aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

Posts tagueados ‘são paulo’

fundação e bandalheira

sé
Esta é a visão da Sala do Curador, sobre o centro da minha amada cidade de São Paulo.

Estive ontem no 15º andar do Forum João Mendes conversando com o Curador das Fundações do Estado de São Paulo, Dr. Airton Grazzioli, profissional sério, competente e engajado, que conheço e admiro há vários anos.

Na capacidade de Diretor Presidente da Fundação Stickel, procurei esclarecer com ele alguns pontos sobre os quais tinha dúvidas, a conversa foi excelente, a troca de experiências é necessária pois as coisas mudam rapidamente, e assim também algumas doutrinas aplicáveis às Fundações. Recebi também de suas mãos o ATESTADO DE REGULARIDADE E APROVAÇÃO DE CONTAS referente a 2013.

Me qualifiquei ao cargo que ocupo assumindo corajosamente perante minha família o compromisso de ressuscitar a Fundação de um sono profundo de 30 anos. Este marco inicial de militancia no Terceiro Setor deu-se em 2004, poucos meses antes do falecimento de meu pai e instituidor da Fundação, Erico João Siriuba Stickel.

Ao longo dos últimos onze anos batendo a cabeça, enfrentando burrocracias inacreditáveis e as naturais dificuldades de qualquer empreendedor neste país, fui me capacitando e me especializando no Terceiro Setor, através de um MBA em Gestão e Empreendedorismo Social, no qual me graduei em 2009 e inúmeros outros cursos, seminários e congressos, tanto no Brasil como no exterior.

Aprendizado árduo, lento, trabalhoso em um ramo que grande parte da sociedade ainda olha com desconfiança, principalmente depois do desserviço prestado pelas bandallheiras em ONGs, o que acabou por gerar a gigantesca crise de confiança de 2007/2008, quando toda e qualquer instituição do Terceiro Setor foi jogada no mesmo balaio das ONGs corruptas.

E por que faço esta pequena retrospectiva?

Pela revolta e indignação que sinto a cada 24 horas, bombardeados que somos pelas notícias de roubos, corrupção, denúncias de safadezas inimagináveis envolvendo exatamente as pessoas que deveriam dar o exemplo para o país.
É difícil fazer a coisa certa, prestar contas, procurar caminhos, tentar obter melhores resultados, e, simultaneamente, conviver com o apodrecimento moral de um país com a dimensão do Brasil.
Ainda assim vamos em frente, mantendo o foco!

é isso, por fernando stickel [ 18:55 ]

balde maior

deserto
Foto André Penner (AP)

Sobre o colapso hídrico, leia o artigo de Eliane Brum:

“Vamos precisar de um balde maior”

Muito interessante também o Boletim da Falta D’água, criado em Outubro 2014 pela psicóloga paulistana Camila Pavanelli de Lorenzi.

é isso, por fernando stickel [ 19:30 ]

tempestade & arco-iris

temp & rainbow
Tempestade & arco-iris em São Paulo. Av. Faria Lima x Av. Juscelino Kubitschek.

é isso, por fernando stickel [ 12:46 ]

são paulo

sampa
Linda e apaixonante, esta é São Paulo.

é isso, por fernando stickel [ 11:06 ]

gelo e beleza

ibira3
São Paulo gelada e Parque do Ibirapuera lindo!

ibira4

é isso, por fernando stickel [ 13:55 ]

gelo em moema

gelo
Ontem, domingão, por volta das 15:30h me deitei no sofá para uma soneca. Fui despertado por barulho forte de chuva, muito forte.
Granizo em Moema, muito gelo, inacreditável, nunca havia visto isso em São Paulo! Em outros lugares da cidade mais gelo ainda, realmente as mudanças climáticas estão se exacerbando…
O mais interessante é que em alguns lugares onde o acúmulo de gelo foi maior ainda não havia derretido hoje pela manhã!
Veja mais fotos do granizo aqui.

