de arte)

é isso, por fernando stickel [ 9:31 ]

um olhar sobre a brasilândia

olhar20
A Fundação Stickel e a Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha convidam para a abertura da exposição de fotografias “Um Olhar sobre a Brasilândia 2012”, com fotos dos alunos do curso ministrado por Arnaldo Pappalardo e Lucas Cruz em 2012.

Abertura: 15 Junho às 12:30h
Fábrica de Cultura da Vila Nova Cachoeirinha
Rua Franklin do Amaral 1281

Exposição ficará aberta de 15 de junho a 16 de agosto 2013
Terça a sexta-feira, das 9 às 17h / Sábados e domingos, das 12h30 às 17h

olhar2012
O catálogo acaba de ficar pronto, ficou lindo!

Veja aqui a cronologia completa do curso, que se iniciou em 2009.

é isso, por fernando stickel [ 16:31 ]

piano na fábrica de cultura

piano
A Fundação Stickel doou à Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha um piano M. Schwartzmann, hoje fui visitá-lo, instalado e operante.
Na foto Rubens Morais, Superintendente, e Carol Duarte, professora de violino.
É um imenso prazer colocar coisas inativas em situações ativas, para o bem, é claro… A Carol contou que as crianças não tinham idéia que dentro do piano haviam cordas, e por conta disso deixou o piano aberto, para que elas observassem o funcionamento…

é isso, por fernando stickel [ 16:54 ]

sandra pierzchalski diplomou-se!

sandra foundation school peq
Sandra Pierzchalski recebeu hoje em Oxford, Inglaterra, o diploma do curso “Foundation School” promovido pelo IDIS e CAF.
A conselheira da Fundação Stickel voltará recheada de informações valiosas, tenho certeza, pois o mesmo aconteceu comigo no ano de 2011, quando participei do mesmo curso na cidade de Bertinoro, na itália.

ten
Aulas, pessoas interessantíssimas, livros, apostilas, visitas a instituições, uma montanha de informações valiosas!

é isso, por fernando stickel [ 15:51 ]

sandra no foundation school

said6
Sandra Pierzchalski, conselheira da Fundação Stickel participa do Foundation School em Oxford.

Entre 20 e 24 de maio, a Charities Aid Foundation – CAF Global Alliance, da qual o Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social – IDIS faz parte, promove mais uma edição do Foundation School, que ocorrerá na Universidade de Oxford, Inglaterra. O curso intensivo, criado pelo IDIS e pelas representações da CAF do Reino Unido e da Rússia, é voltado para filantropos experientes ou iniciantes, executivos de fundações e institutos e consultores de famílias doadoras.

Durante cinco dias, os participantes terão a oportunidade de discutir temas fundamentais para o investimento social, como a filantropia estratégica e a profissionalização das instituições, além de visitarem iniciativas sociais da região de Oxford.

Márcia Woods, uma das organizadoras do Foundation School, destaca outra importante fonte de aprendizado para os participantes: eles mesmos. “O formato facilita a troca de experiências, e o curso é muito baseado nas vivências deles”, afirma.

A convivência intensa, além de promover muitas trocas, cria vínculos: “Estabelecer o contato é um dos objetivos, e os participantes saem daqui com uma rede de contatos construída”, comenta Márcia. Ela lembra que esse é um fator fundamental para países emergentes, nos quais a filantropia ainda é nova e os investidores sociais mal se reconhecem como um grupo.

Na sua primeira edição, em 2008, o Foundation School foi realizado simultaneamente no Brasil e na Rússia. A partir de 2009, passou a ser feito num só país. Em 2013, a sede do curso vai ser a Saïd Business School, da Universidade de Oxford. Entre os palestrantes estão Jo Ensor, diretora de filantropia da CAF, Christopher Harris, consultor sênior para o Foundation Center e a Bernard van Leer Foundation, e Jenny Hodgson, diretora do Global Fund for Comunity Foundations.

tchurma
Sandra e os colegas.

é isso, por fernando stickel [ 15:58 ]

public light/private light

mischa
Dona Glorinha, Antonio, Antonio Jr. e Roberto, 1998. Foto Kelly Kellerhoff

Em 1998, seis anos antes do início do meu trabalho de “ressurreição” da Fundação Stickel, alguém me procurou para pedir ajuda, tratava-se da finalização do catálogo da exposição “Private Light/Public Light” do artista representante alemão na 24ª Bienal de São Paulo, Mischa Kuball.
Marcamos um almoço no restaurante do MAM, e lá conheci o Mischa e a curadora da exposição, Karin Stempel.
Eu fiquei fascinado com a idéia da exposição, que era a seguinte: (descrição emprestada do site da Bienal)

“Dona Glorinha trabalha na Bienal há dezesseis anos, desde 1982. Ela conta que das bienais, as que ela mais gostou foram as do Paulo Herkenhoff e as da gestão do Edemar Cid Ferreira (22ª e 23ª).

