aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

Arquivo: outubro de 2015

ouro velho

ouro
Mais uma foto antiga encontrada! O endereço do Edifício Siriuba, R. São Francisco 71, escrito pelo meu pai nas costas da foto.
Em destaque a entrada do Restaurante Ouro Velho, com um recepcionista uniformizado.

ouro2
O luminoso, afixado na fachada do prédio.

ouvidor
Este prédio de seis andares e subsolo, sem garagem, foi construido pelo meu pai Erico Stickel no final dos anos 50, na esquina das ruas São Francisco e Ouvidor, no centro de São Paulo, com projeto arquitetonico de Oswaldo Bratke (1907-1997).
Aos sábados de manhã ele me convidava:
– Fernando, vamos ver o “predinho”?
E lá íamos nós ao centro da cidade visitar a obra, o momento culminante era andar no elevador de madeira da obra, eu devia ter 10 ou 11 anos de idade.
O prédio ficou pronto, meu pai se instalou no último andar, o restante do prédio era ocupado pelos escritórios da Argos Industrial do meu tio Ernesto George Diederichsen, cuja sala ficava no quinto andar.
Naquela época o centro da cidade era muito arrumado, ao ponto de meu pai exigir que eu colocasse terno e gravata “para ir ao centro”. Hoje está tudo degradado, sujo, uma tristeza…

ouro-velho
Projetado pelo arquiteto Jacob Ruchti (1917-1974), no subsolo do prédio, com entrada pela Rua do Ouvidor 52, ficava o sofisticado restaurante Ouro Velho, muito conhecido nos anos 60 e 70 pelos almoços de executivos, palco de “power-lunches” e happy-hour. Era pequeno, acolhedor e decorado em estilo Brasil Colônia. Servia pratos clássicos como Chateaubriand e Camarão à Newburg.
As grandes ocasiões da família eram sempre comemoradas lá. O logotipo do restaurante tinha a letra “V” no lugar do “U”.


Mary Wynne, jornalista americana nascida no Texas e trabalhando em São Paulo, tinha uma coluna social no jornal ‘O Estado de S.Paulo’ chamada Carrossel “Mary”-Go-Roun iniciada em meados da década de 1950 que durou toda a década de 1960. O texto sobre o Ouro Velho diz:
“Anteontem comecei a minha noite com uma visita ao meu “N.º 1 barman” Fritz no seu novíssimo Ouro Velho, lugar bonitinho e já com as suas novidades. Agora tem música suave e selecionada, “Background music” que não atrapalha a conversa e deixa o ambiente mais alegre.
E também tem ventiladores que continuamente renovam o ar, muito agradavel. Tanto o Fritz como os membros do seu excelente “staff”: o elegante “maitre” Jorge, o “barman” Rocha (que era ajudante do Fritz no Othon), o garção Rudy e o “chef” José Ferreira da Silva estão contentíssimos com o movimento da nova casa.
Este último, que foi treinado pelo “N.° 1 chef” Manolo Rimbau, está obtendo êxitos com seus pratos especiais que incluem “Escalope Parisiense”, “Lobster Newberg”, “Filet Ouro Velho”, “Chicken a la King” e brevemente será iniciado o serviço de “Chicken in the basket”, aquele delicioso frango frito que a gente come na mão.
Na semana que vem já deve ser colocado o lindo luminoso que o Fritz encomendou.”

é isso, por fernando stickel [ 0:26 ]

histórias trágicas

Por alguma curiosa razão cairam no meu colo recentemente três histórias fascinantes, localizadas em São Paulo, New York e Los Angeles.

Escritas por jornalistas investigativos, são retratos trágicos da vida urbana nas grandes cidades.

nelsonneusa
No site BRIO, SOBRE A SEDE
por Vitor Hugo Brandalise

jbell
Na revista eletrônica do New York Times, The Lonely Death of George Bell
Written by N. R. KLEINFIELD; Photographs by JOSH HANER

lam
No site Matter, American Horror Story: The Cecil Hotel
This story was written by Josh Dean, edited by Bobbie Johnson, and fact-checked by Sarah Sloat. Photographs by Daniel Shea for Matter.

