aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

sabedorias

sentiu na pele

Você com certeza já sentiu na pele (variantes da Lei de Murphy):

“O seguro cobre tudo, menos o que aconteceu.”
“Quando você estiver com apenas uma mão livre para abrir a porta, a chave estará no bolso oposto.”
“Quando tuas mãos estiverem sujas de graxa, vai começar a te coçar no mínimo o nariz.”
“Quando você acha que as coisas parecem que melhoraram é porque algo te passou desapercebido.”
“Sempre que as coisas parecem fáceis, é porque não entendemos todas as instruções.”
“Se você mantém a calma, quando todos perderam a cabeça, é porque você não captou o problema.”
“Os problemas não se criam, nem se resolvem, só se transformam.”
“Você vai chegar ao telefone exatamente a tempo de ouvir quando desligam.”
“A probabilidade que você se suje comendo é diretamente proporcional à necessidade que você tenha de estar limpo.”
“A velocidade do vento é diretamente proporcional ao preço do penteado.”
“Quando, depois de anos sem usar, você decide arquivar alguma coisa, vai precisar dela na semana seguinte.”
“Sempre que você chegar pontualmente a um encontro não haverá ninguém lá para comprovar, e se ao contrário você se atrasar, todo mundo vai ter chegado antes de você.”

é isso, por fernando stickel [ 10:02 ]

frases

Roubei do Armandinho.

“A diferença entre a genialidade e a estupidez é que a genialidade tem limites.”
Anônimo

“Um diplomata é um sujeito que pensa duas vezes antes de não dizer nada.”
Anônimo

“O dinheiro não é tudo e, muitas vezes, não é nem mesmo suficiente.”
Anônimo

é isso, por fernando stickel [ 18:33 ]

navegar


A Angela gosta disso:

“Gosto de pessoas que vivem através de seu trabalho, que trabalham pelo exercício de melhorar, gente que primeiro é humano, depois é identidade social: gente que aparece pelo seu trabalho. Gente que não quer ser maior que seu ofício.
Gosto de acreditar em generosidade, gosto de acreditar que existem pessoas encorajadoras, que estão aí para construir, elevar, facilitar, apoiar, servir de continente, que formam uma rede de segurança pra não deixar a humanidade cair no abismo.
Gosto de acreditar na universalidade da vida, gosto de acreditar em sincronia, sintonia, o padrão que liga, olhares refletidos, harmonia, reverberação, transformação, evolução.
Gosto de acreditar em empatia, simpatia, inteireza, desprendimento, simplicidade, inspiração, entusiasmo, benevolência, confiança, serenidade, imaginação criativa.”

Eu também.

é isso, por fernando stickel [ 14:04 ]

titanic


Tolo é aquele que naufragou seus navios duas vezes e continua culpando o mar.
Publilius Syrus (século I a.C.)

é isso, por fernando stickel [ 18:49 ]

trepada homérica

“Pra curar um amor platônico, nada melhor do que uma trepada homérica”

é isso, por fernando stickel [ 19:16 ]

conquistar uma mulher

Como conquistar uma mulher

Contam que no mais alto pico do Tibet vive o mais sábio homem do mundo. Certa vez um rapaz foi à sua procura para descobrir o caminho do coração de uma certa mulher. Chegando ao topo da montanha, na beira de um grande penhasco, encontrou o sábio e perguntou-lhe:

– SÁBIO, qual o caminho mais curto e seguro para o coração de uma mulher? O sábio respondeu-lhe:
– Não há caminho seguro para o coração de uma mulher, filho, só trilhas à beira de penhascos e caminhos sem mapas ou bússolas, cheios de pedras e ladeado por serpentes venenosas…
– Mas, então, Sábio… O que devo fazer para conquistar o coração da minha amada?
Disse-lhe o grande guru:
– Oh! Aplicado discípulo. Guarde bem os ensinamentos que agora direi. Siga-os atentamente sem errar e você terá o que procura:

