aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

Posts tagueados ‘arthur stickel’

corte na penha


Cerca de dez anos atrás, nesta mesma cadeira, neste mesmo gramado, na casa dos meus amigos Sanny e Theo na Praia da Penha, em Santa Catarina, a Sanny cortou meus longos cabelos e me transformou em um ser de cabelos curtos.
Agora, quem passa pela mesma operação é o meu filho Arthur, que aceitou o simpático convite do casal e lá passou o Reveillon.

Entre outras coisas, o Arthur aprendeu a fazer um bom churrasco gaucho!

é isso, por fernando stickel [ 15:15 ]

bmw f 800 gs


Meus filhos Antonio e Arthur vieram me visitar no escritório (continuo a limpar a caixa de e-mails, faltam 250…) a bordo do presente de 60 anos que ganhei da minha espetacular mulher Sandra.
O Antonio tem mais prática com motos do que eu, já se adaptou e achou esta jóia da engenharia motociclística, a BMW F 800 GS, simplesmente o máximo!
Eu, ainda inseguro, estou andando pouco e com extremo cuidado, é preciso se adaptar, a motocicleta é alta e pesada, não é brincadeira!

é isso, por fernando stickel [ 16:54 ]

a roda


O elenco da peça “A Roda” da qual o meu filho Arthur faz parte, ovacionado ao final do espetáculo!

é isso, por fernando stickel [ 17:54 ]

arthur no teatro


Meu filho Arthur atuando na apresentação de sua turma na aula de teatro na peça “A Roda”, e na saída da coxia, feliz da vida com o sucesso!
É o primeiro ano do Arthur na escola Casa do Teatro, fundada em 1983, pela atriz Lígia Cortez.

é isso, por fernando stickel [ 10:14 ]

maurren e arthur

salto-com-vara.jpg
Em Setembro 1999, por solicitação do técnico da Fabiana Murer e meu amigo, Elson Miranda, eu patrocinei o Circuito de Salto com Vara, prova oficializada pela Federação Paulista de Atletismo, aqui em São Paulo no Conjunto Desportivo Constâncio Vaz Guimarães.

elson-e-fabiana.jpg
Elson Miranda e Fabiana Murer

arthur-e-maurren-1.jpg

A Maurren Maggi treinava também por ali, e é amiga da Fabiana e do Elson, e se encantou com a tatuagem do meu filho Arthur, na época com três anos e meio.

é isso, por fernando stickel [ 23:58 ]

erico e arthur

pai1.jpg
Ferramentas modernas de gerenciamento de imagem, como o iPhoto da Apple que eu utilizo permitem você guardar E RECUPERAR imagens importantes.
Esta por exemplo, meu pai, sete meses antes de falecer, jogando xadrez com o neto Arthur em Julho 2004.

é isso, por fernando stickel [ 17:17 ]

clube pinheiros

clube.jpg
No Esporte Clube Pinheiros no sábado de manhã, meu filho Arthur na esgrima e eu passeando pelo clube e lembrando da minha infância no paredão de tênis e na piscina.
Eu ia a pé da casa dos meus pais na R. dos Franceses até a Av. Paulista, pegava o ônibus até a esquina da R. Augusta, pegava o trólebus que descia até uma praça onde hoje seria mais ou menos o Pandoro, daí a pé até o Clube.

é isso, por fernando stickel [ 10:15 ]

passeios domingueiros

jardins.jpg

Hoje cedo resolvi mandar a dor nas costas que me perturba às favas e fui andar de bicicleta com o Arthur, depois levamos a labrador Sofia Loren para passear na pracinha.
Se você souber escolher, São Paulo tem lugares muito agradáveis para passear a pé ou de bicicleta.

é isso, por fernando stickel [ 15:35 ]

porsche day

advanced.jpg
No feriado de 15 Novembro, fomos só os homens, meus dois filhos Antonio, Arthur e e seu amigo Lucas, enciclopédia ambulante do automobilismo, ao Porsche Racing Festival, no Autódromo José Carlos Pace, em Interlagos, comemoração dos 10 anos do Porsche Club do Brasil.

Chuva, chuva, chuva, garoa, chuva, chuva, derrapadas, desequilíbrios, chuva, garoa, prova do GT3, porrada, regularidade, chuva, garoa, chuva, treino, chuva, garoa, e assim foi o dia inteiro, e no final ganhamos um troféu, Primeiro Lugar Regularidade (tempo escolhido 2’43”) na Categoria Clássicos, com Porsche 911 Carrera 1975, piloto, o pai, navegador, o filho!

Deu para perceber, utilizando o carro em condições de competição, que quase tudo vai bem na parte mecânica, a evolução que houve desde o começo do ano foi fantástica, mas o câmbio está arranhando…

é isso, por fernando stickel [ 8:27 ]

ananias

anan.jpg

Ananias é um motorista de taxi gordo, desleixado, fumante e folgado. Seu filho nerd de 12 anos só pensa em videogame e chama-se Felizbento.
Arthur, meu filho fez o Ananias e eu fiz o Felizbento, numa rapidíssima peça de teatro hoje na Escola Viva, como parte das apresentações do final de semestre.

é isso, por fernando stickel [ 13:25 ]

sexta-feira

fam1.jpg

Três anos e meio se passaram, meu pai não está mais aqui, minha mãe não mora mais na casa da R. dos Franceses, e meu filho não é mais criança.

Já estamos no meio do ano.

é o final da tarde

sexta-feira.

