aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

Posts tagueados ‘arquitetura’

equipe nota 10


A equipe nota 10 comandada pela arquiteta Sandra Pierzchalski se desdobrou, o Tio que é o nosso cérebro da hidráulica e elétrica, o Preto, o Tonho, Bahia, Marco, Cláudio e Rodrigo. Até o Arthur ajudou a finalizar a obra do Espaço Fundação Stickel na R. Ribeirão Claro.

é isso, por fernando stickel [ 20:00 ]

acendem-se as luzes…


Acendem-se as luzes do Espaço Fundação Stickel na R. Ribeirão Claro…

é isso, por fernando stickel [ 19:51 ]

o espaço evolui…


O Espaço Fundação Stickel na R. Ribeirão Claro evolui…

é isso, por fernando stickel [ 15:39 ]

espaço ganha


O Espaço Fundação Stickel na R. Ribeirão Claro ganha detalhes.

é isso, por fernando stickel [ 10:58 ]

o espaço evolui


O espaço da R. Ribeirão Claro evolui. Hoje inicia-se a instalação da iluminação.
O projeto de reforma da arquiteta Sandra Pierzchalski fica cada dia mais claro.

é isso, por fernando stickel [ 12:47 ]

mestra arquiteta


O Espaço Fundação Stickel da R. Ribeirão Claro se modifica, e o meu Amor me ajuda nesta nova empreitada.
Sandra Pierzchalski, super arquiteta toca a obra com maestria!

é isso, por fernando stickel [ 16:00 ]

galeria olido

olido3.jpg
Meu trabalho “Branca” no saguão da Secretaria Municipal de Cultura, Galeria Olido localizada à Av São João 473, em frente ao Largo do Paissandu, centro de São Paulo.
A inauguração da Galeria Olido foi na sexta-feira, 10 Setembro 2004 às 19:30h. Discursos intermináveis, muita gente, tumulto, barulho, tudo isso faz parte.
O importante, para mim, é que o trabalho que doei à Secretaria Municipal de Cultura ficou impecávelmente instalado no saguão de entrada, conforme projeto feito conjuntamente com a arquiteta Sylvia Moreira.
As cores dos ambientes e detalhes de acabamento que determinei também ficaram perfeitos. Esta é a enorme satisfação profissional.
Por outro lado aprendi talvez um pouco tarde uma lição definitiva: JAMAIS TRABALHE DE GRAÇA!
O trabalho gratuito não é valorizado e muito menos reconhecido.

é isso, por fernando stickel [ 0:08 ]

cidadão paulistano?

Oscar Niemeyer cidadão paulistano?
Se for pelo conjunto da obra, sim, com certeza, se for pelo Edifìcio Copan, sim, com total certeza.
Agora, se for pelo Memorial da América Latina e/ou para dividendos petistas, NÃO, com absoluta certeza.

é isso, por fernando stickel [ 19:52 ]

galeria olido

Tenho feito nos últimos meses uma consultoria informal para a minha amiga Sylvia Moreira, arquiteta responsável pela mega obra de retrofit da Galeria Olido na Av. São João, atual sede da Secretaria Municipal de Cultura. Meu assunto principal são cores e acabamentos. Aguardem a inauguração para breve.

é isso, por fernando stickel [ 14:42 ]

mal na realidade

Por falar em grandes espaços, o Grande Arche de la Défense em Paris é um prédio tão grande, mas tão imensamente grande, que cansa só de olhar.
Tem certas coisas na tal da arquitetura moderna que precisam ser melhor calibradas. Esta é uma delas. Fica bem na foto, não na realidade.

é isso, por fernando stickel [ 10:50 ]

restaurant georges

georges2
Vou contar para vocês:
Fomos hoje ao Restaurant Georges, no topo do Beaubourg, um endereco fashion, com uma vista espetacular, a Tour Eiffel de um lado, Notre Dame de Paris do outro.
Nao é para se comer bem, já sabiamos, mas o clima, as modettes, a arquitetura e a vista valem demais.
Ao tentar pagar a conta, meia noite e tanto, ninguém, os garçons sumiram, tentamos inúmeras vezes, nada, levantamo-nos da mesa procurando o caixa, rien, nada, ninguém, então simplesmente nos dirigimos para a saida, com a maior cara de pau, com um sorriso a explodir nos lábios, porque eles não imaginam que alguém da nossa idade vá simplesmente levantar e se mandar.
Assim foi, descemos as intermináveis escadas rolantes esperando a qualquer instante os alarmes e toda a gendarmerie em nosso encalço, e nada, rien, ninguém.
Já na calçada, com uma chuva fina se iniciando, tomamos um taxi e, chegando no hotel pedi um Armagnac que veio de graça porque era o final da garrafa, acendi meu charuto e vim, no maior silêncio do planeta traçar estas linhas.
Ah, sim, a conta foi de 135 Euros, que pagarei prontamente, assim que alguém aparecer para me cobrar.
Bonne nuit!

é isso, por fernando stickel [ 20:32 ]

jantar em homenagem


9 Março, 20:30, neste cenário montado com maestria pela arquiteta Sandra Pierzchalski no meu estúdio na Vila Olímpia, Sandra e eu fizemos agradável jantar em homenagem ao João Rendeiro. A preparação foi minuciosa, exaustiva, e o resultado, modéstia à parte, excelente.

