aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

arte

cassio michalany

cassio
Meu amigo e compadre Cassio Michalany e eu, na inauguração de sua exposição Pintura-Objeto na Galeria Raquel Arnaud.
Obrigado pela foto Denise!

é isso, por fernando stickel [ 13:44 ]

entrevista ao blog

portal-copy
Dei uma entrevista ao blog do Madalena Workshops sobre minha participação no curso “Ponto Convergente”

A fotografia nunca esteve afastada da sua carreira como artista plástico. Entretanto, com tem sido sua recente imersão na linguagem fotográfica? O que tem mudado?
– Fotografo desde a adolescência, quando ganhei de meu avô Arthur uma câmera “caixote 6×6” com flash acoplado. Meu gosto pelas artes plásticas veio alguns anos mais tarde, quando ganhei dos meus pais a deliciosa Pentax Spotmatic 35mm.
No entanto não considerei nesta época a fotografia como uma possibilidade de “ARTE”, utilizava-a para divertimento, curtição, documentação, viagens, etc…
A possibilidade da fotografia como arte se evidenciou a partir da série “Vila Olímpia”, fotografada com a Sony Cyber-shot DSC-F717 nos anos 2003-2006, e a principal mudança na minha carreira foi o abandono por completo das mídias tradicionais, papel, tela, lápis, tinta, aquarela.
Significa em última análise que a partir de 2003/2004 me tornei um artista plástico utilizando como mídia exclusivamente a fotografia digital, e porque não dizer então, me tornei fotógrafo.

Quais são suas referências atuais no mundo da fotografia?
– Não tenho hoje nenhuma preferência, dado a enorme quantidade de informação a que venho tendo contato por conta do curso Ponto Convergente. Todas as referências são válidas, tenho mergulhado avidamente neste universo, no entanto continuo fascinado por Diane Arbus, por exemplo.

Conte-nos um pouco sobre o projeto que está desenvolvendo no grupo do Ponto Convergente, “Zauberplatz”.
– Após a série “Vila Olímpia”, muito bem sucedida, passei a buscar novo foco para o meu trabalho, e esta nova série “Zauberplatz” pretende justamente ser o espaço catalisador da nova pesquisa. A palavra ZAUBERPLATZ foi criada por mim, não existe na língua alemã, mas seu significado é simples: LUGAR MÁGICO.

é isso, por fernando stickel [ 12:06 ]

olhar sobre a cachoeirinha 2014

arn
A Fundação Stickel promove na Fábrica de Cultura Vila Nova Cachoeirinha o curso gratuito “Olhares Sobre a Cachoeirinha 2014″ com o fotógrafo Arnaldo Pappalardo e seu assistente Lucas Cruz, em sua sexta edição.
Este ano são 34 alunos, selecionados no entorno da Fábrica, na foto o primeiro dia de aula.

é isso, por fernando stickel [ 16:56 ]

bonga no tendal da lapa

quebrada
A Fundação Stickel abre inscrições para a oficina de grafitti “Quebrada em Cores” com Bonga no Tendal da Lapa.

Todas as quintas-feiras, de 14/8 a 18/9/2014, das 14 às 17h. Idade mínima 14 anos. São 20 vagas, corre lá!

Inscrições pelo site da Fundação Stickel ou no próprio Tendal, R. Constança 72 tel 3862-1837

é isso, por fernando stickel [ 13:45 ]

edição com claudi carreras

claudi
Participei neste fim de semana do workshop “Edição Fotográfica: Escutando Imagens” com o fotógrafo Claudi Carreras, parte do curso “Ponto Convergente” promovido pelo Madalena Centro de Estudos da Imagem.

O assunto da edição é importantíssimo, muitas vezes esquecido. Não adianta uma foto maravilhosa ao lado de outra que não “conversa” com a primeira, é necessário estabelecer uma sequência, uma narrativa que seja inteligível pelo espectador. Isto vale para uma exposição, livro, site na internet, qualquer mídia.

claudi2
Claudi pediu que eu levasse muitas imagens para o workshop, e foi o que fiz. Trabalhando freneticamente nas últimas semanas, reuni entre 200 e 300 imagens que foram espalhadas sobre a mesa de edição.

Após muito trabalho, conseguimpos estabelecer um início de sequência, surgiu luz no fim do túnel!
claudi3

claudi4
O processo é extremamente cansativo, um dreno de energias! Os resultados no entanto são fantásticos, um amontoado de imagens se transforma em algo compreensível.

é isso, por fernando stickel [ 9:06 ]

sapatão??!!

sapatão
Sapatão??!!

