aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003


Justiça seja feita.
Visitei ontem à noite o Hotel Unique, obra do binômio Ruy Ohtake / Victor Siaulys na Av. Brig. Luis Antonio.
Não vou comentar o exterior, mas devo dizer que os interiores, particularmente os elevadores, restaurante, bar e a recepção são gloriosos.
O terraço do bar/restaurante tem a melhor vista de São Paulo. O quarto é pequeno, muito interessante, com a banheira comunicando-se com o quarto através de um biombo que se abre na vertical. Vidrotil transparente no banheiro, nunca tinha visto, lindo. Surpresa total após o imenso desânimo ao ver subir o monstro do prédio do Instituto Tomie Ohtake em Pinheiros.

é isso, por fernando stickel [ 12:40 ]

gun1.jpg
A guerra é aqui, e quase fui vítima.
Por volta das 14:30 de hoje, descendo a Al. Joaquim Eugênio de Lima a bordo de um taxi, quase na esquina da Estados Unidos, escuto um estampido e olho para o lado, dois moleques em cima de uma moto, de capacete, o garupa com uma enorme pistola (ou revolver, não entendo nada disso…) .45 cromada, atirando para trás.
Tento ver o que está acontecendo, na esquina anterior uma moto caída no meio da rua e um motoqueiro tentando se levantar, enquanto isso os dois na moto somem no meio do trânsito.
Olho para o taxista, com quem vinha conversando sobre a guerra, e comento que poderíamos ter sido nós a tomar uma bala perdida. Segurança não existe.

Viva todos os seus dias como se fosse o último.

é isso, por fernando stickel [ 16:12 ]

mondialino1.jpg
Quando fiz meu livro aqui tem coisa, escrevi na introdução:

“Uma boa maneira de trazer à luz coisas que de outra forma permaneceriam ocultas na solidão de cadernos e pastas.”

Me referia aos desenhos que incluí junto com as poesias.
Agora estou gostando muito dessa história de blogar. Talvez não tenha encontrado ainda o equilíbrio ideal que gostaria entre todas as minhas vontades e interesses, talvez ande exagerando no uso do meu brinquedo novo, a câmera digital, mas no final das contas estou ADORANDO, inclusive porque continuo a garimpar nos meus cadernos e pastas por outras coisas, igualmente significativas, como minha motocicleta Mondial (Mondialino) 50cc, com a qual infernizava (sem capacete) as ruas calmas de São Paulo em 1966.

é isso, por fernando stickel [ 11:54 ]

Antonio Prata, este menino merece. O humor dele é o máximo, comecei a ler As Pernas de Tia Corália e desatei a rir já nas primeiras linhas. Recomendado para segundas-feiras chuvosas.

é isso, por fernando stickel [ 23:15 ]

Papai teve alta hoje e já está em casa, feliz da vida!

é isso, por fernando stickel [ 22:06 ]

Hoje, 16 Março 2003, o meu amigo Cassio Michalany completa 54 anos bem vividos.
Foto que fiz dele no portão do seu estúdio na Vila Nova Conceição, 24 Dezembro 1982.

é isso, por fernando stickel [ 14:13 ]


Very important drawing, estilo talk a little.
Ganhei do Frederico Nasser em 17Agosto 1970.

é isso, por fernando stickel [ 14:07 ]

Onze cobras e um destino.

é isso, por fernando stickel [ 13:30 ]

Victor Brecheret, Monumento às Bandeiras no Parque do Ibirapuera, primeiros estudos na década de 20, inaugurado em 25 Janeiro 1953.

Spencer Tunick, Parque do Ibirapuera, instantâneo em 27 Abril 2002. Estou lá, sétima fila de cima pra baixo, quarta coluna da esquerda pra direita…

é isso, por fernando stickel [ 12:39 ]

AQUI ESTÁ
AQUI FICARÁ
Trabalho fotográfico que fiz na Reserva Ecológica da Juréia em 1987.

é isso, por fernando stickel [ 21:35 ]

Coisas do estúdio.

é isso, por fernando stickel [ 22:13 ]

Cris Mie desenhando hoje à tarde, no meu curso de desenho de observação.

é isso, por fernando stickel [ 22:11 ]

Wayne Thiebaud
18th Street Downgrade, óleo sobre tela, 153 x 123 cm, 1978

é isso, por fernando stickel [ 0:17 ]

A gloriosa Força Aérea Portuguesa!!

é isso, por fernando stickel [ 15:04 ]

Meu pai foi operado de um cancer no pancreas. Foi um choque. Agora tudo vai bem e ele se recupera rápidamente, com a ajuda da vista do terraço no quarto térreo do Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

é isso, por fernando stickel [ 13:51 ]

Olhando para Alcatraz em San Francisco, CA

é isso, por fernando stickel [ 22:22 ]

Fui jantar com meu filho Arthur no Nagayama, hábito de quase todas as quartas-feiras de quase todas as semanas de quase todos os anos. Adoramos comida japonesa, e ele desde sempre quer sentar ao lado do aquário, onde acompanhamos a evolução e o sumiço de peixes, a limpeza e redecoração do aquário.

é isso, por fernando stickel [ 8:32 ]

Coisas no meu estúdio.

é isso, por fernando stickel [ 18:37 ]