Não resolva tudo com ignorância;
Não cuspa no chão;
Escove os dentes;
Não coce o saco na frente dela;
Dê flores e muitos… muitos presentes;
Aliás, só dê presentes caros;
Levante a tampa do vaso antes de usá-lo,
E lembre-se de abaixá-la depois;
Dê descarga;
Lave as mãos quando sair do banheiro;
Não mastigue de boca aberta;
Não arrote alto.
Aliás, não arrote;
Não palite os dentes em público;
Corte e limpe as unhas.
Não roa as unhas;
Não fale mal da mãe dela;
Aliás, ame a mãe dela;
Use desodorante (que preste);
Não fale palavrão;
Ria sempre das piadas dela;
Não seja engraçadinho com os outros;
Não tenha ciúmes dela;
Deixe ela ter ciúme de você o quanto ela quiser, ela pode;
Não fique barrigudo;
Aliás, não engorde;
Não demore no banho;
Não demore no banho;
Não molhe o banheiro, nem a casa e nem deixe a toalha jogada;
Não sente à mesa sem camisa:
Não diga que mulher não sabe dirigir (guarde essa verdade para você);
Não corra com ela no carro;
Aliás, não corra nunca;
Não chegue tarde em casa;
Não seja pão-duro, e use pelo menos dois cartões de crédito;
Não olhe para outras mulheres;
Diga “Eu te amo” pelo menos 24 vezes por dia;
Diga a todo momento que ela é a mulher mais linda que você já viu;
Aprenda a cozinhar;
Lave a louça;
Arrume a cama, sempre;
Ligue para ela, de qualquer lugar;
Deixe ela comprar roupas, sapatos e bolsas sempre que ela quiser;
Aliás, ajude-a a andar durante horas procurando uma roupa nova;
Deixe ela conversar durante horas ao telefone;
Nunca a convide para transar, só para fazer amor;
Discuta sempre o relacionamento, mesmo que não tenha o que discutir;
Não ronque;
Não goste de futebol;
Faça a barba todos os dias para não arranhá-la;
Aliás, se a sua barba for muito forte, faça-a duas vezes ao dia;
Trabalhe pouco e ganhe muito dinheiro, para poder dá-lo todo para ela;
Elogie sempre quando ela colocar uma roupa, mesmo que seja de todo dia;
Repare quando ela cortar o cabelo – mesmo que sejam apenas as pontinhas – e diga sempre que ficou lindo;
E o mais importante, meu filho…
Filho…espere…
Filho… espere, meu filho volte aqui…

NÃO PULE DO PENHASCO!!!

é isso, por fernando stickel [ 13:03 ]

leila diniz


Roubei da Marina:
Uma vez um coronel queria pagar para transar com a Leila Diniz e, claro, ela ficou enojada. Ele argumentou que ela transava com todo mundo e ela saiu-se com essa:
“Eu dou pra todo mundo mas não dou para qualquer um”.
Grande Leila!

é isso, por fernando stickel [ 9:07 ]

felicidade


Felicidade tem preço?
Acho que o preço é sempre alto. É óbvio que não estou falando de dinheiro, mas de esforço, atenção, cuidado, prudência, oportunidade, coragem, disponibilidade, permanência…

Não custa lembrar que dinheiro no bolso, canja de galinha e prudência nunca fizeram mal a ninguém…

é isso, por fernando stickel [ 18:51 ]

boas lições

Algumas boas lições…

Lição Nº 1

Um homem está entrando no chuveiro enquanto sua mulher acaba de sair dele e está se enxugando. A campainha da porta toca. Depois de alguns segundos de discussão para ver quem iria atender a porta a mulher desiste, se enrola na toalha e desce as escadas. Quando ela abre a porta, vê o vizinho Bob em pé na soleira. Antes que ela possa dizer qualquer coisa, Bob diz:
“Eu lhe dou 800 dólares se você deixar cair essa toalha.”
Depois de pensar por alguns segundos, a mulher deixa a toalha cair e fica nua. Bob então entrega a ela os 800 dólares prometidos e vai embora.
Confusa, mas excitada com sua sorte, a mulher se enrola de novo na toalha e volta para o quarto. Quando ela entra no quarto, o marido grita do chuveiro:
“Quem era?” “Era o Bob, o vizinho da casa ao lado.” – diz ela.
“Ótimo! ele lhe deu os 800 dólares que estava me devendo?”

Moral da história: Se você compartilha informações a tempo você pode prevenir exposições desnecessárias!

Lição Nº 2

Um padre está dirigindo por uma estrada quando vê uma freira em pé no acostamento. Ele para e oferece uma carona, que a freira aceita. Ela entra no carro, cruza as pernas revelando suas lindas pernas. O padre se descontrola e quase bate com o carro. Depois de conseguir controlar o carro e evitar o acidente, ele não resiste e coloca a mão na perna da freira. A freira olha para ele e diz:
“Padre, lembre-se do Salmo 129!”
O padre, sem graça, se desculpa, “desculpe-me Irmã, a carne é fraca” e tira a mão da perna da freira. Mais uma vez a freira diz:
“Padre, lembre-se do Salmo 129!”
Chegando ao convento a freira agradece e, com um sorriso enigmático, desce do carro se dirigindo para o convento. Assim que chega à igreja o padre corre para as Escrituras para ler o Salmo 129, que diz:
” Vá em frente, persista, mais acima você vai encontrar a Glória.”

Moral da História: Se você não está bem informado sobre o seu trabalho, você pode perder grandes oportunidades.

