aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

Arquivo: junho de 2004

obrigado, sr. bloggerman


Obrigado, Sr. BloggerMan por colocar o “aqui tem coisa” pela segunda vez nos Blogs of Note! Flores para você!
Ao fundo, a Vila Olímpia, cenário de tantos posts deste blog.

é isso, por fernando stickel [ 9:45 ]

tio patinhas


Tio Patinhas

é isso, por fernando stickel [ 16:16 ]

regrinha minera

REGRINHA MINERA PRA RESORVÊ PENDENGA

Um rico advogado paulista, famoso na capital, gostava de caçar nas férias. Estava fazendo tiro ao pato numa região de lagoas, em Minas. Um dos patos que ele alvejou caiu dentro de uma propriedade protegida com uma cerca de arame farpado. Sem ver vivalma por perto, pulou a cerca e, quando avançava pela propriedade, apareceu um velho dirigindo um tratorzinho, vindo em sua direção.
– Moço, isso aqui é particular. Cê pode ir vortano.
– Mas é que eu atirei naquele pato, ele caiu aqui; só vim pegá-lo.
– Pode vortá. Caiu aqui, é meu.
– Olha, meu senhor, sou um influente advogado. Posso meter-lhe uns processos e lhe tomar sua propriedade. O senhor não me conhece, não sabe do que sou capaz.
O velho assume um ar entre preocupado e amedrontado e argumenta:
– Peraí, sô. Purquê quiagente não aresorve a questão usando a Regrinha Minera pra Resorvê Pendenga?
– Como é isso?
– É assim: Eu dou três chutes nocê. Depois ocê dá três chutes nimim. Quem guentá mais caladim, quem gritá menos, ganha a pendenga.
O jovem advogado avalia aquele velhote franzino e, por curiosidade e pelo vício de ganhar disputas, resolve topar.
– Eu que sou mais véio, chuto primero.
O advogado concorda. O velho salta do trator e só aí o advogado vê as botas dele. Mas raciocina: “mesmo com essas botas, é um coroa franzino; eu agüento e depois acabo com ele no primeiro pontapé”.
O primeiro chute do velho é bem no saco do advogado, que se curva e se ajoelha gemendo. O segundo pega bem no nariz e o jovem se estatela no pasto, tentando segurar os urros. O terceiro pegou nos rins e o advogado, mesmo que quisesse não conseguiria gritar, sequer consegue respirar, tamanha a dor. Acha até que está morrendo. Mas dentro de alguns minutos se refaz, põe-se de pé e ameaça:
– Agora pode ir rezando, vovô, que eu sou carateca e vou desmontá-lo.
– Num carece não. Eu disisto da pendenga. Reconheço que pirdi. Popegá seu pato e saí…

é isso, por fernando stickel [ 23:28 ]

muito atenciosos

Um homem levou o seu pai velhinho para um asilo de idosos. Lá chegando, sentou o velhinho num sofá, na sala de espera, e foi à recepção falar com os atendentes. Nisso o velhinho começou a pender, vagarosamente, para a esquerda.
Um médico passou por perto e disse:
– Deixe-me ajudá-lo.
O médico empilhou vários travesseiros no lado esquerdo do velhinho para ajudá-lo a manter-se ereto.
O velhinho, então, começou a pender, vagarosamente, para a direita.
Um funcionário percebeu e empilhou mais diversos travesseiros no lado direito dele.
Daí o velhinho começou a pender para frente. Então, passou por ali uma enfermeira que empilhou vários travesseiros na frente dele.
A essa altura, o filho retorna:
– E então, pai, este parece ser um lugar agradável, não?
O velhinho respondeu:
– Parece que sim. Todos são muito atenciosos . . . Só não deixam a gente peidar!

é isso, por fernando stickel [ 19:01 ]

aumenta dez vezes

A professora da 6ª série perguntou para a turma:
– Qual é a parte do corpo humano que aumenta em 10 vezes seu tamanho quando é estimulada?
Ninguém respondeu, até que a Mariazinha levantou, furiosa, e disse:
– Você não deveria fazer uma pergunta dessas para crianças da 6ª série! Eu vou contar para meus pais, e eles vão falar com o diretor, e ele vai demitir você! Então, ela sentou-se murmurando: – Cara, ela vai se meter numa encrenca!
Para o espanto de todos, a professora não apenas a ignorou, como fez a pergunta novamente!
– Qual é a parte do corpo que aumenta em 10 vezes seu tamanho quando é estimulada? Alguém sabe?
Finalmente, Rodrigo levantou-se, olhou em redor nervosamente, e disse:
– A parte do corpo que aumenta 10 vezes seu tamanho quando é estimulada é a pupila do olho.
A professora disse: – Muito bem, Rodrigo! – então, voltou-se para a Mariazinha e continuou:
– E quanto a você, mocinha, tenho três coisas para lhe dizer:
– Um, você tem uma mente muito suja para sua idade.
– Dois, você não leu a sua lição de casa.
– E, três, um dia você vai ficar muito, mas muito desapontada, viu?

é isso, por fernando stickel [ 10:14 ]

the new yorker

Copiado da excelente revista The New Yorker. A tradução é mais ou menos assim:

Tem uma exposição nova pra gente falar mal.”

