aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

vila olímpia

da minha janela

Da minha janela vejo São Paulo véia de guerra. Em breve profundas modificações de Plano Diretor, zoneamento, outorga onerosa, operação urbana, etc…
Espero que seja para melhor.
A Vila Olímpia agradece.

é isso, por fernando stickel [ 10:55 ]

dois merdas

Os raios riscam o céu e dois merdas discutem no trânsito.

é isso, por fernando stickel [ 15:02 ]

terreno baldio

Polaroid tirada em 28/8/89 num terreno baldio na esquina da R. Ribeirão Claro com o córrego Uberaba, hoje Av. Helio Pellegrino.

é isso, por fernando stickel [ 16:23 ]

zorra total

Sexta-feira, 23h, chove em São Paulo.
A zorra total em que se transforma a Vila Olímpia nos fins de semana está um pouco reduzida, graças à chuva.
Abriu mais uma casa noturna aqui na R. Nova Cidade, grande, feia, mal acabada, iluminada em tons de roxo, um exército de valets para o infernal parking, e descaso total para com os vizinhos.
É a total falta de CIVILIDADE, EDUCAÇÃO, RESPEITO. Que pena que o tal do progresso tenha que trazer consigo, ao menos nestes locais do quinto mundo, esta gentalha que buzina de madrugada, mija na tua porta, grita, compra e consome drogas, quebra garrafas e com infernal regularidade se destrói nos postes e uns contra os outros.

é isso, por fernando stickel [ 23:17 ]

apartamentos vizinhos

Raramente presto atenção aos apartamentos meus vizinhos de frente, mas notei que assim que o tempo esquentou, o uso dos terraços aumentou.
Hoje está tão quente e abafado que me deu enorme preguiça de sair para o clube me exercitar. Se a primavera começa assim, imaginem o verão…

é isso, por fernando stickel [ 12:31 ]

visita da sylvia ficher


Em 1988 a minha amiga Silvia Ficher veio me visitar na minha casa / estúdio da Rua Ribeirão Claro, Vila Olímpia.
Quase em frente à minha casa, na esquina da R. Ribeirão Claro com a Av. Helio Pellegrino moram até hoje duas irmãs meio esquisitas, que se vestiam quase iguais. A Silvia parou o carro em frente à casa delas, e ao sair encontrou este bilhete no parabrisa do carro. Não sei bem porque guardei-o até hoje…

é isso, por fernando stickel [ 14:35 ]

vila olímpia

Segunda-feira, bem cedo.

é isso, por fernando stickel [ 10:45 ]

consegui!


O antes, domínio total da entropia!

Consegui vencer a entropia!

Graças a uma dor desconhecida, que foi diagnosticada como uma ameaça de lesão, fiquei arrumando tudo imobilizado, com gelo no joelho.
Até dentro do aparelho de fax eu limpei, descobri uma espécie de poeira brilhante, parecia neve…
Nono andar na Rua Casa do Ator

é isso, por fernando stickel [ 12:49 ]

aqui habito eu

Rua Casa do Ator, Vila Olímpia.

é isso, por fernando stickel [ 19:22 ]

minha querida vila olímpia

Mais um capítulo da tragédia “BRASILEIRO ODEIA ÁRVORE”

Na minha querida Vila Olímpia, Praça Edgar Ermelino Leite, na esquina da Av. Santo Amaro com Helio Pellegrino.
A Prefeitura adotou nesta praça um procedimento paisagístico peculiar:
-Cortou quatro seringueiras.
-Deixou os tocos como prova do crime, tentou cobrir um deles, sem sucesso, com grama.
-Procura manter a praça imunda.
-Procura não consertar muretas, buracos no piso, etc…
Isso sem falar nas “palmeiras imperiais” ao longo da Av. Helio Pellegrino, que morrem uma após a outra…

é isso, por fernando stickel [ 12:45 ]

tarde especial

Mais uma tarde especial na Vila Olímpia em São Paulo.

