aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

Arquivo: fevereiro de 2011

abertura das regatas

Domingo, 27 Fevereiro 2011 houve a Regata de Abertura 2011 promovida pelo São Paulo Yacht Club (SPYC) inaugurando a temporada de vela na represa de Guarapiranga. Todas as classes largaram juntas em frente ao Yacht Club Santo Amaro (YCSA), quase 200 barcos!
Mario Sacconi, meu timoneiro, e eu, proeiro, chegamos em primeiro lugar na classe Snipe!
Foi uma bela regata, vento Sul, de moderado a forte.
Meu amigo Plinio Pereira, que também participou de Hobie Cat 14 me enviou os resultados, quem preparou a lista não teve o cuidado de incluir os proeiros…

é isso, por fernando stickel [ 11:49 ]

new york, jardins

Eu morava em 1985 em New York, onde tinha um estúdio, e fui de bicicleta a um concerto no Carnegie Hall, não me lembro se Oscar Peterson ou Duke Ellington.
Ao final do concerto, inebriado por jazz de excelente qualidade, saí para a noite fresca, sob o tradicional céu novaiorquino azul profundo.
Dei carona para alguém na minha bicicleta, acho que foi o David, meu vizinho. Tarde da noite, ruas vazias, desci a 5ª Avenida em velocidade, pedalando forte embalado pelo peso extra, o vento na minha cara.
Sensação de liberdade e beleza, éramos os donos daquela cidade, podíamos tudo em cima daquela bicicleta.

Sexta-feira, 25/2/2011, final da tarde nos jardins minha mulher me retira do escritório e ganhamos a calçada, tarde deliciosa, gente bonita, bares cheios.
Primeira parada: Cartier, onde Sandra ganha uma pulseira desejada ardentemente desde a adolescência. Felicidade completa brindada com taças de rosé brut oferecidas pela casa.
Segunda parada: Dan Galeria, onde Sandra acerta com Peter Cohn as condições de venda de uma pintura para um cliente. De quebra, conversas deliciosas sobre arte e chocolates.
Terceira parada: Le Vin, 19:00h, destroçamos moule et frites acompanhada de Chablis, crème brûlée de sobremesa.
Ganhamos novamente a calçada, inebriados pelo vinho e todas as coisas boas que compartilhamos há mais de dez anos…
Céu azul profundo, restaurantes recebendo seus clientes, burburinho, Sandra pega o carro no estacionamento e eu a moto, saio com a mesma sensação de liberdade e beleza vivida 26 anos atrás em New York.
Quarta parada: Nossa casa, onde chegamos com poucos minutos de diferença, em altíssimo astral, que delícia!

é isso, por fernando stickel [ 10:44 ]

o inventor da harley-davidson

O inventor da moto Harley-Davidson, Arthur Davidson, morreu e foi para o céu.
Ao chegar lá, São Pedro disse-lhe:
– Meu filho, fostes um bom homem e as tuas motos mudaram o mundo, podes fazer um pedido.
Arthur pensou um pouco e  disse:
– Quero encontrar-me com Deus!
São Pedro levou Artur até a sala do trono e apresentou-o a Deus, que o reconheceu e disse-lhe:
– Então inventaste a Harley-Davidson?
Arthur respondeu:
– É verdade, fui eu…
Deus comentou: 
– Não foi uma boa invenção…É um veículo instável, barulhento e poluidor. Manutenção complicada, alto consumo…
Arthur ficou aborrecido com o comentário e retrucou:
– Desculpe-me, mas não foi o senhor que inventou a mulher?
– Sim, fui eu! – Responde Deus. 
– Bem, aqui entre nós, de profissional para profissional, você também não foi nada feliz na sua invenção! Há muita inconsistência na suspensão dianteira. – É muito barulhenta e tagarela em altas velocidades. Na maioria dos casos, a suspensão traseira é muito macia e vibra demais. A área de lazer está localizada perto demais da área de reciclagem. Os custos de manutenção são exorbitantes.
Deus refletiu e respondeu: 
– Sim, é verdade que o meu invento tem defeitos, mas de acordo com os dados que levantei, há muito mais homens montados na minha invenção do que na tua.

é isso, por fernando stickel [ 19:07 ]

faleceu jean pierre

Jean Pierre Bernardet foi meu aluno de desenho. Além disso virou amigo, Sandra minha mulher e eu ficamos amigos do casal Jean Pierre e (também…) Sandra.
Muito interessado em tudo, fez questão de desenvolver uma técnica para registrar suas viagens em pequenos cadernos, depois encanou que queria fazer caricaturas, tanto insistiu que obteve sucesso!
Li com pesar no jornal a notícia de seu falecimento.
Que faça uma linda viagem, que com certeza registrará em um de seus cadernos, que ajudei a criar…

é isso, por fernando stickel [ 18:35 ]

estrelas de sangue

Hoje cedo me cortei fazendo a barba. Durante o dia o sangue voltou a correr, criando uma constelação de estrelas vermelhas no meu lenço.

é isso, por fernando stickel [ 14:53 ]

i have sinned…

‘Bless me Father, for I have sinned. I have been with a loose girl.’ 
The priest asks, ‘Is that you, little Joey Pagano?’
‘Yes, Father, it is.’
‘And who was the girl you were with?’ 
‘I can’t tell you, Father, I don’t want to ruin her reputation.’
‘Well, Joey, I’m sure to find out her name sooner or later so you may as well tell me now. Was it Tina Minetti?’
‘I cannot say.’ 
‘Was it Teresa Mazzarelli?’ 
‘I’ll never tell.’ 
‘Was it Nina Capelli?’ 
‘I’m sorry, but I cannot name her.’ 
‘Was it Cathy Piriano?’ 
‘My lips are sealed.’
‘Was it Rosa DiAngelo, then?’
‘Please, Father, I cannot tell you.’
The priest sighs in frustration. ‘You’re very tight lipped, and I admire that.  But you’ve sinned and have to atone. You cannot be an altar boy now for 4 months. Now you go and behave yourself.’ 
Joey walks back to his pew, and his friend Franco slides over and whispers, ‘What’d you get?’
‘Four months vacation and five good leads…’

é isso, por fernando stickel [ 16:50 ]