é isso, por fernando stickel [ 18:16 ]

edifício poema

poema
Na esquina das ruas José Maria Lisboa com Capitão Pinto Ferreira fica o “Edifício Poema”, simpático predinho de 6 andares, construído em 1954, ano do Quarto Centenário de São Paulo.
No segundo andar moravam meus avós paternos, Arthur e Erna. Vez por outra meus pais iam visitá-los comigo e meus irmãos. Nós os netos nos sentávamos educadamente na mesa para um lanche de biscoitos ou bolo com suco. Em uma das portas da garagem que dava para a rua morava o Dodge “Fluid Drive” 1946 do meu avô.
Quando meu avô faleceu em 1967, fui ao apartamento, ele estava deitado na cama, vestido para o funeral, com aquele pano amarrado na cabeça segurando a mandíbula. Fiquei chocado, acho que foi a primeira vez na vida que vi um cadáver, eu tinha 19 anos.
Me impressionou a ausência de sua monumental barriga, meu avô foi “forte” a vida toda, e lá estava ele magro e morto.
Acho que nunca mais voltei ao apartamento, pouco tempo depois minha avó faleceu.

é isso, por fernando stickel [ 8:05 ]

são paulo skyline

skyline
Estive ontem em um escritório no 20º andar de um edifício na Av. Paulista, de onde tirei esta foto.
O dia estava lindo, a manhã fresca, céu azul… mas, nota-se distintamente a brutal camada de poluição que cobre a todos nós paulistanos.

Tenho a impressão que mesmo amando esta cidade profundamente, tem certas coisas que são a cada dia mais intoleráveis, a poluição é uma delas, disputando lugar com o trânsito infernal e a violência/insegurança.
É uma pena.

é isso, por fernando stickel [ 14:04 ]

bmw f 800 gs

f8004
Em dezembro de 2008 recebi de presente da minha mulher Sandra Pierzchalski a motocicleta BMW F800 GS.
Foi uma surpresa fantástica, inesquecível, inédita.
Comecei a pilotá-la com extremo cuidado, pois há mais de 30 anos eu não utilizava moto, estava totalmente sem prática.
Bem devagar no início, me acostumando, me acostumando, me acostumando… acostumei!!
Já lá se vão quase quatro anos e meio e 20.000 km rodados, até o carro vendi.
A moto se transformou no meu transporte diário, não consigo mais me imaginar dentro de um carro no trânsito de São Paulo.

é isso, por fernando stickel [ 18:35 ]

babak em são paulo


Não é todo dia que um amigo que mora na Suíça dá uma passadinha pra te visitar aqui em São Paulo.
Quando Babak me ligou e disse que teria um dia para nos vermos, Sandra e eu pegamos o carro e fizemos um grande passeio pela cidade com Babak e sua mulher Tina.

é isso, por fernando stickel [ 10:22 ]

oscar niemeyer

oscar
“Toda forma que cria beleza tem uma função”

“O que me atrai é a curva livre e sensual. A curva que no encontro sinuoso dos nossos rios, nas nuvens do céu, no corpo da mulher preferida. De curva é feito todo o universo. O universo curvo de Einstein.”

Fiz esta homenagem a Oscar Niemeyer (1907-2012) em 9 Maio 1979, no caderno que mantive com meu amigo Cassio Michalany.

Como artista, escultor, desenhista, um gênio!
Já como arquiteto, sofrível (estive DENTRO de várias obras dele, são péssimas)
Como político, lamentável.

Sobre o comunismo de butique de Niemeyer, ícone perfeito da CHEC (Comunistas Hipócritas da Esquerda Caviar) leiam o excelente artigo de Reinaldo Azevedo.

copan1
Por outro lado, é inegável o legado plástico de Niemeyer, homenageado pelo Edifício Copan, neste meu óleo sobre tela de 1980.

