aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

Posts tagueados ‘drink’

escala macho/gay

Como medir um homem na escala entre macho e gay:

Presentes que gosta de ganhar:
Uma garrafa de cachaça ou whisky – MACHO
Uma peça de roupa – ESQUISITO
Doces, bombons etc. – MEIO VIADO
Flores e/ou perfumes – VIADAÇO
Uso de cremes e bronzeadores:
Não usa – MACHO
Usa um pouco no verão – SENSÍVEL
Usa bastante no verão – BICHINHA
Usa bastante o ano todo – BICHA DESVAIRADA
Tratamento dos animais de estimação:
Seu cão vive no quintal e come restos de comida – VARÃO
Seu cão vive dentro de casa, come ração especial e ele o acaricia – DELICADO
Ele acaricia muito o gato que dorme na sua própria cama – BICHA LOUCA
Tratamento das plantas:
Se alimenta de algumas delas – RAMBO
Tem algumas plantas no quintal que não são regadas – MACHO
Cuida das plantas e dos arbustos – FLORZINHA
Rega, poda e conversa com plantas e flores de seu jardim – BICHINHA PURPURINADA
Uso do espelho:
Não usa – VIKING
Usa somente para fazer a barba e pentear o cabelo – MACHO VAIDOSO
Admira sua pele e observa seus músculos – GAY
Igual ao GAY, e ainda admira seu bumbum – LOUCA DESATADA
Admira-se com diferentes perucas, vestidos e maquiagem – TRAVESTI
Penteado:
Não se penteia – GROSSO
Penteia-se depois do banho – HOMEM
Penteia-se várias vezes ao dia – FRESCO
Penteia-se várias vezes ao dia e pinta cabelo – PUTINHO
Penteia os outros e dá conselhos de penteados – BICHA ASSUMIDA
Limpeza da casa:
Varre quando ouve a sujeira estalar sob a sola dos sapatos – ANIMAL
Varre quando o pó cobre o chão – MACHO
Limpa com água e detergente – FRESCO
Limpa com água, detergente e aromatizante – MARIPOSA
Usa aspirador de pó – BORBOLETA
Esportes preferidos:
Futebol, boxe, automobilismo – MACHO DE CARTEIRINHA
Tênis, boliche, voleibol – TENDÊNCIAS GAYS OCULTAS
Aeróbica, spinning – LOUCA
Os mesmos, mas usando short de lycra – EXTRA BOIOLA
Comidas preferidas:
Capivara, javali, grandes animais assados, comida apimentada – TARZAN
Churrasco, frango assado, camarão – MACHO
Peixe e salada para não engordar – SENSÍVEL
Sanduíches integrais, consomées – FRESCO
Aves acompanhadas de vegetais cozidos no vapor – BICHA
Bebidas preferidas:
Cachaça, cerveja, conhaque – MACHO
Whisky com gelo – HOMEM
Caipifruta, frozen – MEIO GAY
Sucos de frutas e licores muito doces sem álcool – FRUTINHA
Suco de açaí e outras frutas exóticas, como carambola e cupuaçu – TOTALMENTE GAY
Higiene pessoal:
Toma banho rápido, usa sabão em barra e passa álcool após a barba – LEGIONÁRIO
Toma banho rápido, usa xampu, mas nem encosta no fiofó – VARÃO
Demora mais de meia hora e usa sabonete líquido – TENDÊNCIAS GAYS OCULTAS
Toma banho com sais e espuma na banheira – BICHA PERFUMADA
Cerveja:
Gelada e em grandes quantidades – MACHO
Só uma para matar a sede no calor – BICHICE SOB CONTROLE
Com limão e sal – BICHA
Sem álcool – SUPER BICHA

é isso, por fernando stickel [ 9:52 ]

extremamente irritado

Ando extremamente irritado. ANCINAV, Hugo Chavez, Mordaça, buracos nas ruas, nossa democracia sofrendo serias ameaças…eta paizinho de merda, mas, por outro lado, se pensarmos que a nação mais poderosa do planeta está refém da antabush…
É por isso que acabei de preparar uma mega-caipirinha de pinga, limão e mel, porque não sou de ferro…

é isso, por fernando stickel [ 19:35 ]

jogo do brasil

Jogo do Brasil no estúdio do Fajardo. Muito frio, muita bebida e alívio no final.
Na foto Cassio Michalany.

