aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

Posts tagueados ‘fernanda stickel’

mais uma de barcelona

Mais uma de Barcelona.
Ana Maria, Fernanda, Martha e Erico.

é isso, por fernando stickel [ 10:14 ]

barcelona, visitando a neta

Em Barcelona, visitando a neta, meu pai, minha mãe, a própria Fernanda e a minha irmã.

é isso, por fernando stickel [ 19:18 ]

fernanda completa 26 anos

29 de Outubro 2003, minha querida filha Fernanda completa 26 anos lá em Barcelona, e acabou de comprar uma bicicleta azul marca Gitane, presente dos avós. Bons passeios, feliz aniversário!!!

é isso, por fernando stickel [ 10:32 ]

e-mail da filhota

Recebo e-mail da querida filhota Fernanda:

olá família!!!
junto com o sucesso do início do meu curso de pós, saiu hoje a matéria da viagem no site do luciano huck.
na verdade não gostei muito, mas já é um começo né???
clicar primeiro no “diversão”, e depois no “viagem”
depois me falem oq acharam. pai, pode publicar no seu blog, tá?
um besote, fê

é isso, por fernando stickel [ 9:40 ]

fernanda em barcelona

Últimos dias de férias da minha filha Fernanda em Barcelona. Na próxima semana começam as aulas na pós-graduação em jornalismo. Ela está falando o espanhol com perfeição, já o meu portunhol é um desastre…

é isso, por fernando stickel [ 9:21 ]

minha filha fernanda

Minha filha Fernanda, quarta da esquerda para a direita, no meio das amigas, em Barcelona!

é isso, por fernando stickel [ 16:50 ]

dia dos pais

Almoço de dia dos pais, muito gostoso, calmo e bem-humorado, com Antonio e Arthur. Posso desejar mais do que isso? Só a presença da Fernanda, que agora está longe, em Barcelona…
A foto quem tirou foi o meu amigo Zé Nicolau, que encontrei no restaurante.

é isso, por fernando stickel [ 16:24 ]

embarcou

Fernanda embarcou para Barcelona, muita emoção, acho que vai ser ótimo!
As amigas foram ao aeroporto dar tchau… O irmão e a mãe também.

é isso, por fernando stickel [ 20:50 ]

meus filhos

Meus filhos, Fernanda, Arthur e Antonio.
Fernanda embarca neste sábado para Barcelona, onde fará pós-graduação em jornalismo. Já estou com saudades…

é isso, por fernando stickel [ 20:53 ]

fotos da viajem

Outras fotos interessantes da viajem no site do Luciano Huck, clique em DIVERSÃO e depois VIAGEM)
CHILE: PISCO NA CABECA
Por Carol Ramos
O casamento de amigos – ele brasileiro e ela chilena -, em Santiago, foi um belo motivo para a produtora Fernanda Stickel, 25, botar a mochila nas costas e se jogar numa viagem de carro ate o Chile, com mais três amigos. E Fe adorou a experiência de viajar só com homens: “Eles são mais tranqüilos e contemplativos, não tem aquela euforia de não parar de falar. Mas são enrolados e demoram horas para tomar uma decisão!”.
Eles saíram de São Paulo em janeiro desse ano, passando por Ibiraquera (SC), Rosário do Sul (RS) e Uruguaiana (fronteira Brasil/ Argentina), ate chegar em Buenos Aires. O pit stop na capital Argentina era obrigatório: Pablo, um dos viajantes, tem família lá e o carro estava com problemas técnicos. Ansiosos para chegarem em Santiago pelo menos um dia antes do casório, passaram só uma noite em Buenos Aires e seguiram para Mercedes, outra paragem Argentina. “Gostaria de conhecer melhor alguns lugares que não desbravamos. Ibiraquera e uma praia linda e tem ate um rio. Ouvir dizer que Mendonça produz vinhos maravilhosos e Bueno Aires também merecia mais dias. Mas queríamos atravessar logo a Cordilheira”, lembra Fe.
Em Santiago, ficaram na casa de Macarena, a noiva. O imóvel, que ia ser vendido, estava vazio e foi dominado por colchões e sacos de dormir de vários convidados da festa, inclusive amigos que moravam na Europa. Pablo, Guido e Diogo, que viajavam com a Fê, ficaram no “subterrâneo rojo”, um estúdio de musica que tinha até uma bateria, no subsolo da casa. E claro que os meninos, que tinham levado alguns instrumentos, fizeram muito barulho.
O casamento aconteceu num lugar maravilhoso- tinha até lago – e rolou a luz do dia: no verão chileno a noite só começa a cair depois das nove. A festa então, estragação total, graças ao pisco, bebida tradicional chilena de alto teor alcoólico. Por ser muito suave, parece inofensivo, mas é tão forte que os chilenos aconselham, para não ficar com ressaca no dia seguinte, tomar MUITA água e duas aspirinas antes de dormir. No caso da nossa querida Fê, nem isso adiantou.
Em uma semana na capital chilena, fizeram os principais passeios, como os Cerros (San Cristoban e Santa Luzia), montanhas onde da para ver a cidade, o centro histórico, o mercado municipal e as praias de Vina Del Mar e Valparaiso, onde dá para passar um dia e voltar para a capital. E as baladas, Fe? “Fizemos também algumas baladas no Bar Central, na Providencia, e uma feijoada para os chilenos!”
De Santiago, seguiram em direção ao deserto do Atacama, pelo litoral, e conheceram três praias. “A primeira, Maintencillo, e uma praia de surfistas e parece com as praias do Sul do Brasil, bem bonita”, conta Fe. Depois de duas noites por lá, numa casinha alugada, seguiram para a Bahia Inglesa, uma praia com águas tranqüilas e muito geladas, como em todo o Pacifico. Mais familiar, a Bahia Inglesa e cheia de campings e foi lá que eles dormiram antes de seguir viagem. “Essa praia, no meio do deserto, é impressionante”, conta Fe. Em Antofagasta, uma praia maior e com mais estrutura de restaurantes e pousadas, fizeram uma descoberta antropológica: o centro da cidade e lotado de putas.
Depois de uma semana pelo litoral chegaram em San Pedro, que, além de linda, charmosa e cheia de jovens do mundo inteiro, e a cidade portal do deserto. De lá, a galera pode ir para vários lugares, como as Cejas (lagoas de águas salgadas, onde se pode boiar como no Mar Morto), os Geisers (montanhas de quase 5 mil metros de altitude de onde sai água quente do solo), as Lagunas (que ficam perto da Bolivia ), as ruínas (o por do sol lá e espetacular), o Salar (paisagem branca devido ao solo formado de sal, cheia de flamingos) e os vales da Morte e da Lua (passeios de bike). Para fazer os passeios, ou você tem um carro (de preferência uma 4 x 4) ou você paga por eles. “No verão é tão quente que ninguém sai para os passeios antes das quatro da tarde. Por isso, há muitas coisas para se fazer a noite, como ir para um vale com uma galera e levar pisco e vinho” , conta Fe, que voltou para São Paulo de ônibus e gastou US$ 500 em um mês no Chile.

é isso, por fernando stickel [ 10:40 ]

as primas

Almoço de dia das mães.
As primas Joana Chamma e Fernanda Stickel.

é isso, por fernando stickel [ 19:11 ]