é isso, por fernando stickel [ 9:16 ]

chuva em são paulo

Há dois dias atrás, no dia da imensa chuva em São Paulo, fui de moto para uma reunião na Casa de Cultura da Freguesia do Ó, lá pelas tantas, o Rubens, meu interlocutor, chamou a minha atenção para o céu, eram cerca de 17:15h.
Imediatamente me despedi e tomei o caminho de casa, via marginal do tietê, e em seguida marginal do Pinheiros.
Não deu tempo de escapar da chuva… fiquei uns 20 minutos abrigado em baixo da ponte da Cidade Universitária, depois mais um tanto em baixo da ponte da Cidade Jardim.
Cheguei em casa encharcado…

é isso, por fernando stickel [ 12:35 ]

ciclofaixa ou ciclo-merda?


Foto Paulo Liebert/AE

Querido Kassab, querido prefeito da minha querida Cidade de São Paulo, que merda é essa que você aprontou em Moema?????!!!!!
Esta Ciclofaixa é simplesmente um factóide de quinta categoria. Une o nada ao coisa alguma, atende a meia-dúzia de ciclistas, e de quebra provoca o caos e o desgosto no bairro.
Como é possível tanto amadorismo????
Pra não dizerem que sou algum revoltado querendo derrubar a Prefeitura, aqui vão as minhas qualificações para falar de bicicleta em área urbana:
Sou paulistano, motociclista e ciclista há pelo menos 40 anos, morador de Moema e ex-morador de New York, onde trafeguei de bicicleta por toda a ilha de Manhattan por ano e meio. Basta?
(PS: Jurei não tratar mais de política neste blog, mas cidadania é, inevitavelmente, política…)

é isso, por fernando stickel [ 23:06 ]

bruma


São Paulo hoje, 7:00h

é isso, por fernando stickel [ 10:07 ]

shopping iguatemi


Ontem, final da tarde, a vista do Shopping Iguatemi e dos prédios da Faria Lima.
Como não há nenhum incêndio por perto, este clima horroroso pode ser creditado a todos nós seres humanos poluidores.
Uma das coisas chocantes da visão aérea do Shopping é a enorme área dedicada às garagens (marcadas mais claro). Desta maneira realmente a poluição não tem como ser controlada.

Comparativamente, a mega loja Bloomingdale’s em New York na 59th Street & Lexington Avenue ocupa um quarteirão inteiro, não tem uma única vaga de garagem para seus clientes, porém tem uma estação de Metro.


Só de olhar dá para perceber que São Paulo tem uma rede de Metro ridículamente pequena. Para que São Paulo não pare, teríamos que multiplicar isto por dez, em menos de dez anos…

é isso, por fernando stickel [ 10:08 ]

sp arte 2010

sparte
Na abertura da SP Arte 2010, Sandra examina umas coisas…

é isso, por fernando stickel [ 11:26 ]

ciclovia rio pinheiros

bike
Na Ciclovia Rio Pinheiros, hoje de manhã.
2km de aquecimento, 14 de ida e 14 de volta, portanto 30km em cima da bicicleta, cerca de 3 horas o tempo total.
Quase morri… não pelos pulmões nem pelas pernas, e sim pela bunda!
Para distâncias como essa, que eu não estou acostumado a pedalar, se você não tiver a roupa adequada, leia-se as bermudas de ciclista com “colchãozinho” na bunda, você não aguenta o desconforto.

bike2
A ciclovia, recém inaugurada, parece coisa do primeiro mundo, principalmente se você usar um pregador de roupa no nariz…
O cheiro de merda que exala do Rio Pinheiros não deixa ao ciclista a opção de se sentir em outro que não o quinto mundo, mas isto é outra história.
O fato é que as ciclovias são absolutamente necessárias nas cidades modernas, e este trecho de 14 km, utilizado básicamente para o lazer, poderia se transformar em uma opção real de transporte, com mais acessos, pois por enquanto só existem os acessos no início e no fim do percurso.

bike3
No meio do passeio, uma família de capivaras convive tranquilamente com os ciclistas.

é isso, por fernando stickel [ 22:38 ]

pacaembu

pacaembu
Pacaembu.

é isso, por fernando stickel [ 18:32 ]