é isso, por fernando stickel [ 9:36 ]

micou em casa?

Você micou em casa hoje? Ficou esperando o teu Amor voltar da gravação de um comercial lá na pqp, e ela não chega nunca? Você já viu o Boris e o Jornal Nacional, fisgou a novela de esguelha, tomou uns dois ou três uísques, comeu umas torradas e nada dela?
Bom, às dez e tanto finalmente o celular funciona e ela, exausta e congelada te avisa: Vou pra casa dormir. That’s a fact. É justo, ela merece.
Aí você olha pela janela, neblina, frio, garoa, parece Campos do Jordão, ânimo para sair, nenhum, pedir algo pelo telefone, é entregar demais os pontos, então, à luta:
Abrir a geladeira e examinar as possibilidades: HHhhhmmm, arroz, uma ervilha que abri ontem, a metade daquela linguiça portuguesa, ovos…
Sim. Corto a linguiça em fatias, pico três bons dentes de alho e jogo tudo na frigideira ao fogo alto, enquanto isso num prato de sopa faço uma caminha de arroz branco com uma leve coberta de ervilhas e enfio no microondas. Quando os alhos douram jogo por cima um ovo e depois vai tudo pra cima da caminha de arroz.
Pronto! Mais um uísque e jantei magnificamente. Para a sobremesa pico uma maçã e uma banana, uma colher de mel por cima, polvilho com canela e novamente no microondas.
Pronto! Pra finalizar um forte café na Bialetti. Tudo isso em homenagem ao Alberto.

é isso, por fernando stickel [ 23:32 ]

o toureiro foi mal

Hoje cedo abri logo o jornal local El País para ler a crítica da corrida de toros de ontem. Como esperava, foi péssima, acabaram com os toros (foram seis, pobrezitos) e com o toureiro. De fato, mesmo para quem nao entende patavina do assunto, você acaba percebendo que nao foi uma boa tourada. O melhor mesmo (ao menos deste) foi o espetáculo, as pessoas, o frisson social, o whisky, os charutos…

é isso, por fernando stickel [ 14:53 ]

domingo de páscoa em madrid

Domingo de Páscoa em Madrid. Final da tarde 18:h00 , faz frio, o sol está alto, Corrida de Toros em Las Ventas, nada mais clássico e necessário para a sociedade madrilenha.
A multidao se aglomera na porta da Plaza, a eletricidade se sente no ar, homens de gravata, mulheres maquiadíssimas, todos muito chiques vao se reconhecendo e saudando. É um espetáculo necessário para se ver uma vez na vida. Depois conto mais, tirei fotos, mas daqui nao consigo postá-las. Ah, sim! Em vez de pipoca tem whisky!

é isso, por fernando stickel [ 17:52 ]

gorgeous babe

Guy walks into a bar. See a gorgeous babe nursing a drink. Walking up behind her he said, “Hi, there, good looking! How’s it going?”
Having already downed a few power drinks she turned around, faced him, looked him straight in the eye and said, “Listen! I’ll screw anybody, anytime, anywhere, your place, my place, front door, back door, it doesn’t matter to me. I’ve been doing it ever since I got out of college. I just love it!”
Eyes now wide with interest, he responded, “No kidding! I’m a lawyer too! What firm are you with?”

é isso, por fernando stickel [ 9:31 ]

drink, dos fortes

Na madrugada, um raro drink, dos fortes, para curar fortes emoções.

é isso, por fernando stickel [ 0:15 ]

cianureto no champagne

Muita dor nas costas, profundo mau-humor, desilução, preguiça, inércia, desânimo.
Precisa mais?
O dia tá cinza, frio e feio. Faço minhas as palavras com que o Jabor termina sua coluna de hoje no Estadão:

“Tomo cianureto no champagne ou formicida com guaraná?”

