aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

3º setor

cinco amigos


Cinco amigos, dois que conheço há quase 20 anos, e três que conheço há menos de um ano:

Na exposição de Magy Imoberdorf no Espaço Fundação Stickel, da esq. para a direita, Edna Scatamacchia, uma das minhas primeiras alunas de desenho, lá nos anos 80, Lela Severino, minha primeira modelo, posou para mim e meus alunos durante muitos anos.
O “Tio”, meu fiel caseiro, eletricista, zelador, quebra-galho, Marcio Alemão e sua mulher Ticha.

é isso, por fernando stickel [ 18:38 ]

magy imoberdorf


Na exposição de Magy Imoberdorf no Espaço Fundação Stickel, da esq. para a direita, Martha Stickel, Inge e Manfred Straub, Franklin Nolla, Renata Cook, Cris Mie Akagawa Bagattini e Ulli, modelo para vários dos trabalhos da Magy.

é isso, por fernando stickel [ 13:02 ]

magy imoberdorf


Na exposição de Magy Imoberdorf no Espaço Fundação Stickel, da esq. para a direita, Fabio Lemmi, Samuel Mc Dowell Figueiredo, Cynthia Garcia, Mike Masoni, Ibe Vidal e Claudia Troncon.

é isso, por fernando stickel [ 12:43 ]

carla, sandra, helena


Terminar o dia cercado de mulheres lindas não é pra qualquer um…
Carla, Sandra, eu e Helena, no final de tarde da exposição Magy Imoberdorf no Espaço Fundação Stickel.

é isso, por fernando stickel [ 9:33 ]

giardino & imoberdorf


Na foto, da esq. para a direita, Davenire, Baravelli e Magy no Espaço Fundação Stickel.

O crítico e curador italiano de Milão, Davenire Giardino, tem prestigiado todas as iniciativas culturais da Fundação Stickel, contribuindo com seu texto fino e sagaz, eis o que recebi dele em velocidade relâmpago, pois deve ter passado a noite em claro escrevendo:

Carissimo Fernando,

Congratulazione per questo nuovo show. Ho fatto una visita in un atimo de minuto e quanto sensibilità! La notte di verano a Sao Paulo era bellissima.
Adesso la critica. Auguri!

Suor, braço e sensibilidade.O trabalho com o braço, o suor fazem parte do processo criativo de Magy.

Uma atividade que exuda após  anos e anos de estudo, visitando tudo,  todos , com o olhar critico e curioso se informando e apreendendo. Exuda e  se processa  no catar, no recortar, no lixar, no montar, em passar a cera, em desenhar, olhar em torno . Depois de anos trabalhando para o  mercado de consumo, Magy volta ao traço básico, à essência, ao alimento. Olha para dentro e neste olhar encontra o marceneiro, o desenhista, o soldador, o catador de lixo  e a artista  que dormia.  As linhas de um menino e seu cachorro, um banco de jardim, um retrato.  Na figura humana as proporções divinas. No recorte preciso, sua personalidade suiça. Magy encapsulada nas informações  perfeitas rompe a estrutura da mesmice.

Um salto lógico. Na gnose de Upanixade e nos diálogos de Misargatta Maharaj conhecer a Si Mesmo significa descobrir em nós aquilo que já é nosso. E descobrir ainda que não há real diferença entre o ser em mim e a totalidade universal. Já a gnose budista dá um passo ulterior, um não retorno: nadifica também o si mesmo. O zero é a matriz do tudo e do nada, luz e treva.

Tomemos um símbolo; o espelho. Esse nos reflete idênticos invertidas as partes. O que está à direita se transpõe à esquerda e vice e versa. De modo que quem nos olha somos nós, mas não os nós que um outro vê. Restituindo-nos a nossa imagem invertida no eixo frente e costas o espelho produz um efeito que pode até aludir a um sortilégio: olha-nos de fora, mas é como se nos examinássemos por dentro, a nossa própria visão não nos é indiferente, intriga-nos e perturba-nos mais que qualquer outra pessoa. É  o olhar devolvido. Magy  nos devolve sua visão.  Magy transformada.

Davenire Giardino

é isso, por fernando stickel [ 9:18 ]

magy e baravelli


Magy Imoberdorf e Baravelli, no Espaço Fundação Stickel.

é isso, por fernando stickel [ 23:59 ]

andreas heiniger observa


Andreas Heiniger observa Magy Imoberdorf.

é isso, por fernando stickel [ 23:44 ]

sala 2


Sandra na Sala 2 do Espaço Fundação Stickel, com a exposição de Magy Imoberdorf.

é isso, por fernando stickel [ 18:33 ]

magy imoberdorf


Falta uma semana para a inauguração, mas já está tudo pronto para a exposição da Magy Imoberdorf no Espaço Fundação Stickel na Vila Olímpia. Montamos hoje, ficou lindo!