é isso, por fernando stickel [ 18:11 ]

gelo e beleza

ibira3
São Paulo gelada e Parque do Ibirapuera lindo!

ibira4

é isso, por fernando stickel [ 13:55 ]

eduardo longo no tendal da lapa

banner eduardo longo
O que você faz com o seu lixo reciclável? Quantas pessoas cabem em um ônibus? Qual é o cômodo mais importante de uma casa? 

Questões como estas serão debatidas na Oficina “Viver o Espaço com Eduardo Longo”, que a Fundação Stickel, em parceria com o Espaço Cultural Tendal da Lapa, oferece à comunidade a partir de agosto. Ministrada pelo visionário arquiteto Eduardo Longo, que nos anos 70 colocou abaixo sua casa e a transformou, literalmente, em uma bola, a oficina apresenta conceitos básicos da arquitetura, soluções criativas para o aproveitamento do espaço e confecção de maquetes e desenhos com material reciclável. 

Os encontros são destinados às pessoas que tenham disponibilidade de horário aos sábados, das 10h às 12h. A oficina ocorrerá no Tendal da Lapa, de 23 de agosto a 29 de novembro de 2014. Estão programadas visitas a equipamentos públicos e à casa do arquiteto, custeadas integralmente pela Fundação Stickel. 

As inscrições poderão ser feitas pelo site da Fundação Stickel ou presencialmente no Tendal da Lapa (Rua Constança, 72). Para mais informações, ligue: 3862-1837 ou 3083-2811. 

O que: Oficina “Viver o Espaço com Eduardo Longo”
Quando: De 23 de agosto a 29 de novembro de 2014
Horário: Todos os sábados, das 10h às 12h (horário estendido nos dias de visita externa)
Onde: Tendal da Lapa – Rua Constança 72
Inscrições: De 21 de julho a 16 de agosto pelo site da Fundação Stickel ou no próprio Tendal

é isso, por fernando stickel [ 15:00 ]

aquarela no ibirapuera

aquar
No Parque do Ibirapuera, artista amador se dedica à saudável prática de aquarelar.
Com bom equipamento, aquarela Winsor & Newton, papel de algodão e mini cavalete, o lindo domingo avança com arte…
Poucos conhecem a disciplina envolvida em uma atividade aparentemente tão simples!

é isso, por fernando stickel [ 16:21 ]

braços cruzados

greve
Braços cruzados

é isso, por fernando stickel [ 14:31 ]

geração 80 completa 30 anos

80
Hoje, 14 Julho 2014, comemoram-se 30 anos da abertura da exposição ‘Como vai você, Geração 80?’

Mostra diversificada e esfuziante invadiu o Parque Lage com desenhos, instalações, grafites e performances de 123 jovens artistas

Artigo de Nani Rubin em O Globo

RIO — Em 14 de julho de 1984, quando Tancredo Neves apareceu nos jornais dizendo que iria vencer a presidência da República, sucedendo ao último general da ditadura, João Figueiredo, novos ares também sopravam no panorama da arte brasileira. Os ventos de um movimento original convergiam para a Escola de Artes Visuais (EAV) do Parque Lage, onde, desde as 16h, uma multidão circulava pelo palacete, apreciando e interagindo com obras de 123 artistas. Às 18h, com o trânsito já inteiramente engarrafado na Rua Jardim Botânico, milhares de gaivotas de papel produzidas por Carlos Mascarenhas e lançadas pelos visitantes disputavam espaço na piscina da mansão, cobrindo a “Baleia”, escultura inflável de Frida Baranek. Diante da entrada, a pintura “Sansão”, de Daniel Senise, parecia empurrar as colunas do casarão. Aqui e ali, havia performances. E intervenções bem-humoradas, como duas televisões de Barrão que conversavam entre si. Mais adiante, uma tela de Chico Cunha reproduzia a embalagem do bombom Sonho de Valsa. Lado a lado, as obras surpreendiam o público e pareciam responder, pictoricamente, à pergunta proposta pelo nome da exposição que era inaugurada ali: “Como vai você, Geração 80?”.

Veja aqui as minhas impressões sobre a exposição e a obra “AZ” que apresentei.

é isso, por fernando stickel [ 13:48 ]

antonio & rubia

antonio & rubia
Meu filho Antonio e sua mulher Rubia, hoje na casa nova do casal.
É o primeiro retrato que faço após o workshop de retrato com o Marcio Scavone.

é isso, por fernando stickel [ 19:26 ]

gilda vogt no margs

gilda3
Minha amiga, a artista plástica Gilda Vogt está lançando projeto de apoio ao financiamento do livro sobre sua obra. Para tanto estão sendo abertas cotas para colaboradores interessados na aquisição de suas obras.

