aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

Arquivo: junho de 2014

mudanças

atelier5
Oito anos atrás, em Maio 2006 esta era a visão do meu estúdio na R. Nova Cidade, Vila Olímpia.

Retrato de momento de transição entre uma carreira de trinta anos nas artes plásticas e a nova atividade no Terceiro Setor, como Diretor Presidente da Fundação Stickel.

Três desenhos encostados em uma estante metálica branca são provavelmente os últimos trabalhos de alunos do meu curso de desenho de observação.
Iniciado em 1986, encerrei o curso neste ano por conta das novas exigências da Fundação.

Tudo muda.

Muitas das coisas nesta foto foram simplesmente descartadas, em um processo complexo e doloroso, porém necessário.

Este mesmo estúdio, após uma reforma, é hoje o escritório da Fundação Stickel.

E o meu trabalho nas artes renasce a partir de imagens contidas em um computador…

é isso, por fernando stickel [ 9:52 ]

sofia borges

sofia borges

borges
Palestra ontem da fotógrafa Sofia Borges como parte do curso “Ponto Convergente” no Madalena Centro de Estudos da Imagem.
Sofia falou sobre seu trabalho, e os temas recorrentes em sua pesquisa para compreender a imagem e a fotografia: Monstro, incógnita, indefinido, estranhamento, fóssil, equação.
Aqui uma entrevista para a revista ZUM.

É curioso e ao mesmo tempo trágico como me afastei do mundo das artes nos últimos anos. Sofia é uma artista de 30 anos de idade, premiada, com um trabalho interessantíssimo e carreira brilhante, e totalmente (até ontem) desconhecida para mim. Ser aluno do “Ponto Convergente” vem me recolocando em contato com as artes, particularmente a fotografia, ainda bem!

é isso, por fernando stickel [ 8:58 ]

desoto 1960

de soto
DeSoto Adventurer 1960, último da série que começou em 1956, como Official Pace Car da corrida Indianapolis 500.

desoto
No encontro de Águas de Lindóia, a lanterna traseira desta escultura ambulante…

é isso, por fernando stickel [ 14:14 ]

copa linda!!

copa2
A Copa do Mundo da FIFA 2014 está linda!!!

é isso, por fernando stickel [ 20:30 ]

maria elisa (lili) arens diederichsen

Lili
Minha avó materna, Maria Elisa (Lili) Arens Diederichsen (1883-1973) era uma mulher cheia de personalidade e vontades.
Morou conosco desde sempre. Quando meu avô Ernesto Diederichsen faleceu em 1949 eu tinha um ano de idade, e ela veio morar na nossa casa, convivi com ela até sair de casa para casar.
Vez por outra havia um arranca-rabo entre ela e meu pai, no geral era uma convivência agradável.

é isso, por fernando stickel [ 15:17 ]

erna hedwig stickel

Erna
Minha avó paterna Erna Hedwig Stickel (1889-1973) era um ser curioso. Discreta, não falava muito e não era particularmente afetiva. Com certeza uma pessoa que não despertava paixões.
Companheira do meu avô Arthur nos jogos de paciência no Guarujá, sentavam-se um em frente ao outro, e a cada rodada alternavam, um jogava e outro comentava, tudo em alemão.
Meu maior contato com ela era durante estas sessões de paciência, que eu acompanhava muito interessado, pois eles eram imbatíveis!
Nesta foto, pouco tempo antes de seu falecimento, creio ter captado sua bondade, ela era uma pessoa boa.

é isso, por fernando stickel [ 12:34 ]

primeiro lugar!!! de novo!!!!!

torneio jan
Selfie na janela do carro, com meu filho Arthur ao fundo.
Feriado cinza e chuvoso, a quinta-feira muito fria em Interlagos foi perfeita para meu filho Arthur como navegador e eu, piloto, conquistarmos mais uma vez o “Primeiro Lugar” no Torneio Interlagos de Regularidade 2014, promovido pelo Jan Balder.

A Mercedes-Benz 280SL 1970 mais uma vez comportou-se impecavelmente, uma delícia!

torn
Torneio Interlagos de Regularidade 2014 – 2ª Etapa
Data: 19 Junho 2014
Categoria: Clássicos Duplas
Piloto: Fernando Stickel
Navegador: Arthur Stickel
Carro: Mercedes-Benz 280SL 1970
Tempo de volta ideal: 3:02.746
Pontos perdidos: 9.974
Classificação: 1º Lugar

Veja aqui o histórico de participação no Torneio.

jan
Com este resultado assumimos a liderança do campeonato. A terceira prova do ano, assim como a primeira, terá peso 2.