Lição Nº 3

Dois funcionários e o gerente de uma empresa saem para almoçar e na rua encontram uma antiga lâmpada a óleo. Eles esfregam a lâmpada e de dentro dela sai um gênio. O gênio diz : “Eu só posso conceder três desejos, então, concederei um a cada um de vocês.” “Eu primeiro, eu primeiro.” grita um dos funcionários. “Eu quero estar nas Bahamas dirigindo um barco, sem ter nenhuma preocupação na vida: Puf e ele foi.
O outro funcionário se apressa a fazer o seu pedido:
“Eu quero estar no Havaí, com o amor da minha vida e um provimento interminável de piña-coladas” Puf, e ele se foi.
“Agora você”, diz o gênio para o gerente.
“Eu quero aqueles dois palhaços de volta ao escritório logo depois do almoço” – diz o gerente.

Moral da História: Deixe sempre o seu chefe falar primeiro.

Lição Nº 4

Um corvo está sentado numa árvore o dia inteiro sem fazer nada. Um pequeno coelho vê o corvo e pergunta:
“Eu posso sentar como você e não fazer nada o dia inteiro?” O corvo responde:
“Claro, porque não?”
O coelho senta no chão embaixo da árvore e relaxa. De repente uma raposa aparece e come o coelho.

Moral da História: Para ficar sentado sem fazer nada, você deve estar sentado bem no alto.

Lição Nº 5

Na África, todas as manhãs uma gazela acordava sabendo que ela deveria conseguir correr mais do que o leão se quisesse se manter viva. Todas as manhãs, o leão acordava sabendo que deveria correr mais do que a gazela se não quisesse morrer de fome.

Moral da História: Não faz diferença se você é gazela ou leão, quando o sol nascer você deve começar a correr.

é isso, por fernando stickel [ 20:12 ]

mensagem do grande fodão


Será que o Grande Fodão lá em cima não está enviando uma mensagem aos comuns mortais cá embaixo, com esta tragédia do tsunami?

Nivelados na morte, pretos, brancos, amarelos, queimados do sol, albinos, loiras burras, altos, baixos, gordos, magros, tortos, pernetas, manetas, sarados, raquíticos, inteligentes, burros, bondosos, cruéis, parvos, nobres, plebeus, honestos, corruptos, eficientes, limítrofes, homens, mulheres, crianças, jovens, idosos, bebês, gays, lésbicas, prostitutos e putas, príncipes e play-boys, bilionários, miseráveis, sofisticados, desleixados, aposentados, cristãos, budistas, muçulmanos, pentecostalistas, agnósticos, ateus, evangélicos, mórmons, satanistas, espíritas, taciturnos, alegres e desligados, asiáticos, europeus, americanos, latinos, aborígenes, políticamente corretos e canalhas, todos na vala comum da tragédia em cenário paradisiaco.

Um simples peteleco na crosta trerrestre, um minúsculo desviar na órbita do planeta, algo imperceptivel lá de cima, e a lição sobre a inutilidade das guerras, dos preconceitos, da ganância, do ódio racial e religioso, da infinita sede de poder.

é isso, por fernando stickel [ 10:47 ]

dez coisas

10 Coisas que Levei Anos para Aprender (Veríssimo)

1- Jamais, sob quaisquer circunstâncias, tome um remédio para dormir e um laxante na mesma noite.
2- Se você tivesse que identificar, em uma palavra, a razão pela qual a raça humana ainda não atingiu (e nunca atingirá) todo o seu potencial, essa palavra seria “reuniões”.
3- Há uma linha muito tênue entre “hobby” e “doença mental”.
4- As pessoas que querem compartilhar as visões religiosas delas com você, quase nunca querem que você compartilhe as suas com elas.
5- Não confunda nunca sua carreira com sua vida.
6- Ninguém liga se você não sabe dançar. Levante e dance.
7- A força mais destrutiva do universo é a fofoca.
8- Uma pessoa que é boa com você, mas grosseira com o garçom, não pode ser uma boa pessoa. (Esta é muito importante. Preste atenção. Nunca falha.)
9- Seus amigos de verdade amam você de qualquer jeito.
10- Nunca tenha medo de tentar algo novo. Lembre-se de que um amador solitário construiu a Arca. Um grande grupo de profissionais construiu o Titanic.

é isso, por fernando stickel [ 9:29 ]

belo pensamento

Belo pensamento da Angela:

“A maturidade é a benção, é o paraiso na terra. Quando finalmente entendemos como as coisas se processam é so fluir com elas. É uma espécie de quinta marcha da existência.”

Só tem um probleminha, a tal da maturidade demora muito pra chegar…

é isso, por fernando stickel [ 12:03 ]

vermelho muito devagar

“Cor-de-rosa é um vermelho muito devagar”

Este comentário de uma criança, e outros, estão no blog da Sheila Leirner

é isso, por fernando stickel [ 12:54 ]

zapatero

Frase do presidente Zapatero ao tomar conhecimento da aprovação de uma ousada lei para a união civil de homossexuais na Espanha:

“Casar? Mas essa gente ainda não sofreu o suficiente?”