Mas foi na 24ª Bienal, com a curadoria de Herkenhoff, que ela participou mais ativamente. Ela conta que o curador perguntou se ela aceitaria fazer uma foto na casa dela com sua família, numa permuta de lustres que fazia parte da projeto Public Light/Private Light, do artista alemão Mischa Kuball.
Durante a exposição, o lustre da sala da Dona Glorinha veio para o pavilhão e a sua sala ganhou um novo, como podemos ver na foto, que está na página 226 do catálogo Representações Nacionais da 24ª Bienal.

Ela comenta que a fotógrafa apareceu com um intérprete em sua casa, e ela, recém-chegada da feira, queria tirar o avental para a foto, mas a fotógrafa não deixou, falando que com o avental, sim, seria uma obra de arte. No final da Bienal, o lustre voltou para a sala dela e o outro ficou de presente.

E que não faltem lustres para a ilustre Dona Glorinha!”

As conversas evoluiram, e a Fundação Stickel apoiou a impressão do catálogo. Ao final da Bienal houve um leilão beneficente em que foram oferecidas as luminárias das residências que participaram do projeto, eu arrematei várias…

é isso, por fernando stickel [ 19:01 ]

sentimentos humanos

sentimentosh

O livro “sentimentos humanos: origem e sentidos” ficou pronto! Acaba de chegar da gráfica. É sempre uma sensação deliciosa pegar no objeto livro, sentir seu peso, seu volume, folhear as primeiras páginas.

Eis a introdução que escrevi:

Esta pequena obra-prima sobre os sentimentos humanos não estará completa (perdoem minha ousadia!) se não acrescentarmos mais um:

O impacto de uma mente brilhante: misto de paixão, curiosidade e ambição….

Cérebros privilegiados não se encontram em qualquer esquina… Eu tive o privilégio de conviver com gênios duas ou três vezes vida afora. A primeira experiência foi com o Professor Albrecht Tabor, no Colégio Visconde de Porto Seguro, e depois, lembro-me muito bem, nas aulas de português do Professor Flávio Di Giorgi, no colegial do Colégio Santa Cruz.

Chain-smoker, Flávio misturava em suas aulas poeira de giz com erudição e provocação, enquanto cinzas dos Lincoln sem filtro queimavam buracos em suas camisas brancas eternamente amarfanhadas.

O gênio, envolto em volutas de fumaça e totalmente alheio ao perigo de incêndio, continuava nos estimulando na busca pela excelência. Com inteligência e cultura enciclopédica declamava poemas, escrevia em grego na lousa, analisava as origens das palavras e respondia sobre todos os assuntos, ele era o máximo!

Colaborar com a edição deste livro, que presta merecida homenagem ao espírito genial do Professor Flávio é um enorme prazer. A obra se beneficia da combinação inteligente de estímulo à curiosidade com o prazer visual, seara perfeita para abertura de mentes e ampliação de universos.

Fernando Stickel
Fundação Stickel

é isso, por fernando stickel [ 18:14 ]

sentimentos humanos

sentimentos
“Sentimentos humanos: origem e sentidos”
 
Será lançado na próxima quarta-feira, dia 17 de Abril, a partir das 19 horas no teatro do Colégio Santa Cruz (Av. Arruda Botelho, 255, Alto de Pinheiros, São Paulo-SP), o livro “Sentimentos humanos: origem e sentidos”.

De autoria do do professor Flávio Di Giorgi, Beatriz Di Giorgi e Cristiano Di Giorgi, a obra apresenta um conjunto de 75 palavras que expressam as emoções humanas, tais como amor, ódio, desejo, preguiça, orgulho, indignação, coragem, vergonha, entre tantas outras presentes na vida e no cotidiano de todos.
 
Os verbetes estão distribuídos em 13 capítulos que configuram grupos temáticos, organizados de acordo com uma identidade comum. Sobre cada um deles se explicitará a etimologia, a definição e seus significados contemporâneos, evidenciando a relação particular e inédita que o professor Flávio Di Giorgi estabelece entre a etimologia e o significado de cada sentimento.

Em linguagem fluente, de fácil compreensão, os sentimentos são ilustrados por Alex Cerveny, Libero Malavoglia, Maria Eugênia e Vera Helena Ferreira, e por citações de textos poético-literários especialmente selecionados para a obra. 
 
O livro foi editado pela Fundação Stickel, com o patrocínio de Itaú Cultural e Morlan.