é isso, por fernando stickel [ 12:23 ]

r. tucumã 141

Morei no final dos anos 70 em um delicioso prédio de três andares sobre pilotis na R. Tucumã 141, em frente à entrada principal do Clube Pinheiros. Lá nasceram meus dois filhos mais velhos, Fernanda em 1977 e Antonio em 1979.
Por pouco naquela época o condomínio não conseguiu destruir o maravilhoso painel da fachada do prédio, de autoria desconhecida.
Através de uma “Comissão de Obras” os arquitetos Tito Livio Fraschino e Helio de Maria Penteado, entre outros vizinhos, argumentavam que o painel era de “mau gosto” e queriam destrui-lo, substituindo a fachada por “brises”, que consideravam uma solução arquitetônica mais limpa e “elegante”.
Então pensei assim:

Que destruam tudo, mas não vão destruir o meu prédio!!!

Pedi para o meu amigo Joaquim cunha Bueno Marques fotografar o prédio, preparei um abaixo assinado com as fotos e fui à luta. De um total de 80 assinaturas que reuni, destacam-se as de:
Pietro Maria Bardi
João Batista Vilanova Artigas
Benedito Lima de Toledo
Wesley Duke Lee
Cesar Giobbi
Modesto Carvalhosa
Salvador Candia
Roberto Aflalo
Maureen Bisilliat
Carlos Alberto Fajardo
Paulo Mendes da Rocha
Julio Moreno
Após o assunto aparecer em destaque no Jornal da Tarde e no Bom Dia São Paulo da Rede Globo, em Outubro de 1978, nunca mais se falou no assunto, o condomínio e sua “Comissão de Obras” calaram-se sobre o assunto e o painel continua lá, firme, forte e lindo.
Hoje meu irmão Neco Stickel mora no prédio e continua zelando por sua integridade.

é isso, por fernando stickel [ 15:55 ]

cine olido

Almocei hoje no Ponto Chic do Largo do Paissandu com os meus amigos Celso Frateschi e sua mulher Sylvia Moreira.
Ele é ator e o atual Secretário de Cultura do Município. Ela é arquiteta e está desenvolvendo um ambicioso projeto de “retrofit” do edifício do antigo CINE OLIDO, atual sede da Secretaria de Cultura.
Eu sou padrinho de casamento deles, que completam 6 anos de casados no próximo 25/11.
Depois do clássico bauru, visitamos as obras.
As 3 salas originais serão recuperadas e terão uso misto para cinema e teatro. Tudo isto na Av. São João, exatamente em frente ao Largo Paissandu.

é isso, por fernando stickel [ 16:20 ]

concentração de arquitetos


Ontem numa festa onde havia a maior concentração de arquitetos por metro quadrado jamais vista, e até o fotógrafo era da ASBEA, encontrei meu amigo Eduardo Longo. Comentei com ele que mostro sempre para meus alunos um pedaço da construção da primeira Casa-Bola na Rua Amauri, que eu mesmo serrei quando o ajudei, por alguns dias, a construir a Casa Bola, lá nos idos de 1974. Ele adorou a história e pediu para que eu contasse aqui. Voilá.

é isso, por fernando stickel [ 14:59 ]

turma da fauusp

edo, plinio, sergio, leslie, iris, fernando, fau
O grupo de trabalho da FAUUSP, cerca 1970.
Da esq para a dir, Edo Rocha, Plinio Toledo Piza Filho, Sergio Ficher, Leslie Joseph Murray Gattegno (já falecido), Iris Di Ciommo, eu.

é isso, por fernando stickel [ 0:25 ]

vilanova artigas

Estudei no prédio da FAUUSP na Cidade Universitária, projeto do arquiteto João Batista Vilanova Artigas.
No dia do vestibular, inauguração da nova faculdade de arquitetura, ele circulava entre as mesas, zeloso de sua obra e reprimia quem ousava usar um estilete sobre a fórmica virgem.
Não gosto do projeto da FAU, entre outras razões porque era gelado no inverno e um forno no verão.
Na Rua Sampaio Vidal existe este conjunto de quatro sobrados geminados, genial projeto dele, térreo mais dois andares. Na casa com hera na fachada iniciei minha vida profissional desenhando plantas de prefeitura para o arquiteto Alfred Talaat. Nos fundos era o estúdio do Augusto Livio Malzoni.
Anos depois, já casado com a Iris, comprei a casa em ruinas, reformei-a e fiz meu estúdio nos fundos. Hoje lá mora minha ex e minha filha. As árvores da frente plantei 23 anos atrás. A casa amarela da direita foi reformada e completamente desfigurada pelo atual proprietário, filho da Marília Gabriela, que criou um muro absurdo, encheu de alarmes, etc…
E assim a cidade vai mudando, sempre para pior…

é isso, por fernando stickel [ 15:39 ]

estilo neo-bosta

Este monstro chamado “Edifício Villa Europa” no estilo arquitetônico neo-bosta embargado aí, na R. Tucumã, vizinho da Marginal do Pinheiros, consegue superar os mega-monstros do Ruy Ohtake.
É feio, fora de escala, agressivo, arrogante, metido. Andei lendo nos jornais que o Ministério Público fez um acordo com os incorporadores para diminuir “x” metros quadrados de área, construida, etc… Sei não, não acredito. Para mim a única solução é a demolição pura e simples, e fodam-se os espertos milionários que cometeram este acinte.
Vamos esperar, já já liberam e aí a gente sabe que rolou uma imensa quantidade de dólares por baixo do pano.

é isso, por fernando stickel [ 16:17 ]