é isso, por fernando stickel [ 10:47 ]

naquelas épocas

Se você não nasceu nestas épocas – antes ou depois – não importa, leia e sinta a diferença! Mal posso acreditar que fizemos isso…!!! Olhando para trás, é duro acreditar que estejamos vivos até hoje:

1) Nós viajávamos em carros sem cintos de segurança, ABS ou air bag.
2) Não tivemos nenhuma tampa à prova de crianças em vidros de remédios, portas, ou armários e andávamos de bicicleta sem capacete, sem contar que
pedíamos carona.
3) Bebíamos água direto da mangueira e nos riachos, e não da garrafa, ou em copos descartáveis.
4) Nós gastamos horas construindo nossos carrinhos de rolimã para descer ladeira abaixo, e só então descobríamos que tínhamos esquecido dos freios. Depois de colidir com algumas árvores, aprendemos a resolver o problema.
5) Saíamos de casa pela manhã e brincávamos o dia inteiro, só voltando quando se acendiam as luzes da rua. Ninguém nos podia localizar.
6) Não havia telefone celular. Nós quebramos ossos e dentes, e não havia nenhuma lei para punir os culpados. Eram acidentes. Ninguém para culpar e
processar, só a nós mesmos.
7) Nós tivemos brigas e esmurramos uns aos outros e aprendemos a superar isto. A amizade continuava a mesma…
8) Nós comemos doces e bebemos refrigerantes, mas não éramos obesos.
9) Estávamos sempre ao ar livre, correndo e brincando.
10) Compartilhamos garrafas de refrigerante, e ninguém morreu por causa disso.
11) Não tivemos Televisão (a maioria), e muito menos Playstations, Nintendo 64, vídeo games, 99 canais a cabo, filmes em vídeo, surround sound, celular,
computadores ou Internet.
12) Nós tivemos amigos. Nós saíamos, e os encontrávamos. Íamos de bicicleta ou caminhávamos até a casa deles e batíamos à porta. Imagine tal coisa! Sem
pedir permissão aos pais… Por nós mesmos! Lá fora, no mundo cruel! Sem nenhum responsável! Como fizemos isso?
13) Nós corremos, brincamos e inventamos jogos com varas e bolas improvisadas, apanhamos do chão e comemos frutas caídas e, embora nos tenham dito que aconteceria, nunca passamos mal, e raramente tivemos dor-de- barriga.
14) Nos jogos da escola, nem todo o mundo fazia parte das equipes. Os que não fizeram, tiveram que aprender a lidar com a frustração…
15) Alguns estudantes não eram tão inteligentes quanto os outros. Eles faziam segunda-época e repetiam o ano… Que horror! Não inventavam testes extras nem aprovação automática.
16) Éramos responsáveis por nossas ações e arcávamos com as conseqüências. Não havia ninguém que pudesse resolver por nós.
17) A idéia de um pai nos protegendo, se desrespeitássemos alguma lei, era inadmissível! Nossos pais protegiam mais as leis do que a nós! Imagine!
18) Nossa geração produziu alguns dos melhores enfrentadores de risco, negociadores de soluções, criadores e inventores! Os últimos 50 anos foram uma explosão descomunal de inovações e novas idéias. Foi o esplendor da criatividade humana… Foi a verdadeira Renascença da humanidade!
19) Tivemos liberdade, fracasso, sucesso e responsabilidade, e aprendemos a lidar com tudo isso… a VIVER, enfim!
20) Se você é um deles. Parabéns! Repasse isto para outros que tiveram a sorte de crescer como crianças…

é isso, por fernando stickel [ 8:49 ]

nem mesmo corno

“Um homem sozinho não é nada… nem mesmo corno…”

é isso, por fernando stickel [ 11:37 ]

quase por instinto

Ontem vi uma pessoa que se suicidou, jogando-se do alto de um prédio. O corpo estava lá, estendido no chão, com uma mancha de sangue embaixo da cabeça.
Não pude deixar de pensar numa série de coisas.
Hoje cedo, quando o sol deu uma rápida presença fui ao Parque do Ibirapuera andar um pouco.
Elevei meu pensamento para aquela pobre alma, tentando ajudá-la a encontrar um bom lugar no cosmos. Em seguida ergui novamente minha consciência e agradeci por estar ali, vivo, com pouca dor nas costas, podendo caminhar. Chama-se a isso reza, oração, prece? Não sei, mas é assim que faço, quase que por instinto.

é isso, por fernando stickel [ 16:34 ]

jenny holzer

Jenny Holzer Truisms:
torture is barbaric.

é isso, por fernando stickel [ 15:48 ]