aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

Posts tagueados ‘campos do jordão’

cumieira


Campos do Jordão, andando por Abernéssia e olhando pra cima.

é isso, por fernando stickel [ 8:33 ]

enterro do lazinho


Fui a Campos do Jordão para o enterro do Lazinho, nosso caseiro, marido da Ivone. A foto é do cemitério da cidade.
Voltei na hora do jogo com a estrada absolutamente vazia, nunca havia viajado assim, um deserto, foi ótimo.
Escutei a transmissão do jogo pelo rádio, foi bom para variar.

é isso, por fernando stickel [ 0:21 ]

feriados campos do jordão


Feriados em Campos do Jordão: Arthur no arborismo e Sandra na tiroleza. O sorriso meio amarelo da Sandra é puro terror…

é isso, por fernando stickel [ 7:59 ]

hotel toriba

toriba.jpg
À esquerda minha prima Elisa Villares Lenz Cesar, atual proprietária do Hotel Toriba, em Campos do Jordão. Ela fez hoje uma visita à minha mãe, na foto à direita, para conversar sobre as memórias da família envolvendo o Hotel, construido pelo meu avô Ernesto Diederichsen no início da década de quarenta. Meu primo Bernardo também contribuiu com suas memórias.

Um dos fatos curiosos que veio à tona foi a lembrança de uma conversa, em alemão, entre meu avô e o então governador de São Paulo, Adhemar de Barros.
Quer dizer, além de corrupto e médico, o Adhemar também falava alemão!! Já não se fazem mais ladrões como antigamente. Outra curiosidade é que até hoje Paulo Maluf e Celso Pitta são hóspedes assíduos do Hotel.

Elisa pretende juntar material para um livro sobre o Hotel, depoimentos, fotos, lembranças de quem passou por lá. O clima meio esquisito da foto fiz de propósito, estas lembranças da infância e adolescência são meio como um sonho.

é isso, por fernando stickel [ 19:03 ]

nem eu mesmo sabia


Meus queridos leitores, nem eu mesmo sabia que este triste episódio do Joaquim Marques iria me envolver de tal maneira. Crescemos juntos, férias em Campos do Jordão, brincadeiras no porão da casa da Joanninha, mãe dele, na Rua Maranhão, Higienópolis, e um pouco mais tarde, curtições fotográficas, incursões ao laboratório fotográfico, sob a mágica luz vermelha.
Ele fotografou o “making-off” do meu casamento com a Maria Alice Kalil em 1971, em seguida fez a foto de apresentação da “und”, meu primeiro estúdio de design.
Depois ficamos redondamente 30 anos afastados, cada um cuidando da sua vida, nos encontrando esporádicamente. O contato se reestabeleceu no Fotolog, onde nos iniciamos no ano passado. Troca de opiniões nas respectivas fotos, longas conversas ao telefone, muitas dicas dele, que mais uma vez mostrou ser um excelente Mestre da arte da fotografia.
A partir do diagnóstico do terrível câncer que acabou por vitimá-lo, fui visitá-lo em seu estúdio algumas vezes, levei meu pai também doente para visitá-lo, conheci um pouco melhor a intimidade daquela “figura”, e no período final de uma semana internado na UTI do Hospital Oswaldo Cruz não arredei o pé.
Em nenhum momento deste incrível sofrimento ele reclamou, mantendo seu bom humor característico até o final.
Exigiu que fosse fotografado na UTI. Enfim, me tocou profundamente.

é isso, por fernando stickel [ 9:48 ]

visita à UTI


Na visita de ontem à noite ao Joaquim na UTI, minha irmã Sylvia trouxe esta foto e mostrou para ele.
Da esq. para a direita, em cima, ajoelhada a Joanninha, a mãe do Joaquim, Martha, minha mãe, grávida do meu irmão Roberto com minha irmã Ana Maria e eu de pé.
Na frente, Joaquim Marques e Sylvia, ambos com a mesma idade, 4 anos. A foto é de Agosto 1954 em Campos do Jordão.

é isso, por fernando stickel [ 11:40 ]

ibaté

Meu pai e minha prima Cláudia no Ibaté em Campos do Jordão.

é isso, por fernando stickel [ 15:58 ]

campos do jordão

casacampos.jpg
Passei toda a minha infância e adolescência nesta casa construida pelo meu avô Ernesto Diederichsen em Campos do Jordão no início dos anos 40.
As melhores memórias de férias com a casa cheia de irmãos, primos, amigos dos primos e agregados de todas as naturezas. Havia ocasiões nas férias de Julho em que se sentavam nas mesas de almoço e jantar cerca de 50 pessoas.
Muitas e muitas vezes todas se mobilizavam para ajudar no combate aos incêndios na mata, que eram comums na época de inverno. Lembro-me perfeitamente do cheiro da casa, e até hoje meus sonhos mais vívidos tem como palco essa casa.
Na outra foto meu pai, Alice Kalil minha ex mulher, nesta época início dos anos 70 éramos namorados ou recém casados, e minha mãe.
Fotos fantásticas do Joaquim Marques, parceiro permanente destas bagunças Jordanenses.