A iniciativa acompanha ampla retrospectiva de seu trabalho organizada por Gaudêncio Fidelis, diretor do Museu de Arte do rio Grande do Sul – MARGS

O lançamento do livro será realizado em Porto Alegre em 21 Setembro, simultaneamente à abertura da retrospectiva no MARGS.

Consultas com a coordenadora do projeto Mariana Kraemer, no e-mail projetos@gildavogt.art.br
Veja os trabalhos da Gilda aqui.

gilda-no-estudio-peq
Fotografei a Gilda em seu estúdio no início de 2014.

é isso, por fernando stickel [ 10:05 ]

workshop com marcio scavone

diploma
Participei neste fim de semana do workshop “Todo retrato é um autorretrato” com o fotógrafo Marcio Scavone, parte do curso “Ponto Convergente” promovido pelo Madalena Centro de Estudos da Imagem.

copa3
No sábado, 5/7, dia do jogo Argentina x Bélgica o curso foi no Madalena CEI, na hora do almoço o Marcio pediu que fizessemos quatro retratos nas ruas. Almoçamos em um boteco da Vila Madalena e eu saí pelas ruas meio amedrontado de abordar as pessoas para fazer o retrato.

Entrei em uma lojinha e perguntei se podia fotografar dois rapazes que assistiam ao jogo, eles concordaram, fiz a foto, e minha autoconfiança cresceu. Desta maneira consegui fazer as quatro fotos da “lição de casa”. É claro que recebi também negativas, mas estas não foram problema. Foi uma experiência muito importante. A exuberante criatura de branco posou com grande desenvoltura, foi um prazer fotografa-la, as jóias são de sua autoria!

renata
No domingo, 6/7, a aula foi no estúdio do Marcio na Vila Mariana, com uma modelo fantástica, a Renata.

sandra1 retocada
Marcio pediu aos alunos levarem as fotos feitas na rua, e mais seis retratos considerados bons. Ele gostou particularmente deste retrato que fiz da Sandra no reveillon de 2012 em Punta Del Este, na casa Pueblo de Carlos Páez Vilaró. Fiz a foto com a Leica D-Lux-5, no formato “panorama”.

scavone
O estúdio do Marcio é amplo, bonito, acolhedor, ele nos recebeu muito simpáticamente acompanhado da mulher Katia e do filho Lorenzo.

é isso, por fernando stickel [ 10:49 ]

rodrigo hill

rodrigo
O fotógrafo Rodrigo Hill em sua palestra no Madalena Centro de Estudos da Imagem, parte do curso “Ponto Convergente”.

é isso, por fernando stickel [ 17:56 ]

mudanças

atelier5
Oito anos atrás, em Maio 2006 esta era a visão do meu estúdio na R. Nova Cidade, Vila Olímpia.

Retrato de momento de transição entre uma carreira de trinta anos nas artes plásticas e a nova atividade no Terceiro Setor, como Diretor Presidente da Fundação Stickel.

Três desenhos encostados em uma estante metálica branca são provavelmente os últimos trabalhos de alunos do meu curso de desenho de observação.
Iniciado em 1986, encerrei o curso neste ano por conta das novas exigências da Fundação.

Tudo muda.

Muitas das coisas nesta foto foram simplesmente descartadas, em um processo complexo e doloroso, porém necessário.

Este mesmo estúdio, após uma reforma, é hoje o escritório da Fundação Stickel.

E o meu trabalho nas artes renasce a partir de imagens contidas em um computador…

é isso, por fernando stickel [ 9:52 ]

sofia borges

sofia borges

borges
Palestra ontem da fotógrafa Sofia Borges como parte do curso “Ponto Convergente” no Madalena Centro de Estudos da Imagem.
Sofia falou sobre seu trabalho, e os temas recorrentes em sua pesquisa para compreender a imagem e a fotografia: Monstro, incógnita, indefinido, estranhamento, fóssil, equação.
Aqui uma entrevista para a revista ZUM.

É curioso e ao mesmo tempo trágico como me afastei do mundo das artes nos últimos anos. Sofia é uma artista de 30 anos de idade, premiada, com um trabalho interessantíssimo e carreira brilhante, e totalmente (até ontem) desconhecida para mim. Ser aluno do “Ponto Convergente” vem me recolocando em contato com as artes, particularmente a fotografia, ainda bem!

é isso, por fernando stickel [ 8:58 ]

argos industrial na fenit

argos
No início dos anos 70 projetei o stand da Argos Industrial SA para a FENIT.
Particular sucesso fez o sofá modular coberto com lona crua no centro da foto, projetado especialmente era tão confortável que várias pessoas amigas levaram para casa!!
O logotipo da tecelagem, projeto de Alexandre Wollner, é um clássico do design gráfico brasileiro.

é isso, por fernando stickel [ 10:21 ]