é isso, por fernando stickel [ 12:14 ]

vida de casado

Vida de casado
Era uma tarde de calor e o marido leva a esposa para tomar uma cerveja num barzinho perto de casa.
Os dois estão sentados tomando o segundo copo, quando a esposa reconhece uma pessoa e diz ao marido:
– Você tá vendo aquele cara lá dentro tomando uísque?
– Hmmm… faz o marido, se virando para olhar.
– Pois eu me separei dele há treze anos e depois disso ele nunca mais parou de beber!
Ao que o marido responde:
– Não seja ridícula. Ninguém consegue comemorar tanto tempo assim…

é isso, por fernando stickel [ 15:32 ]

duas e meia da manhã

Duas e meia da manhã. Uma caixinha de néctar de manga de baixa caloria Del Valle, de 200 ml, uma baby champagne Chandon Brut que ganhei de brinde com 187 ml, ambas estupidamente geladas, bem misturadas, fazem dois refrescantes copos de chopp.

é isso, por fernando stickel [ 3:04 ]

sexta-feira à tarde

Sexta-feira à tarde, final de uma semana cheia de curso de reciclagem do Detran (amanhã cedo tem prova!) e otras cositas mas…
Então, saúde com um dry-martini!

é isso, por fernando stickel [ 20:05 ]

nervoso

Vou contar o efeito, não posso contar a causa.
Estou nervoso. Sim, NERVOSO. NERVOSO E ANSIOSO. Estou procurando ficar calmo, quieto, mas a vontade é tomar um balde de whisky.
E acabo de saber que preciso ir a um velório. Calma Seu Stickel, calma.

é isso, por fernando stickel [ 17:09 ]

o tarado de itanhaém

Prometi a história completa, ei-la:

Amor aos Pedaços ou O Tarado de Itanhaém

Após o teatro fomos jantar no bistrô La Tartine, vizinho do restaurante Mestiço, muito gostoso simpático e barato, sempre com lugar, ao contrário do Mestiço, sempre lotado. Nas mesas ao lado desenrolam-se cenas fascinantes:

Ele: Alto, forte, ombros largos, por volta dos 45 anos, grisalho nas têmporas, cara de serial killer, médico legista contratado por concurso pela Prefeitura de Itanhaem, SP, prolixo, encantado com sua própria voz, alta e pausada, veste jeans, tênis e camisa cinza escuro e discorre sobre o milhão de dólares necessário para montar uma franquia MacDonalds ou os R$ 200.000 para montar um Amor aos Pedaços.
Ela: Mignon, gostosinha, parda, vulgar, sorriso semi-cretino nos lábios, bibliotecária do interior, parece ser excelente ouvinte, ou então está apenas embevecida pelo bonitão. Não sabe o que é Amor aos Pedaços.
Ele: (declamando): – “Você é a coisa mais importante que aconteceu na minha vida, você não sabe como estou feliz” e olha profundamente nos olhos dela, inclina-se para a frente e segura a mão da moça bem apertada. Logo a seguir: -“Você pode escolher o prato quente para dividirmos” mudando abrubtamente para: “Eu sonhei em ter uma livraria”, e conta como é apaixonado pelos livros desde criança.
E assim vai ele solando sobre os mais diversos assuntos, conta como foi contratado pela Prefeitura, ela fixada nele. Aí conta como conseguiu obter gravações da ex-mulher com o amante, através de um enfermeiro do Savoy Pronto Socorro, e continua descrevendo suas aventuras pra baixinha, ela vidrada nele, sempre com olhar entre embevecido e completamente idiota, depois volta a falar das franquias e da sua paixão pelos livros e a vontade de ter uma livraria, e também o desejo de montar academia de artes marciais… , o tempo passa, Sandra e eu mal conseguimos disfarçar a total curiosidade, anotamos algumas coisas em guardanapos de papel, o assunto é extremamente fascinante.
Ela não se dá conta, mas está correndo perigo. Algo neste casal nos passa uma tragédia suspensa por algo muito tênue, a brutal diferença física entre os dois, a obsessão sinistra do grandalhão evidenciada no seu falar pausado e monocórdio, a improvável salada de objetivos de vida…