é isso, por fernando stickel [ 19:20 ]

madrugada na vila olímpia

Cinco da matina, acordo com um barulho imenso, saio debaixo do edredon, vou à janela e vejo exatamente em frente ao meu prédio uma Cherokee reluzente capotada.
Imbecis!

é isso, por fernando stickel [ 9:40 ]

coisa ruim

COISA RUIM NA VILA OLÍMPIA

Vizinhos que contribuem apenas com sujeira, barulho, encrenca e congestionamentos infindáveis não são benvindos.
Este imóvel, colado ao meu estúdio na R. Nova Cidade, era ocupado até alguns dias atrás por uma produtora de filmes publicitários.
Na mudança fui xeretar e descobri que estão projetando lá um novo bar/discoteca. O imóvel é muito grande, são vários galpões conectados, área total de uns 2.000 m2.
Atenção, moradores da Vila Olímpia, se não fizermos nada ficará totalmente impossível morar por aqui.
A partir das 18 h, quando os bares começam a receber os clientes, o barulho aumenta, os flanelinhas se organizam, vagas ficam impossíveis, e tudo isso vai num crescendo infernal.
Se a Prefeitura e a Polícia fizessem cumprir a lei, ainda vá lá, mas estacionamento em fila tripla, filas intermináveis nas portas das discotecas, buzinas, brigas e gritaria na rua até 4 , 5 da manhã, garrafas quebradas, cantos mijados e o pior, traficantes de drogas agindo livremente, já é demais, tudo isto com policiamento rigorosamente igual a zero.

é isso, por fernando stickel [ 14:11 ]

tarde linda

Tarde linda na Vila Olímpia.

é isso, por fernando stickel [ 17:14 ]

a inacreditável vila olímpia

Da série: A inacreditável Vila Olímpia.

é isso, por fernando stickel [ 12:26 ]

tarde legal na vila olímpia

…e ainda deu um finalzinho de tarde legal…

é isso, por fernando stickel [ 18:29 ]

mau-gosto sem limites

O mau-gosto não conhece limites.
Em plena Av. Helio Pellegrino, esquina da R. Nova Cidade na Vila Olímpia, este out-door clama para ser destruído por algum play-boy mais afoito em sua máquina.
Já enviei reclamação ao CONAR, vamos ver se adianta alguma coisa.

é isso, por fernando stickel [ 13:57 ]

corte de árvores

Mais um capítulo da tragédia “BRASILEIRO ODEIA ÁRVORE”


A Prefeitura do Município de São Paulo é sem dúvida a maior responsável pelo corte e destruição das árvores da nossa cidade.
Esta constatação não é de hoje, venho acompanhando o que acontece nas nossas ruas, em particular na Vila Olímpia, Av. Nova Faria Lima e Hélio Pellegrino, há pelo menos 18 anos.
Basta um infeliz qualquer ligar para a Regional e dizer que a árvore está atrapalhando a garagem que eles vem correndo com as motosserras.
Senti um golpe mortal quase um ano atrás quando um Ficus, que eu mesmo havia plantado na esquina da R. Ribeirão Claro com Av. Helio Pellegrino, formado, copado, forte e fornecedor de sombra, foi sumáriamente cortado pela Consladel, empresa responsável pela implantação do novo “PAISAGISMO” da prefeitura.
Meu Ficus poderia tavez ter sido transplantado, mas não, dá muito trabalho, é mais fácil cortar, e depois ninguém vai reclamar mesmo, nós cidadãos somos todos uns bunda-moles, obrigados a testemunhar aos maiores absurdos, e vai reclamar pra quem? Pra prefeita?
Hoje, em um passeio de meia hora pelo novo projeto paisagístico das avenidas Nova Faria Lima e Helio Pellegrino, constatei por exemplo que os conceitos de manutenção e limpeza são inexistentes, com buracos abertos, sujeira, canos cortados esperando para transmitir tétano a quem tiver a infelicidade de cair em cima.

é isso, por fernando stickel [ 18:31 ]