aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003

Arquivo: julho de 2013

salvador candia arquiteto

iguatemi
Comecei a trabalhar no escritório do arquiteto Salvador Candia em 1972, como estagiário, desenhando plantas de prefeitura. Eu me interessava muito por design gráfico e o Salvador foi pouco a pouco me encarregando de algumas tarefas nesta área, inclusive cuidar da papelaria do escritório, carimbos, cartão de visita, apresentação de projetos, etc…

Um dos projetos pelo qual fui responsável foi a fachada do Edifício Barão de Iguatemi, localizado quase em frente ao Shopping Iguatemi em São Paulo.

Em 1973 me formei arquiteto na FAU-USP e continuei trabalhando com o Salvador, o pouco que sei de arquitetura, aprendi com ele e seu braço direito, o arquiteto Yasuhiro Aida, japonês seríssimo, trabalhador incansável.

Acaba de ser lançado um livro sobre sua obra, pequeno e interessante, pela Escola da Cidade.

escola

candia

é isso, por fernando stickel [ 16:53 ]

tavoletta no museu da casa brasileira

tavoletta

Fundação Stickel apoia mostra de fotografias “Tavoletta” de Arnaldo Pappalardo no Museu da Casa Brasileira
 
 A Fundação Stickel patrocina a exposição “Tavoletta”, com trabalhos do fotógrafo Arnaldo Pappalardo, professor de fotografia dos cursos promovidos pela entidade nos últimos anos. A mostra, reflete sobre o espaço e a temporalidade na fotografia de forma lúdica e interativa – uma câmara escura de grande proporção será instalada no jardim do museu para explicar princípios do registro de imagens.

“Na época do Renascimento Italiano, câmaras escuras eram muito utilizadas por pintores, pois permitiam desenhar perspectivas a partir da formação de imagens do mundo real em seu interior”, relembra Pappalardo. Em linhas gerais, a “tavoletta” utilizada pelo arquiteto renascentista Filippo Brunelleschi para comprovar os princípios da perspectiva, que dá nome à exposição, era uma prancha de madeira com orifício conjugada a um espelho. Já a série “Tavoletta”, composta por quatro fotografias, apresentada na sala principal do museu, propõe uma leitura lúdica deste dispositivo.

A maioria das imagens apresentadas pelo fotógrafo foram realizadas em São Paulo, unindo-se com outras registradas em locais como Itália, Chile e América do Norte. “Propondo uma leitura não linear, o conceito que está por trás do conjunto de obras apresentado, aparentemente caótico e fragmentado, pretende propiciar a cada visitante possibilidades próprias de edição e ordenação, criando algo novo e construindo conexões e relações”, conclui Pappalardo.

Abertura: Sábado, 10 Agosto das 11:00 às 14:00h
Local: Museu da Casa Brasileira – Av. Brig. Faria Lima, 2705, Jd. Paulistano, São Paulo SP
Período: 10 de agosto a 22 de setembro 2013
Horário: Terça a domingo, das 10 às 18h
Visitas orientadas: (11) 3032-2564 / agendamento@mcb.org.br
Mais informações: (11) 3032-3727

A mostra tem também patrocínio da Neogama e apoio do Ministério da Cultura – Lei Rouanet.

camera
No jardim do museu, a Fundação Stickel construiu a “Câmara Escura”, lá dentro o visitante terá sensações muito interessantes!!

camera obscura
Arnaldo Pappalardo e eu hoje no jardim do Museu da Casa Brasileira.

é isso, por fernando stickel [ 14:33 ]

papa francisco

papa-francisco-

Francisco: Eitcha papa porreta!!

PORETA: bom positivo alto astral legal ótimo bacana. Expressão de origem nordestina que define uma pessoa boa, positiva, alto astral e que está disponível a qualquer momento ou um produto de boa qualidade.