“Colaborar com a edição deste livro, que presta merecida homenagem ao espírito genial do Professor Flávio, é um enorme prazer. A obra se beneficia da combinação inteligente de estímulo à curiosidade com o prazer visual, seara perfeita para abertura de mentes e ampliação de universos”, revela Fernando Stickel, presidente da Fundação.

Durante o lançamento do livro, será realizada uma homenagem póstuma ao prof. Flávio, que dedicou sua vida e carreira às aulas de Literatura Latina e humanidades em geral em várias universidades e no Colégio Santa Cruz.
 

é isso, por fernando stickel [ 18:07 ]

volta à escola

school
Em Maio 2011 participei do curso “Foundation School” promovido pela CAF (Charities Aid Foundation) e IDIS (instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social).
O artigo da Alliance Magazine “Back to school!” trata do curso, agora em sua quarta edição e entrevista alguns dos participantes do curso.

é isso, por fernando stickel [ 16:20 ]

ongs, transparência e sociedade

A respeito do artigo “ONGs, transparência e sociedade” do Prof. William Eid Junior, publicado em 22/10/2012 no jornal O Estado de São Paul, escrevi esta carta ao “Forum dos Leitores”:

Cumpre esclarecer inicialmente o que se abriga debaixo da sigla “ONG” (Organização não Governamental). Sob esta sigla genérica existem apenas duas figuras jurídicas no Brasil, as ASSOCIAÇÕES e as FUNDAÇÕES. As Associações podem ainda receber denominações como Instituto, Grêmio, Clube, Núcleo, União, etc…
As Associações se formam pela reunião de um grupo de pessoas em busca de um ideal comum, já as Fundações são criadas a partir de um Fundo Patrimonial (Imóveis, aplicações financeiras, ações) dedicado a um ideal. As Fundações abrigam desde sua instituição, portanto, capital privado destinado a fins públicos, conhecido hoje como ISP (Investimento Social Privado) e por conta desta característica são veladas pelo Ministério Público.
As normas para a instituição e conduta aplicadas às Fundações são muito mais complexas e exigentes que as normas que se aplicam às Associações.
As Fundações são regidas pelos princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência, e prestam contas anualmente ao Ministério Público (Curadoria das Fundações) através do sistema eletrônico SICAP. Publicam obrigatoriamente o balanço anual em jornal de grande circulação.

A transparência na prestação de contas é fundamental para a atuação eficiente e a longevidade de Associações e Fundações, cito o exemplo da instituição que dirijo, a Fundação Stickel, que aos 58 anos de existência não apenas cumpre com todas as obrigações legais, como disponibiliza em seu site na internet (www.fundacaostickel.org.br) seus relatórios anuais.
É bem verdade que poucas instituições mantém hoje seus sites na internet atualizados com a divulgação de relatórios, mas inevitavelmente o caminho da evolução do Terceiro Setor passará pela transparência e accountability, seja por força de lei ou simplesmente pela crescente conscientização e exigência da sociedade civil.

é isso, por fernando stickel [ 14:11 ]

aproximações com a arte

aproxi1
Aproximações com a Arte
Uma proposta inovadora para transformar a educação através das artes
 
O curso gratuito Aproximações com a Arte, realizado pela Fundação Stickel em parceria com a Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha e patrocínio do IMPAES, é uma oportunidade para os professores da Vila Nova Cachoeirinha ampliarem seus conhecimentos sobre educação através das artes.
 
Oferece visitas monitoradas aos principais museus da cidade de São Paulo incluindo o transporte, aulas expositivas e exercícios práticos ligados às linguagens artísticas.
 
O curso é direcionado a professores de todas às áreas, como a matemática, ciências, educação infantil etc. Não é necessário ter conhecimento prévio em artes, apenas ter interesse em desenvolver suas habilidades em educação através das artes.
 
Ao longo do curso, os professores terão momentos de apreciação e experimentação artística durante as visitas às exposições e as aulas de ateliê. Repensarão a prática educativa (relação educador-escola-educando) e terão espaço/tempo para incorporar o “fazer criativo” ao espaço de ensino-aprendizagem.

Em 2013 o curso será realizado em 5 ciclos de três encontros:

1º ENCONTRO
Contextualização histórica e visita à exposição – museus, galerias e espaços culturais de São Paulo.

2º ENCONTRO
Ateliê de criação e apropriação de conteúdos através de linguagens artísticas: pintura, desenho, escultura, etc.

3º ENCONTRO
Repensar a prática educativa para a criação de novas estratégias de ensino-aprendizagem.

No fechamento do curso será realizada exposição dos trabalhos dos alunos na Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha.