é isso, por fernando stickel [ 18:02 ]

argos industrial na fenit

argos
No início dos anos 70 projetei o stand da Argos Industrial SA para a FENIT.
Particular sucesso fez o sofá modular coberto com lona crua no centro da foto, projetado especialmente era tão confortável que várias pessoas amigas levaram para casa!!
O logotipo da tecelagem, projeto de Alexandre Wollner, é um clássico do design gráfico brasileiro.

é isso, por fernando stickel [ 10:21 ]

meu quarto de solteiro

quarto2
Meu quarto na casa dos meus pais na Rua dos Franceses, Bela Vista, no início dos anos 70.
Nesta época eu estava totalmente “intoxicado” pelo mundo das artes, frequentava a Escola Brasil: e tinha aulas com os mestres Luiz PauloBaravelli, Carlos Fajardo, Frederico Nasser e José Resende.
Vivia as artes intensamente, com curiosidade e tesão e mesclava as artes “da casa dos pais” com as minhas aventuras na pintura.
Em Maio 1971, me casei com a Alice e saí da casa dos meus pais.

tanque
Meu quarto refletido no tanque de gasolina cromado da motocicleta Royal Enfield 350 “Bullet”, que eu havia desmontado.

é isso, por fernando stickel [ 10:14 ]

josephina abs kalil

josephina
Minha sogra Josephina Abs Kalil (1912-1972), em sua casa no Guarujá, cerca 1970.
Na manchete do jornal lê-se: ‘GRAVADORES uma revolução no som’

é isso, por fernando stickel [ 19:51 ]

art basel

artbasel
Imagine que você queira “cavar” um cobiçadíssimo igresso VIP para a feira Art/Basel. Este é o questionário a que você será submetido:

Dear Madam/Sir,
. . . The Show Management requires detailed information on all those requesting VIP Cards. As such we kindly request more information from you and your collector friend.
Please note that only internationally recognized art collectors, the Directors of renowned museums and their chief curators receive a VIP card from Art Basel’s Show Management. Participating galleries will also invite their VIP clients.
As we have numerous requests for VIP cards, the Show Management kindly requests further information from you.
Please send us the following information:
your complete mailing address and e-mail address
a list of artists strongly represented in your collection
a list of galleries participating to Art Basel from which you regularly purchase
a list of museum boards with which you are affiliated
All information provided will be held in the strictest of confidence and may be verified for accuracy

O que se traduz em: Não pense que uma ou outra compra de artistas “blue-chip” como Warhol ou Basquiat será suficiente para conseguir a sua entrada VIP…

https://www.artbasel.com/en/Basel 

é isso, por fernando stickel [ 17:16 ]

parque do povo vazio

copaa
Ontem, minutos antes do início da Copa, no Parque do Povo (oficialmente seu nome é Parque Municipal Mário Pimenta Camargo)

é isso, por fernando stickel [ 13:12 ]

câmara escura no capão redondo

c3
A Fundação Stickel levou a Câmara Escura para a Fábrica de Cultura do Capão Redondo, no período de 20/5 a 8/6/2014, neste período recebeu 1.900 visitas.

Concebida pelo fotógrafo Arnaldo Pappalardo em parceria com a Fundação Stickel, a Câmara foi o grande destaque da exposição Tavoletta, que Pappalardo exibiu recentemente no Museu da Casa Brasileira.

De formato circular com 4 metros de diâmetro, a Câmara faz com que os visitantes se sintam dentro de uma máquina fotográfica, evidenciando os fundamentos físicos e matemáticos da fotografia, permitindo que se observem imagens do mundo exterior. Três grandes espelhos são posicionados ao redor dela, refletindo as imagens que se formam dentro da câmara pela entrada de luz através de seis pequenos orifícios nas paredes da instalação: três nas laterais e três no teto.

Colocados a diferentes distâncias dos furos, os espelhos fazem distintos recortes na paisagem, proporcionando diferentes relações de escala e composição aos observadores. A principal intenção é possibilitar o entendimento de como se formam as imagens dentro das câmaras fotográficas, com as quais convivemos cotidianamente, mas sobre as quais pouco sabemos.

c1

c2

é isso, por fernando stickel [ 16:42 ]

ex libris ejss

Acabo de ler a notícia de que foi publicado pela Imprensa Oficial o “Livro dos Ex-Libris”. Será que o do meu pai está lá?


Lá nos anos 70 criei um EX LIBRIS para o meu pai, identificando-o pelas iniciais de seu nome completo, Erico João Siriuba Stickel – EJSS
Imprimi em papel Vergé creme, uma novidade na época, e dei a ele de presente.
Ele o utilizou, marcando seus livros até falecer em 2004.