Se 1% da nossa gloriosa classe política brasileira se inspirasse em Francisco, que diferença faria!! E não estou nem ligando para o aspecto “religião” de tudo isso, o que me impressionou foi a simplicidade e linguagem direta e positiva do homem, evitando com maestria cair nas ciladas dos políticos, passando liso pelo meio da incompetência oficial para dar o seu recado.
Grande Francisco!

Desde Karol Józef Wojtyla (1920-2005), Papa João Paulo II, não havia alegria em ver e ouvir um papa.

Acho que Ratzinger fez bem em renunciar, a entrada de Bergoglio foi uma verdadeira bênção!

é isso, por fernando stickel [ 10:12 ]

ponto náutico

pn1
Esta casa é um lugar perigosíssimo.
Principalmente para pessoas que, como eu, adoram máquinas, motores, navios, automóveis, submarinos e todas as engenhocas que fazem parte deste universo.

pn3
O responsável por criar este clima de intenso perigo atende por Vicente Llaberia, e sua loja chama-se Ponto Náutico.
Ele e sua equipe se dedicam a produzir, restaurar, inventar, garimpar, reinventar tudo aquilo que deixa esta criança da terceira idade fascinada!!

pn2
São maquetes, modelos, peças de antiquário, móveis, hélices, turbinas, aviões, o diabo!!

pn4
Este modelo de Rolls Royce na escala 1:8 tem 6.000 peças, o motor contém todas as peças, é fascinante o nível de detalhe e perfeição.

é isso, por fernando stickel [ 19:09 ]

cambridge

cambridge
Meu filho Arthur acaba de receber o resultado do segundo exame de inglês da Universidade de Cambridge, passou com nota B!
O primeiro exame foi há dois anos atrás, a evolução está fantástica!!
Parabéns Arthur!!
Obrigado novamente Deuseana!! (por ter indicado o caminho das pedras, e não ter deixado a peteca cair)

é isso, por fernando stickel [ 17:49 ]

estúdio cassio michalany

hall
No bairro de Pinheiros, esquina da R. Simão Alvares com Teodoro Sampaio, em um predinho de dois andares, meu amigo Cassio Michalany teve durante muitos anos seu estúdio de pintor.
Estas fotos do hall de escada do prédio, e do estúdio são de 14 Dezembro 2003.
Meu filho Arthur tinha 8 anos, hoje tem 18…

sala cassio
Esta sala logo na entrada era usada como espaço de exposição de trabalhos novos.

mesa cassio
A mesa de trabalho.

cassio & arthur
A mesa da cozinha, o espaço social do estúdio.

arthur cassio
Na cozinha ficava também a bancada de trabalhos manuais.

cm4

é isso, por fernando stickel [ 18:45 ]

dois auto-retratos e um desenho

moi
Auto-retrato

– Caderno de folhas brancas encadernado com espiral e capa dura de papel grosso em formato A5 21 x 15cm.
– Lápis
– 17 Maio 2004, à tarde.
– Estúdio do artista à R. Nova Cidade, Vila Olímpia – São Paulo

estudio à tarde
Estúdio à tarde

auto
Auto-retrato
Câmera Leica D Lux 6 Digital
Banheiro do artista
24 Julho 2013 à tarde

é isso, por fernando stickel [ 17:28 ]

nova vila olímpia

vila olimpia
Talvez uma nova maneira de fotografar a Vila Olímpia…

é isso, por fernando stickel [ 17:35 ]

consulta com iatã cannabrava

iatas

Estive ontem no Madalena Centro de Estudos da Imagem, cujo folheto informativo esclarece:

“Uma experiência educativa através do pensar, vivenciar e olhar imagens. Um espaço para a formação e reflexão sobre o campo da fotografia, a discussão e desenvolvimento de ideias.”

Me encontrei com o fotógrafo Iatã Cannabrava para uma “leitura de portfolio”. É a segunda vez na minha carreira de artista plástico/fotógrafo que submeto meu trabalho à opinião de um expert. A primeira vez se deu quando eu morava em New York e conheci a curadora Alanna Heiss, mas esta história contarei em outra oportunidade.