Carga horária total: 100 horas
Aulas quinzenais aos sábados das 9:00 às 13:00 / Exceto aulas externas: das 9:00 às 15:00
Início das aulas: 23/fevereiro/2013
Término das aulas: 14/dezembro/2013

Mais informações com Gláucia: Tel. (11) 2233-9270

é isso, por fernando stickel [ 9:43 ]

fábrica de cultura & fundação stickel

fabrequi
Iniciando 2013 na Fábrica de Cultura da Vila Nova Cachoeirinha com reunião das equipes da Fábrica e da Fundação Stickel, para se conhecerem e início dos trabalhos conjuntos.

Três projetos estão contratados para 2013 nesta nova parceria, os cursos “Aproximações com a Arte”, “Um olhar sobre a Cachoeirinha” e “Modos de ver – Investigações sobre o Desenho”. Outros projetos poderão ser desenvolvidos conjuntamente, dependentes ainda de captação dos correspondentes recursos.

A Fundação Stickel doou à Fábrica um piano M. Schwartzmann, e propos ceder as fotos de Juan Esteves “Presença” para exposição itinerante pelas diversas fábricas de cultura.
Muitas coisas boas por acontecer!

é isso, por fernando stickel [ 17:43 ]

aprendendo com o fracasso

idis
Escrevi um artigo chamado “Aprendendo com o Fracasso” sobre experiências mal sucedidas da Fundação Stickel.
O artigo foi publicado no portal do Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social – IDIS, veja aqui.

é isso, por fernando stickel [ 18:43 ]

vera martins

Lançamento em 15/12/2012 do livro “Vera Martins: Pintura por Desconstrução” editado pela Fundação Stickel e Editora Terceiro Nome, na Galeria Jaqueline Martins, com exposição e performance onde Vera mostra como desconstroi a tela e tece os fios da sua obra.

é isso, por fernando stickel [ 18:11 ]

aproximações com a arte

fabrica
Montagem da exposição “Aproximações com a Arte”

No sábado 15 Dezembro 2012 a Fundação Stickel inaugurou na Fábrica de Cultura da Vila Nova Cachoeirinha a exposição dos alunos de seu curso “Aproximações com a Arte”.
O curso contou com o apoio do Instituto Minidi Pedroso de Arte e Educação – IMPAES, foi fiscalizado pelo CENPEC, e teve como parceiros a Subprefeitura Freguesia-Brasilândia e a Fábrica de Cultura da Vila Nova Cachoeirinha.

Foram entregues certificados de conclusão a todos os alunos:

Ana Carolina Lima Fontes
Ana Cristina de Andrade
Aparecida de Cássia Andrade
Camila Oliveira de Souza
Carlos Alberto Borzeto
Cristiane de Lima Bellini
Hingrit Ellen dos Santos Souza
Jociene Barbosa da Silva
Jocyane Aleixo Vieira Lourenço Maila
Juliana de Oliveira Fenner
Maria Edna da Silva Oliveira
Maria Salete da Silva
Milena de Oliveira Fenner
Nilda Maria Maia Bello de Oliveira
Priscila Sânsia Silva Leite
Selma Antunes
Solange Teixeira de Lima

é isso, por fernando stickel [ 10:53 ]

olhar sobre a brasilândia

olhar-s
Nesta segunda-feira, 17 Dezembro 2012, encerrou-se o curso de fotografia “Um olhar sobre a Brasilândia IV”, promovido pela Fundação Stickel e ministrado pelo fotógrafo Arnaldo Pappalardo e seu assistente Lucas Cruz.
Tivemos o apoio da Subprefeitura Freguesia-Brasilândia e Fábrica de Cultura da Vila Nova Cachoeirinha.
Todos os alunos receberam certificados de conclusão do curso. em 2013 realizaremos exposição das fotos dos alunos.
Os alunos:

Ana Paula Oliveira de Moraes Lima
Arza Roze Steinmetz
Cibely Dehn Araujo Quirino
Cristiane de Lima Bellini Marin
Cristiano Marcelino de Andrade
Eduardo Vinicius Augustinho
Eliana de Carvalho Amorim
José Rodrigues de Oliveira Pereira
Juliana de Oliveira Fenner
Juliana Gonçalves Ferreira de Paula
Julio Cezar Oliveira Souza
Karina do Carmo Neto
Liliamar Lopes de Camargo
Luigi Menezes de Souza
Marcio de Jesus Ferreira
Mônica Darcy Luz
Nádia Regina Pinto Gonçalves de Lima
Rafael Henrique da Silva Barros
Ramildo Gonçalves de Lima
Ricardo Papai Marin
Rodrigo Silva de Oliveira
Solange Teixeira de Lima
Sonia Freitas
Ulda Mandu

é isso, por fernando stickel [ 17:16 ]