aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

lança-perfume


Lança-perfume Colombina, do início do Século XX, em frasco de vidro lacrado.

Ontem terça-feira de Carnaval fui ao hospital fazer exames rotineiros. Ao me preparar para o eletrocardiograma a enfermeira passou álcool muito gelado no meu peito e eu gritei:
– Ai! Se pelo menos fosse lança-perfume!
Ela fez uma cara de não entender nada e eu perguntei:
-Você não sabe o que é lança-perfume?
-Para mim é uma marca de sapatos…
-Você é muito jovem, não chegou a conhecer… Na minha infância e adolescência brincávamos no carnaval com serpentina, confete e lança-perfume, uma latinha parecida com inseticida spray, que lançava um jato gelado e perfumado. Os mais velhos descobriram que também dava um barato quando inalado, e o lança-perfume ou cheirinho-da-loló acabou proibido no governo Janio Quadros. (Decreto Nº 51.211, de 18 Agosto 1961)

é isso, por fernando stickel [ 9:35 ]

Deixe seu comentário