Atrás de nós outro casal curioso, ele um jovem gatão gringo, cabelos longos, mãos bonitas e costas largas, na segunda caipirinha tripla, ela mulata esguia, cabelos anelados, insinuosa e sorridente, no segundo balde de dry-martini.
Falam alto, ele em inglês e ela macarronicamente se dedica ao “body language”, se pegam, se beijam, a certa altura se levantam, e no meio do restaurante entre as mesas abraçam-se num longo beijo tarado e voltam a se sentar sorridentes.
Mais dry-martini, mais caipirinha, o tom de voz se eleva, começam a brincar com os talheres fazendo um barulho danado, daqui a pouco se levantam novamente e se agarram mais intensamente, mão na bunda, beijos profundos, parece que de comum acordo estão fazendo uma prévia dos corpos, antes que desmaiem de tanto beber, dane-se o restaurante e quem estiver por perto. Neste caso a tragédia será apenas acordar com aquela puta dor de cabeça e tentar se lembrar do que aconteceu na noite anterior…

é isso, por fernando stickel [ 8:47 ]

teatro

Fomos ao teatro ver “Vestir o pai”, com Karin Rodrigues dirigida por Paulo Autran. Hilário, excelente!
Saindo, fomos jantar no La Tartine, vizinho do Mestiço e muito gostoso, sempre com lugar, ao contrário do Mestiço, sempre lotado.
Nas mesas ao lado desenrolam-se conversas que nos chamam a atenção.
Ele alto, forte, 45 anos, grisalho nas têmporas, cara de serial killer, prolixo, voz alta e pausada, ela, mignon, gostosinha, parda, sorriso semi-cretino nos lábios, excelente ouvinte.
Atrás de nós outro casal curioso, ele jovem gatão gringo de mãos bonitas e costas largas, na segunda caipirinha tripla, ela mulata esguia, cabelos anelados, insinuosa e sorridente, no segundo balde de dry-martini.
Depois conto mais, anotamos tudo…Estas histórias poderão se chamar “Amor aos pedaços” ou “O tarado de Itanhaém”…

é isso, por fernando stickel [ 2:53 ]

bar moita

Di Quinta, um bar moita do Jorginho na Joaquim Floriano, em cima de um mega estacionamento,
Nossa amiga “Cristais” nos levou, Sandra e eu, donde acabo de voltar bêbado e feliz, bebi três cervejas e uma caipirinha, dancei, conversei, escutei um som MUITO bom, encontrei meu filho que voltou a ser bem humorado, e me contaram que tudo isso é estilo favela-chic, sei lá?!

é isso, por fernando stickel [ 0:33 ]

assassinato com elegância

Aprendi numa revista Esquire antiga: Como assassinar alguém e se livrar da arma com elegância e bom gosto.
Tome um pernil de bom tamanho, temperado, e congele-o.
Convide sua vítima para jantar.
Enquanto tomam os primeiros drinks , peça licença, pegue o pernil congelado e desfira um golpe certeiro.
Em seguida abra um excelente vinho e vá curtindo o sucesso da empreitada, enquanto espera que a arma descongele.
Leve a arma ao forno, e desfrute!

Mas,… como se livrar do corpo?
Cartas para a redação.

