aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

brasília


Em 1967, com a carteira de motorista recém obtida, Alice Kalil, minha namorada, eu e um casal de amigos, a Isa e o Paulo, viajamos para Brasília, DF, no Opel Commodore A coupe prata, com capota de curvin preta que meu pai me emprestou.
Foi a primeira vez que dormi com a Alice num quarto de hotel, só nós dois. O por-do-sol que entrava direto pela janela, era a coisa mais potente e incrível de que me lembro.
Achei Brasília o máximo.

é isso, por fernando stickel [ 10:40 ]

4 comentários

lucia

março 7th, 2005 at 20:01

sabe que meu pai tinha um desses? só que era branco.

foto linda.

lembrança emocionante.

fernando, voce é surpreendente.

beijo.

Renata

março 7th, 2005 at 22:25

e agora que tem lá em brasilia uma tartaruga no poste? saudades de voce, neguinho. tá otimo seu blog, sempre.

apartamento na r. rocha — aqui tem coisa

novembro 12th, 2012 at 8:38

[…] para curtir. Na casa dos pais impossível namorar, os tempos eram outros… o recurso eram as viagens ou o carro, nas famosas “corridas de submarino”. Depois de algum tempo cansamos de […]

carlos roberto olivi

maio 1st, 2020 at 15:38

O Opel que vc viajou, em pouco tempo seria o Opala no Brasil

Deixe seu comentário