Abertura 4 Fevereiro, sábado, das 16:00 às 20:00h

De 4 a 24 Fevereiro 2006, segunda a sábado das 14:00 às 20:00h

R. Ribeirão Claro 37 – Vila Olímpia
04549-060 São Paulo SP tel 11 3849-8906

Patrocínio: Fundação Stickel

Apoio: Taterka Comunicações, Nicole Heiniger, Andreas Heiniger, Aurora Importadora, Stilgraf

é isso, por fernando stickel [ 18:19 ]

fim de ano na fundação


Comemoração de fim de ano, hoje na Fundação Stickel.
Em 2005 conquistamos grandes avanços, o principal foi colocar a máquina pra funcionar. Deu muito trabalho, houveram atritos, ajustes e sucessos, no final tudo valeu a pena.
Da esq. para a direita, de pé: Lobato, Maria do Carmo, Martha (minha mãe), eu, Sylvia (minha irmã), Roberto (meu irmão), Arthur, Alexandra.
Agachados: Miriam, Ana Maria (minha irmã), Agnes, Claudia, Mateus.
Quem está fotografando é a Fernanda, faltou também aparecer na foto a Francis e o André.

é isso, por fernando stickel [ 16:19 ]

visita de 238 anos


Na exposição de Cássia Gonçalves hoje à tarde, no Espaço Fundação Stickel, estes três aí na foto somam apenas 238 anos de idade…
Da esq. para a direita, Aracy Arens, 100 anos, eu com meus míseros 57 e Joana da Cunha Bueno, 81.
Pequeno detalhe: Aracy recebeu o convite impresso, não entendeu muito bem como seria o trabalho da Cássia, pois sua visão está fraca, e não sossegou enquanto não convenceu a Joaninha a levá-la a ver a exposição, o que me deixou extremamente honrado, querendo chegar aos 100 (ou 81…) desta maneira.

é isso, por fernando stickel [ 17:43 ]

wesley e a escola brasil:


A Fundação Stickel vem realizando em 2005 um projeto chamado “A Implantação de um Centro de Investigação sobre a Escola Brasil: e a Arte Contemporânea em São Paulo”.
Já visitamos e obtivemos a super simpática colaboração do Baravelli, Fajardo e Resende, que cederam seus arquivos pessoais para nosso estudo e digitalização.
O Nasser por alguma razão, não quis colaborar.
Agora chegou a vez do Wesley Duke Lee, que nos atendeu ontem com extremo carinho.
Na foto, da esq. para a direita, em frente à casa/estúdio do Wesley, Prof. Dra. Claudia Valladão de Mattos, coordenadora do projeto, Wesley, André e Maria do Carmo, pesquisadores.

é isso, por fernando stickel [ 10:13 ]

frisbee


Três exposições: Himalaya, Baravelli, Cássia.
Dois livros: Cassio Michalany, Rimas (será lançado em Jan 06)
Educativo: Várias visitas guiadas às exposições.
Um grande projeto de pesquisa: Escola Brasil:
Reestruturação interna e implantação de informática e banco de dados.
Burrocracias infernais.

Confesso que meu trabalho pela Fundação Stickel neste ano não foi mole não.

E ainda duas cirurgias de catarata.

Cansei. Quero só ficar jogando frisbee com meu filho no Ibirapuera.

é isso, por fernando stickel [ 9:49 ]

cassia gonçalves


Na exposição da Cassia Gonçalves no Espaço Fundação Stickel.
Boas amizades surgem nos relacionamentos profissionais.
Dino Arino e Sandra Pierzchalski filmaram juntos um comercial de café onde ele encarnava um hilário bicheiro, cheio de correntes de ouro. Virou grande amigo.
Giu Bergamo e Claudio Vazzola, o “Casal 20” do Pilates, salvaram a minha coluna, da Sandra, da minha irmã e viraram grandes amigos

é isso, por fernando stickel [ 9:08 ]

cassia gonçalves


Na exposição da Cassia Gonçalves no Espaço Fundação Stickel, da esq. para a direita, meu filho Antonio, Camila Guerreiro, Cassio Michalany e Walter Appel.

é isso, por fernando stickel [ 19:45 ]

cassia gonçalves


Na exposição da Cassia Gonçalves no Espaço Fundação Stickel, da esq. para a direita, Victor Ribeiro, Luciana Wis, Marina Leão, Jacqueline Aronis, e meus irmãos Neco Stickel e Ana Maria Stickel.

é isso, por fernando stickel [ 19:36 ]

cassia gonçalves


Na exposição da Cassia Gonçalves no Espaço Fundação Stickel, da esq. para a direita, eu e Sandra em foto de L. Strina, meu primo Bernardo Diederichsen, Chica Lutz e Fabio Lemmi.

é isso, por fernando stickel [ 13:03 ]

cassia gonçalves


Na exposição da Cassia Gonçalves no Espaço Fundação Stickel, da esq. para a direita, Celia Beatriz Monte, Tania Kulb, Magy Imoberdorf e Abdallah Hitti.

é isso, por fernando stickel [ 11:02 ]