é isso, por fernando stickel [ 17:50 ]

sintomas de pobreza

Você é pobre e não sabe?! – Confira alguns sintomas:

1- Levar sopa na garrafa térmica .
2- Tomar cerveja em copo de requeijão.
3- Ir em casamento com camisa de time de futebol.
4- Andar com aquela carteira profissional ensebada no bolso de trás.
5- Falar para os amigos na praia – “Quero ver se você faz isso” – e dar aquela cambalhota.
6- Esquentar a ponta da Bic pra ver se ela volta a escrever .
7- Fazer pacote com bolo e brigadeiro para entregar na saída do aniversário.
8- Andar pendurado na porta do ônibus.
9- Colar dinheiro com durex ou fita isolante.
10- Usar porta-documentos com os dizeres: “Lula 94 – Sem medo de ser feliz”.
11- Lamber a tampa metálica do iogurte.
12- Colocar bombril na antena da televisão.
13- Guardar resto da macarronada para fazer sopa no outro dia.
14- Colocar maiô ou biquini e tomar sol na represa.
15- Ir à praia em dia de chuva e levar toda a familia.
16- Correr atrás do guarda-sol na praia gritando “pega, pega!”.
17- Acordar cedo no domingo pra lavar o carro antes que a água acabe.
18- Entrar de loja em loja perguntando os preços e dizer pro vendedor “só tô dando uma olhadinha, qualquer coisa volto mais tarde” .
19- Ir ao estádio de futebol, entrar pela geral, e pular para as sociais.
20- Pedir pro marido ir ao supermercado comprar pouca coisa e mandar ele trazer sacola plástica para botar lixo.
21- Decorar o muro do quintal com plantas em lata de óleo, leite em pó e tijolo.
22- Gritar pela janela do ônibus para o amigo e ele fingir que não te ouviu.
23- Fazer jogo de futebol com os times “camisa” x “sem camisa”.
24- Rifar caixa de cholocate e dizer que é ação entre amigos.
25- Calçar o sofá sem perna com tijolo.
26- Ficar balançando lâmpada queimada para ver se volta a funcionar .
27- Botar neon igual da Super Máquina no pára-choque do automóvel Miura.
28- Ir pro trabalho de bicicleta, e dizer que é pra manter a forma.
29- Enrolar, ao contrário, bobina de máquina de calcular para aproveitar o outro lado.
30- Aproveitar garrafa plástica de refrigerante pra botar água na geladeira.
31- Regar as plantas de casa com panela.
32- Lavar fralda descartável com pinho sol, para usá-la novamente.
33- Acender latinha com álcool dentro do box do banheiro em dia de frio.
34- Guardar aqueles cacarecos em cima do guarda-roupas.
35- Secar tênis atrás da geladeira.
36- Dar presente embrulhado com papel das Casas Bahia.
37- Construir a calçada de casa com cacos de tijolos velhos, formando aqueles desenhos lindos.
38- Guardar sobra de material de construção em cima da laje.
39- Palitar dente com palito de fósforo, apontado com a faca do almoço suja de feijão.
40- Pedir pro cobrador do ônibus passar dois na roleta.
41- Receber visita e mostrar toda a casa.
42- Decorar vasos com flor desidratada de plástico.
43- Guardar refrigerante com colher pendurada na boca, para não perder o gás.
44- Pedir pro filho ficar abanando o churrasco com tampa de caixa de sapato.
45- Comprar carro novo e não tirar o plástico dos bancos, para todos saberem que é novo.
46- Ficar discutindo com os amigos quantas barbas dá para fazer com uma lâmina.
47- Amarrar perna de óculos com arame.
48- Amarrar o cachorro com fio de luz.
49- Entrar na sessão de carne do supermercado e ir direto para o balcão de pelancas.
50- Passar final de semana na calçada tomando cerveja e comendo churrasco.
51- Brigar com meio mundo só porque o caixa não deu o troco de 3 centavos.
52- Usar fundo de garrafa descartável para colocar plantas.
53- Lamber ponta de borracha para apagar erro.
54- Usar prendedor de roupa para pendurar recado no trinco da porta.
55- Reformar a casa gastando R$50.000 e deixar as lâmpadas penduradas porque não tem R$10,00 para comprar as arandelas.