é isso, por fernando stickel [ 8:36 ]

menos atlético

Tenho sido menos atlético e mais “passeador”.
Ao invés de sair de casa com o objetivo de andar forte, seja no parque ou na esteira da academia do clube, objetivando o aumento dos batimentos cardíacos e seus benefícios cardiovasculares, etc…saio com a câmera na mão e faço longas caminhadas pelo bairro.
Estou conhecendo a Vila Olímpia casa por casa, oficina por oficina, fachada por fachada. Nesta fase de instabilidade lombar tem sido mais gratificante.

é isso, por fernando stickel [ 12:43 ]

corte no sete

Explicação histórico-religiosa sobre o por que de certas pessoas cortarem com um traço horizontal o meio do algarismo 7:
Conta a lenda que uma multidão estava reunida aos pés do Monte Horeb para ouvir os 10 mandamentos proclamados por Moisés, quando, ao chegar ao Sétimo Mandamento, disse Moisés em alto e bom som:
– Não cobiçarás a mulher do próximo!
A multidão instantaneamente gritou, num sonoro coro:
– Corta o sete! Corta o sete!!

é isso, por fernando stickel [ 16:53 ]

dores lombares

Estou feliz.
Lentamente, muito lentamente vou sentindo melhoras nas minhas dores lombares. Quero crer que é por conta das aulas de Pilates, fornecendo uma consciência postural em tudo o que você faz no dia-a-dia. Hoje, por exemplo, acordei sem dor, fiz a aula e continuo sem dor, o que é excepcional!
Minha professora Giu Bergamo me proibiu, pelo menos por enquanto, de andar de bicicleta, então faço andando tudo o que fazia antes de bicicleta.
Só quem tem dores lombares crônicas, ou já passou por cirurgia hérnia de disco pode entender bem do que estou falando.

é isso, por fernando stickel [ 12:48 ]

enchente na vila olímpia


Enchente na Vila Olímpia, 1986. Estou olhando o rio em que se transformou a R. Ribeirão Claro.
A água chegava a subir um metro!
Na esquina da atual Av. Helio Pellegrino x R. Ribeirão Claro, era o local onde o córrego Uberabinha saia do seu leito e avançava pelas ruas. De dentro da minha casa, equipada com comportas e proteções eu ficava monitorando e controlando os estragos. Pela rua transformada em rio navegavam colchões, bananeiras, sacos de lixo, sofás, tudo que é possível imaginar.

é isso, por fernando stickel [ 12:33 ]

shrek 2

O fim de semana se aproxima, e para quem tem filhos pequenos será uma prazeirosa obrigação levá-los à estréia do Shrek 2. Eu assisti com meu filho o primeiro Shrek pelo menos meia dúzia de vezes, e adorei todas, parece que o 2 é ainda melhor.
Enquanto espera a estréia tem um outro lugar para levar as crianças, rápido, bonito, simpático e interessante:
DESIGN POPULAR DA BAHIA, no Museu da Casa Brasileira. Vale a pena.

é isso, por fernando stickel [ 9:13 ]

não tá lindo?

…indagorinha… não tá lindo?

é isso, por fernando stickel [ 18:05 ]

campos do jordão é aqui

Incrível, Campos do Jordão é aqui.

é isso, por fernando stickel [ 23:51 ]

micou em casa?

Você micou em casa hoje? Ficou esperando o teu Amor voltar da gravação de um comercial lá na pqp, e ela não chega nunca? Você já viu o Boris e o Jornal Nacional, fisgou a novela de esguelha, tomou uns dois ou três uísques, comeu umas torradas e nada dela?
Bom, às dez e tanto finalmente o celular funciona e ela, exausta e congelada te avisa: Vou pra casa dormir. That’s a fact. É justo, ela merece.
Aí você olha pela janela, neblina, frio, garoa, parece Campos do Jordão, ânimo para sair, nenhum, pedir algo pelo telefone, é entregar demais os pontos, então, à luta:
Abrir a geladeira e examinar as possibilidades: HHhhhmmm, arroz, uma ervilha que abri ontem, a metade daquela linguiça portuguesa, ovos…
Sim. Corto a linguiça em fatias, pico três bons dentes de alho e jogo tudo na frigideira ao fogo alto, enquanto isso num prato de sopa faço uma caminha de arroz branco com uma leve coberta de ervilhas e enfio no microondas. Quando os alhos douram jogo por cima um ovo e depois vai tudo pra cima da caminha de arroz.
Pronto! Mais um uísque e jantei magnificamente. Para a sobremesa pico uma maçã e uma banana, uma colher de mel por cima, polvilho com canela e novamente no microondas.
Pronto! Pra finalizar um forte café na Bialetti. Tudo isso em homenagem ao Alberto.

é isso, por fernando stickel [ 23:32 ]

polaroid do abbondio

Polaroid retratando o meu amigo Abbondio, segunda metade dos anos 80. Ao fundo, retrato deste que vos bloga executado por outro amigo e compadre, Cassio Michalany.

é isso, por fernando stickel [ 22:21 ]

batalha naval

Navegando por aí tropecei nesta imagem EXTREMAMENTE familiar: Batalha Naval, um dos jogos mais fantásticos para dias de chuva. Joguei muito, me deu saudade…

é isso, por fernando stickel [ 21:11 ]

as cinzas da socialite

De uma socialite de São Paulo:

Quando eu morrer, desejo ser cremada e que minhas cinzas sejam jogadas no Shopping Iguatemi. Assim, terei certeza que minhas filhas e netas irão sempre me visitar.

é isso, por fernando stickel [ 10:01 ]

pernas fortes

Pernas fortes ajudam a evitar dor nas costas…

é isso, por fernando stickel [ 9:57 ]