é isso, por fernando stickel [ 17:32 ]

na casa dos avós

Este YouTube é fantástico!
Depois que aprendi a fazer o upload, que é super simples, descobri guardado lá no meu I Photo este vídeo que o meu filho Arthur fez em 31 Agosto 2003, passeando pela casa dos meus pais, e fazendo talvez o único registro em vídeo do meu pai Erico João Siriuba Stickel.
A narração é feita, ainda com voz de criança, pelo próprio Arthur, hoje adolescente…

é isso, por fernando stickel [ 10:52 ]

rodas


Sábado dedicado às rodas, quatro e duas.
Logo cedo levei meu brinquedo novo, Porsche 911 Carrera 1975, para tomar banho, em seguida no lindíssimo Parque Villa Lobos passeios de bicicleta com Arthur, que se firma em cima das duas rodas.
Depois filiei-me ao MG Club, em dia de lançamento do livro “Ultrapassagens” da fotógrafa carioca Cristina Oldemburg, e finalmente Arthur e eu demos um pulinho ali no alto da serra, só pra botar a máquina pra funcionar direito…

é isso, por fernando stickel [ 20:29 ]

arthur e a bicicleta

Arthur, meu filho caçula me mostrou que o mundo mudou. Quando ele era pequeno, digamos 4 ou 5 anos de idade, tentei ensiná-lo a andar de bicicleta, sem sucesso.

Minha experiência com meus dois filhos mais velhos, Fernanda e Antonio de nada valeu, o Arthur não queria saber da bicicleta, assim como não queria saber da maioria dos esportes e atividades físicas, para minha frustração.

Seu talento desde cedo se voltou para a escrita (foi o primeiro da classe a escrever) e a leitura, e logo em seguida para os vídeo-games. Aprendeu inglês sozinho, a partir dos games…

Em 2007, quando ele tinha 12 anos voltamos a tocar na importância de saber andar de bicicleta, ainda mais em um planeta onde as questões ecológicas e de qualidade de vida entraram definitivamente no nosso dia-a-dia. Em 2006 ele foi à Suécia pelo CISV e viu um país altamente civilizado, com consciência ecológica, cheio de bicicletas, e o assunto foi ficando mais próximo.

Depois de muitas conversas ele acabou decidindo firmemente que queria aprender, e eu assumi com ele o compromisso de ensiná-lo a andar de bicicleta. Fomos ao Parque do Ibirapuera e alugamos uma bicicleta na medida dele no Maisena e fizemos três sessões de cerca de 1 hora cada, em três domingos sucessivos. Nos três dias acordamos cedo para estar no Parque do Ibirapuera na hora da abertura do aluguel das bikes, 9:30h. Não foi fácil, houveram momentos de tensão e quase desistência, até choro, mas juntos chegamos lá! No dia 1 Abril 2007 por volta das 11:00h Arthur andou de bicicleta!

Ele ficou exultante, e eu também. Missão cumprida!!

Se você parar de aprender, você para de viver.

Na sequência acompanhei com um misto de perplexidade, e curiosidade sua adolescência e seu amadurecimento sem o menor interesse pelos carros e pelas máquinas, em flagrante oposição ao pai… Quando completou 18 anos lhe ofereci um carro, como havia feito com os irmãos mais velhos, mas ele declinou.

Ele vive perfeitamente bem sem possuir um carro, anda a pé, de ônibus, metrô, bicicleta, Uber, carona, etc… Assim como ele uma enorme quantidade de jovens também desencanaram do ícone carro.

E, cá entre nós, está cada dia mais chato dirigir, seja nas cidades cheias de buracos e radares, seja nas rodovias com lombadas e mais radares…

Os bons tempos de guiar uma bela máquina sem pensar em multas ficaram definitivamente para trás.

é isso, por fernando stickel [ 16:28 ]

arthur 12

arthur21.jpg
Meu filho Arthur completa 12 anos no próximo dia 17 Janeiro.
Nenhum de seus amigos usuais estarão em São Paulo na data, então juntaram-se os companheiros de CISV com os quais ele viajou para a Suécia em Julho, por coincidência todos aqui hoje, e fomos comer uma pizza e depois cantar parabéns com bolo, um pouco adiantado, mas melhor assim… quem faz aniversário no meio das férias conhece a sensação…

é isso, por fernando stickel [ 23:05 ]

batismo do remo


O Esporte Clube Pinheiros reiniciou suas atividades de remo em 2003.
Recebeu recentemente a doação de 15 barcos de clubes de remo da Alemanha, que foram batizados ontem na raia olímpica da USP, em uma cerimônia com a presença das famílias dos homenageados com o nome de personalidades do Clube.
O maior barco, da classe 8 com patrão, recebeu o nome do meu avô Arthur Stickel, que foi presidente do clube por 9 anos, e quem o batizou foi o bisneto, Arthur Siriuba Stickel.

é isso, por fernando stickel [ 10:24 ]

campos do jordão


Um dia e meio em Campos do Jordão, com meu filho e minha mãe. Choveu, fez frio, neblina e um leve mormaço. Andei, dormi, tomei uma cerveja de trigo (Hefebier), li o Estadão e a Folha de hoje, fumei um charuto. Voltamos a tempo de uma pizza. Dormir cedo que o menino entra na escola às 7:30h.

Acreditem se quiser: Lá na serra, em plena calma e silêncio, tive uma visão de que haverá segundo turno. Não me perguntem como, não sei, mas meu sexto sentido me disse que haverá.

é isso, por fernando stickel [ 22:13 ]

dia dos pais à paulista


DIA DOS PAIS À PAULISTA IV

O almoço no restaurante Skye, com os filhos Fernanda, Arthur e a Sandra foi ótimo, ficou faltando meu filho Antonio, que está em Ubatuba cuidando do avô Zé, recém enviuvado.

é isso, por fernando stickel [ 10:32 ]