56- Passar miolo do pão no pote de margarina e prato de macarrão e mandar para baixo.
57- Guardar caixinhas de pasta Kolinos e esperar pela promoção.
58- Colocar copo de água em baixo da cama e da mesa para as formigas não subirem.
59- Correr a casa inteira com o chinelo na mão atrás da barata.
60- Abrir tubo de pasta de dente com tesoura para aproveitar o restinho que sobrou.
61- Usar pregador de roupa para manter fechado saco de açucar, arroz, farinha, etc.
62- Remendar coador de pano.
63- Comprar churrasquinho com vale transporte.
64- Copiar modelo inteiro da vitrine para depois fazer em casa.
65- Homem careca com rabo de cavalo.
66- Usar gravata colorida e com estampa de bichinhos só para dizer que é publicitário.
67- Jogar algodão na árvore de natal para dar efeito de neve.
68- Usar ombreira para esconder a rampa do ombro.
69- Esquentar pão de 10 dias no microondas, servir para visita, e dizer: “Tá quentinho, acabei de trazer da padaria”.
70- Passar cuspe no cotovelo ressecado para amaciar .
71- Andar de carro com vidro fechado no maior calor só para pensarem que você tem ar condicionado.
72- Anotar recado de telefone em papel de pão.
73- Botar papel com álcool no sapato para amaciar .
74- Forrar palmilha com jornal para não passar frio no pé.
75- Esperar todo mundo da casa usar o banheiro para dar descarga só uma vez.
76- Guardar sobras de sabonete para depois fazer uma bola só.
77- Apertar parafuso da antena de TV com faca de ponta redonda, porque a chave de fenda está sendo usada para travar o vidro do carro.
78- Usar poster de carro importado para esconder mancha de umidade na parede.
79- Em dia de chuva amarrar saco plástico em volta do sapato para não molhar.
80- Colocar plástico em cima do telhado para evitar goteira.
81- Pendurar rolo de papel higiênico na parede com arame.
82- Deixar a bacia em cima da cama antes de ir para o trabalho para, se caso chover, a goteira não molhar sua cama.
83- Convidar os amigos para o churrasco de seu aniversário e pedir para cada um trazer uma coisa (carvão, espeto, carne, etc.).
84- Escrever na lataria de carro sujo: “LAVE-ME, POR FAVOR”.
85- Colocar arranjo de fruta de plástico na mesa da sala.
86- Consertar tira de sandália havaiana com grampeador.
87- Mascar chicletes 3 horas seguidas até ficar branco e sem gosto.
88- Levantar de noite com sede e tomar água da pia do banheiro com a mão.
89- Usar calça social com tênis.
90- Dançar lambada com a sogra, passar uma rasteira na velha e mandar para as videocassetadas do Faustão.
91- Usar saco de arroz Tio João para encapar material escolar dos filhos.
92- Na hora do rango brigar com a mãe por causa da mistura.
93- Fingir que está dormindo no ônibus para não dar lugar a quem está de pé.
94- Pentear bigode e costeleta enquanto anda pela rua.
95- Aproveitar sobra de carpete para fazer tapete.
96- Enfeitar estante da sala com lembranças de casamento.
97- Esticar a língua para lamber o fundo do copo de iogurte.
98- Embrulhar caixa de fósforo com papel de presente para pendurar em árvore de natal.
99- Passar o fio dental e depois cheirar para ver se o dente está podre.
100- Colar o pivô com super bonder para não ter que ir ao dentista.
101- Tomar Martini em copo de plástico.
102- Passar pomada Minancora nas espinhas e sair com a cara toda branca.
103- Tirar cadarço do sapato do pai, cortar ao meio para fazer dois para o tênis do filho.
104- Invadir a roda de amigos para contar a piada do “não nem eu”.
105- Ir ao banheiro e fazer bola de papel higiênico molhado para jogar no teto.
106- Usar resto de sabão para tapar vazamento no bujão de gás.
107- Tirar cera do ouvido com chave do carro e tampa de caneta.
108- Guardar vinho velho para fazer vinagre.