é isso, por fernando stickel [ 17:32 ]

nova sede macusp

mac
Estive na sede nova do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo – MACUSP, no Ibirapuera (antigo DETRAN) para visitar a obra de Henrique Oliveira.
O museu está muito bem montado, e é simplesmente enorme! Faltam ainda pequenos detalhes como acesso decente ao estacionamento e paisagismo.
Sem dúvida uma das características mais interessantes do prédio reformado é a fantástica vista que se tem do terraço no último andar, de um lado o Parque do Ibirapuera, e do outro a gigantesca área verde do Instituto Biológico.

mac2

mac3

é isso, por fernando stickel [ 15:36 ]

acidente na rio-bahia


Finalzinho de 1968, ou início de 1969 recebi a notícia de que havia entrado na FAUUSP.
Meu amigo Edo Rocha, que também havia entrado e eu, fomos pra Bahia comemorar, no meu Fusca 68 bordô.
Passamos o carnaval em Salvador, e na volta eu guiava na Rio-Bahia sob uma garoa fina, a cerca de 80 km/h, quando vi uma mancha lisa, brilhante no asfalto, logo à minha frente.
Não teve jeito, derrapei pra direita, corrigi, sambei pro outro lado e capotamos barranco abaixo.
Eu cortei o supercílio e o Edo, quando saiu do carro e subia o barranco, cortou o joelho.
Fui costurado no hospital de Jequié, meio a sangue frio, os médicos e enfermeiros foram super simpáticos e até almoço me deram.
Conseguimos uma cegonha para levar o Volkswagen semi-destruido de volta para São Paulo, entramos num ônibus e dois dias depois a vida continuou em São Paulo…

fuscajequie
Encontrei este slide hoje, guardado há exatos 45 anos e ainda com a cor razoável…

é isso, por fernando stickel [ 13:42 ]

avião de calder em viracopos

slides
O curso de fotografia “Ponto Convergente” que estou fazendo no Madalena Centro de Estudos da Imagem já provocou vários movimentos no meu pensamento, um deles foi a vontade rever fotos antigas, sejam cópias únicas em papel (os negativos sumiram) ou cerca de 700 slides (cromos) sepultados há 40 anos pelo menos em seus pequenos ataúdes de plástico.
Com o auxílio de uma mesa de luz comecei o processo de exumação destas imagens, para minha surpresa algumas encontram-se em excelentes condições!

anuncio braniff

Por exemplo a visita que os três amigos, Cassio Michalany, Plinio de Toledo Piza e eu fizemos ao aeroporto de Viracopos em 1973, para ver o Douglas DC-8 da Braniff pintado por Alexander Calder, batizado de “Flying Colors of South America”.

amigos calder

braniff calder

é isso, por fernando stickel [ 9:55 ]

prazer com a arte

garageg
Durante quase a totalidade da minha vida adulta estive apaixonadamente envolvido nas artes plásticas, das mais variadas maneiras:

– Visitante de exposições, aqui e no exterior, a mais remota lembrança me colocando ao lado dos meus pais visitando o MASP da R. Sete de Abril, início dos anos 50.
– Aluno de excelentes professores, aqui e no exterior, o primeiro foi Frederico Nasser em 1968, no estudio emprestado por Augusto Livio Malzoni na R. da Consolação.
– Participando de salões e exposições coletivas, aqui e no exterior, a primeira em 1971, na V Jovem Arte Contemporânea – MAC USP São Paulo.
– Realizando exposições individuais, a primeira em 1983, na Paulo Figueiredo Galeria de Arte – São Paulo.
– Organizando/curando exposições, a primeira em 1987, como curador da instalação “Natureza Morta Limitada” para “A Trama do Gosto” – Bienal de São Paulo.
– Professor de desenho de observação por mais de 20 anos, de 1985 a 2006.
– Trabalhando desde 2004 na Fundação Stickel, promovendo a transformação social através das artes visuais.
– Desenhando, pintando, fotografando, pensando, escrevendo, editando, arrumando, pegando, trazendo, levando, cobrando, telefonando, agendando, organizando, vendendo, copiando, consertando, colecionando, propondo, retocando, montando, convencendo, desmontando, discutindo, sofrendo, gozando.

Tudo isto para constatar que continuo tendo o privilégio de me excitar a cada nova exposição. Algo que voltará a acontecer semana que vem, inédito na minha carreira, que será participar de exposição coletiva na inauguração da nova GALERIA GARAGE.

Arnaldo Pappalardo
Feres Khoury
Fernando Stickel
Guto Lacaz
Jacqueline Aronis
Kenji Ota
Lela Severino
Leonardo Crescenti
Luise Weiss
Miriam Mirna Korolkovas
Rubens Matuck

Curadora Rosely Nakagawa

Abertura na quarta-feira, 11 Junho das 19h às 23h

R. Miguel Rodrigues 88 – Vila Madalena
05447-060 São Paulo
11 3816-2424
contato@galeriagarage.com.br

é isso, por fernando stickel [ 0:43 ]