aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

sonho com meu tio

luis
Sonhei que me deslocava à noite por um local com muitas pessoas aglomeradas, que se movimentavam em bloco, poderia ser uma enorme praça ou uma larga avenida. Eu circulava pelo meio da multidão em uma destas vans enormes pretas, do serviço secreto americano, acompanhado de homens sérios que usam fones nos ouvidos.
O clima era de tranquilidade, não havia nenhuma ameaça, a van circulava de janelas abertas.
Cheguei a um saguão enorme de hotel, onde um círculo de pessoas escutava o meu tio Luis Dumont Villares, que de pé no meio do grupo discursava, e de vez em quando apontava para uma gigantesca, borbulhante e geladíssima flute de champagne que estava ali ao lado, apresentada e iluminada como um troféu.
Depois cheguei em um quarto, na maior tranquilidade, e comentei com amigas que estavam ali como estava tudo calmo…

é isso, por fernando stickel [ 8:51 ]

Deixe seu comentário