109- Passar óleo queimado no cachorro para acabar com a sarna.
110- Fazer a barra da calça com fita crepe.
111- Ficar com fome durante a ponte aérea, não comer nada e levar o lanche para a esposa.
112- Dar uma festa e pedir mesa e cadeira para os vizinhos.
113- Levar material escolar em saco de Açucar União em dia de chuva.
114- Sair correndo e se matar para pegar ônibus que já está saindo do ponto.
115- Subir na laje para mexer na antena e ficar gritando lá de cima: “Melhorou?”.
116- Guardar cueca furada para passar cera no carro.
117- Entrar em loja de R$1,99 e querer achar um presente legal.
118- Colocar buzina musical no carro e buzinar bastante.
119- Pegar ônibus errado e ir até o ponto final para não desperdiçar o dinheiro.
120- Ir ao restaurante e, antes de pedir a comida, perguntar se aceita ticket.
121- Usar o único ticket que o restaurante não aceita.
122- Ir embora do restaurante que não aceita seu ticket.
123- Fazer coleção de porta copos de bar.
124- Discutir na feira.
125- Usar calção de náilon manchado de tinta pra buscar pão de manhã.
126- Pechinchar em liquidação.
127- Conversar com um amigo, cada um de um lado da rua.
128- Oferecer sagu para as visitas.
129- Polir metade do carro por que faltou cera.
130- Aproveitar a chuva para lavar o carro.
131- Ir visitar um amigo, estacionar na frente do prédio em fila dupla, ignorar o interfone e começar a buzinar e gritar lá de baixo.
132- Chorar no ultimo capítulo da novela.
133- Dar caixa de chocolates para o amigo-secreto.
134- Botar folhas de jornal no chão do carro para tirar a umidade.
135- Faróis amarelos.
136- Quando estiver resfriado, assoar o nariz com o dedo na pia (p/ economizar papel higiênico)
137- Usar meia com chinelo.
138- Chupar os dentes (pra não usar palito)
138- Deixar a unha do dedo mindinho comprida p/ tirar cera do ouvido.
139- Ter um pinguim em cima da geladeira.
140- Tornar banho de tanque, mangueira ou caneca.
141- Coleção de caneca de cerveja na sala de visitas.
142- Ter enfeites de navio na sala.
143- Colocar água na garrafa de suco p/ aproveitar o restinho.
144- Ter cortininha de plástico no chuveiro.
145- O irmão que pisa pra dentro dar o tênis depois de usado pro irmão que pisa pra fora pra gastar o restante da sola.
146- Mascar chiclete e dar um pedaço já mastigado pro outro…Quer ???
147- Luz colorida no corredor.
148- Parar no posto para colocar R$ 3,00 de gasolina.
149- Colocar um tijolo atrás de cada pneu do carro p/ ele não descer na ladeira.
150- Balançar a toalha com farelos de comida na janela.
151- Pendurar roupa na janela.
152- Sair de casa com bobs na cabeça.
153-Esperar passar das 12:30 para ir à feira só prá pegar um “precinho mais em conta”.
154-Pegar ônibus de terno e gravata e chegar no “trampo” dando uma de executivo.
155- Comprar um maço de beterraba com folha e tudo, e utilizar as folhas prá “fazer uma sopinha”.
156- Ir a um cine 3D e levar os óculos para casa.
157- Encostar um caixote no muro para conversar com a vizinha.
158- Falar “menas” e “sustancia”.
159- Gastar uma fortuna na troca das rodas originais do Chevette 1978 por rodas tala larga aro 17 cromadas (com o jogo de pneus de competição)
160- Colocar brinquinho na recém-nascida antes de sair da maternidade.
161- Ficar duas horas na fila da churrascaria no domingão, escutando a sogra reclamar do joanete.
162- Páteo de ardósia bem encerado.
163- Cobrir o fogão com papel alumínio.
164- Discutir com os amigos se a Brahma é melhor que a Antarctica.

Nesta semana de Mega-Sena acumulada tem um sintoma interessante, sobre o qual vi uma reportagem estes dias: Ganhar na loteria, esquecer de conferir o jogo e perder o dinheiro pro governo… Só no ano passado foram perdidos assim mais de 40 milhões!

é isso, por fernando stickel [ 22:43 ]