é isso, por fernando stickel [ 12:04 ]

passeio de arborismo

Meu filho Arthur durante maravilhoso passeio de arborismo em Campos do Jordão.
A tiroleza é a maior do Brasil, quase 400m de comprimento!

é isso, por fernando stickel [ 12:14 ]

pedra do baú

pedrab
Pedra do Baú, neste fim de semana em Campos do Jordão.

é isso, por fernando stickel [ 18:01 ]

carnavalzinho ruim

CARNAVALZINHO…
Sexta-feira saio de casa com a bagagem, pego meu filho na escola ao meio-dia e meia, em seguida passo na casa da mãe, Arthur dá tchau, pego a prima Marcellinha e a empregada Rose, em seguida a casa da namorada Sandra, tudo arrumado, tanque cheio, pneus calibrados, 23 de Maio, Radial Leste, Marginal e a estrada para Campos do Jordão. Chuva, trânsito fluindo bem. Chegamos em Campos, chuva. Supermercado, auditório, Grande-Hotel, chuva. Sábado, domingo, chuva. Gripe. Morre o irmão da Ivone, nossa caseira, chuva interminável, voltamos pra São Paulo, chuva. Eta carnavalzinho ruim esse!

é isso, por fernando stickel [ 16:58 ]

polaroid de 1982

Polaroid de 1982, meus filhos Fernanda e Antonio em Campos do Jordão.
Hoje ele é videomaker de sucesso, 24 anos, e ela, com 26 fazendo pós-graduação em jornalismo em Barcelona.

é isso, por fernando stickel [ 19:57 ]

hotel toriba


Neste fim de semana fomos à festa de aniversário de um sessentão, nascido em Campos do Jordão em 1943, cidade da qual ele nunca saiu.
Teve dois pais, meu avô Ernesto Diederichsen e meu tio Luiz Dumont Villares e seu nome foi dado pela minha avó Lili: Hotel Toriba.
Este sessentão foi palco de metade da minha infância e adolescência, pois todas as férias de inverno sempre foram em Campos. A outra metade foi no Guarujá, nas férias de verão.

No famoso escorregador, a placa de Max und Moritz (Juca e Chico), imortal criação de Wilhelm Busch.

é isso, por fernando stickel [ 23:38 ]

hotel toriba

Bruno, 7 anos, um dos garotos mais espertos e simpáticos que já conheci.

O Hotel Toriba em Campos do Jordão tem uma grande área anexa, onde mora uma família que cuida da horta, criação de patos, galinhas, ovelhas, faisões, trutas, etc…
Fomos lá no sábado à noite comer pizza feita no recém inaugurado forno a lenha, e voltando lá no domingo de manhã.
Encontramos uma ovelha parindo seu filhote no meio da estrada! Liguei para o João do celular, que veio, pegou o filhote e levou ambos para o curral. Quinze minutos depois, bastante lambida pela mãe, a cria já estava de pé. A maravilha da natureza vista de perto, infelizmente sem a câmera!

é isso, por fernando stickel [ 9:27 ]

sintomas da riqueza

Já comecei a compilar, mas quero ajuda. Aqui vão dois sintomas dos ricos-mesmo e dos novos-ricos:
Rico-mesmo: Manda fazer seus sapatos sob medida em Londres na Jermyn Street.
Novo-rico: Vai pra Campos do Jordão, não antes sem polir bem polido seu carrão, lá chegando dedica-se a ficar horas nos congestionamentos de Capivari exibindo seu novo implante capilar, enquanto sua gata destrói o carpete do carro com o salto agulha da botinha.

é isso, por fernando stickel [ 21:02 ]

escalei a pedra do baú

Em 1956, quando escalei a Pedra do Baú pela primeira vez, com 7 anos, lembro-me perfeitamente da casa que existia lá em cima, construída pelo meu tio, Luis Dumont Villares, com a ajuda do meu pai.
A casa era completa, com portas, janelas, vários triliches de lona, lareira, mesa, cadeiras, um livro onde os visitantes deixavam suas impressões, enfim, algo extremamente bem feito e civilizado, o telhado era inteiro de cobre, um enorme para-raio, havia inclusive captação de água da chuva.
A noite foi fria e emocionante. Sair para mijar no vento gelado exigia altas doses de técnica, que eu evidentemente não tinha.
Na manhã seguinte descemos pela face Norte e seguimos vale abaixo até o Acampamento Paiol Grande, idealizado em 1946 por Luis Dumont Villares, Job Lane, Erico Stickel, Alfredo Velloso e Otavio Lotufo.

Poucos anos depois já estava tudo vandalizado, a casa foi inteiramente destruida.

é isso, por fernando stickel [ 20:26 ]

páscoa em campos do jordão

Passei hoje a tarde toda com o Rodrigo, expert em Mac, que ajustou o meu G4 novo e finalmente, depois de inúmeras frustrações, tudo funciona. Que alívio!
Agora posso mostrar as fotos dos lindos dias de Páscoa em Campos do Jordão.

é isso, por fernando stickel [ 0:41 ]