é isso, por fernando stickel [ 17:23 ]

george bell & diane arbus

bell2
Photograph by JOSH HANER
The Lonely Death of George Bell – A história de uma morte solitária em New York. Aqui.

bell
Esta foto PB me lembrou o trabalho da fotógrafa Diane Arbus, poderia perfeitamente bem ser de autoria dela… inclusive pelo formato quadrado. E claro, pela história ligada a ela…

é isso, por fernando stickel [ 16:58 ]

VERGONHA!!!!!

cpi
A mosca morta do Luis Sergio enterrou a CPI da Petrobras, como era previsivel, livrando a petralhada do relatório final. Até aí é um enredo trágico, vergonhoso, porém conhecido há pelo menos 12 anos de PT no poder.

O que é inadmissível é a oposição calar-se diante desta VERGONHA, apenas mais uma na infindável lista de vergonhas às quais o PT submete o Brasil dia sim dia também.

CADÊ A OPOSIÇÃO?????!!!!!

Em tempo:

Dilma Rousseff disse ontem que seu governo não está envolvido em escândalo de corrupção.

O Antagonista, então, atualizou a lista de ministros do governo de Dilma Rousseff cujos nomes estão envolvidos em escândalos de corrupção, incluindo o último deles, Carlos Gabas (e excluindo Guido Mantega, porque ele ainda não foi formalmente denunciado no escândalo do Carf):

1 – Antonio Palocci

2 – Edinho Silva

3 – Edison Lobão

4 – Erenice Guerra

5 – Fernando Pimentel

6 – Silas Rondeau

7 – Aloizio Mercadante

8 – Gleisi Hoffmann

9 – Paulo Bernardo

10 – Mario Negromonte

11 – Fernando Bezerra

12 – Carlos Gabas

é isso, por fernando stickel [ 7:42 ]

pça dos omaguás & blogs

oma
Encontrei a foto acima nos meus arquivos, uma das mais antigas em formato digital, e com menor resolução, dei-lhe um banho de photoshop e republiquei o post:

Na praça dos Omaguás, vizinho à FNAC em Pinheiros reuniram-se no dia 22 Maio 2003, pontualmente às 20:00h no Café Gardênia, por iniciativa da Luciana Benatti alguns amantes, relacionados, amigos e fazedores de blogs.
Adorei a iniciativa, adorei principalmente ver, conhecer, conversar com algumas das pessoas por trás destas maravilhas chamadas blogs.

Da esq. para a dir; eu, Marcelo Min, Arthur, Paulo, Luciana Jardim, Marianne Wenzel, Luciana Benatti, Jean Boechat.

é isso, por fernando stickel [ 0:34 ]

master dirceu

dirceu
Nas últimas semanas tenho visitado regularmente a oficina A. M. Marcelo, autorizada Mercedes-Benz responsável pelo restauro da Pagoda 280 SL 1970.
Acompanho com crescente interesse o trabalho do funileiro “Master” Dirceu, um artista, artesão de primeira água, preciso, calmo, eficiente, de poucas palavras.
As peças deterioradas pela ferrugem cedem lugar a chapas novas, moldadas com precisão germanica, impossível diferenciar a nova peça restaurado do original decaído.
Uma hora é a solda MIG, em outra o oxi-acetileno, depois o martelo, a serra e a tesoura, tudo em uma sequência lógica, por vezes barulhenta, mas sempre eficiente.
Nada escapa de seu escrutinio, nenhum detalhe deixará de ser corrigido, tudo caminha para a perfeição absoluta!
É um enorme prazer acompanhar a evolução deste trabalho!!!

dirceu2
Chassis, portas, painéis, tudo alinhado, aço, alumínio, tudo no seu lugar!

é isso, por fernando stickel [ 23:22 ]

aniversário e autoclasica

autoclasica
Para comemorar meu aniversário vou a Buenos Aires amanhã em um grupo de amigos para visitar a Autoclasica 2015 “Mayor festival de vehículos clásicos de Sudamérica”, que completa este ano sua 15ª edição!

Té já!

é isso, por fernando stickel [ 18:59 ]

aniversário

Hoje, 6 de Outubro, completo 67 anos de idade, bem embalados em um corpinho de 66…

é isso, por fernando stickel [ 17:08 ]