A fotografia evoluiu muito e eu andava sem contato com a comunidade da fotografia, trabalhando sozinho, e acabei sentindo necessidade de uma atualização.

Levei para a entrevista as fotos originais do meu livro “Vila Olímpia”, o próprio livro e vários arquivos em pen-drive, inclusive as imagens da exposição “Fare Mondi”. A conversa foi ótima e acabou se estendendo, os assuntos se sucederam, pareciam não ter fim, minha sede de sabedoria só ficou maior…

é isso, por fernando stickel [ 9:07 ]

jimmy no ibirapuera

ibir
Apesar das previsões metereológicas catastróficas, São Paulo amanhaceu com tempo fresco e sol, ideal para um passeio no Ibirapuera.
Lá, Jimmy Hendrix encontrou a combinação perfeita de seu prazer, brincar com a bolinha, um companheiro de brincadeiras, e uma deliciosa poça de lama…

é isso, por fernando stickel [ 16:57 ]

miséria

miseria
A miséria humana e os malditos fios da Eletropaulo… na R. Nova Cidade, Vila Olímpia.

é isso, por fernando stickel [ 14:29 ]

ralph camargo

ralph
Foto de minha autoria da porta da galeria Ralph Camargo nos jardins em São Paulo, nos anos 70.
Dentro vê-se o retrato de Sergio Lima, pintura de Wesley Duke Lee.

é isso, por fernando stickel [ 9:20 ]

lighting a match

gallaher
Pequenas sabedorias em desuso…

“The familiar difficulty of lighting a match in a wind can be to a great extent overcome if thin shavings are first cut on the match towards its striking end, as shown in the picture. On lighting the match the curled strips catch fire at once; the flame is stronger and has a better chance.”

é isso, por fernando stickel [ 17:42 ]

concurso fotos mercedes-benz

merce
Estou participando com esta foto em um concurso da Mercedes-Benz, precisamos de no mínimo 50 ‘likes’ para ficar no páreo. Ajude-nos clicando aqui. Quando a foto abrir é só clicar no coraçãozinho. A Sandra e o Jimmy Hendrix vão adorar!!
Obrigado!!

shooting stars
O concurso é promovido pelo Mercedes-Benz Museum no Facebook, para fotos de Mercedes-Benz clássicas, pré 1994.
O vencedor terá sua foto publicada no calendário impresso da Mercedes-Benz Classic para 2014, e ganhará ainda um cheque de €1.000 (Mil Euros)
Denominado Shooting Stars, o concurso se encerra no próximo dia 23/7.

é isso, por fernando stickel [ 15:52 ]

ponte sobre o rio iguaçú

ponte
A rodovia Antonio Lacerda Braga no Paraná liga as cidades de Porto Amazonas a Campo do Tenente, com a cidade de Lapa no meio do caminho.
Lá encontrei esta ponte metálica, de uma única via, sobre o Rio Iguaçú. Meio maltratada, enferrujada, e com um pilar quebrado… Manutenção nunca foi o forte do Estado brasileiro…

é isso, por fernando stickel [ 18:39 ]

sandra marnelle

marnelle
Sandra Marnelle

é isso, por fernando stickel [ 0:10 ]

arte na vila olímpia

verde2
Na Vila Olímpia.

é isso, por fernando stickel [ 8:57 ]

os otários pagam

acidente
Recentemente um acidente ocorreu na Praça Doutor Júlio Conceição Neves, na esquina da Av. Helio Pellegrino com Av. Faria Lima, onde também tem início a R. Nova Cidade, na Vila Olímpia.

Não foi o primeiro acidente nesta esquina e certamente não será o último. Se os imbecis quiserem se matar bêbados nas madrugadas, não tenho nada contra, contanto que não destruam vidas além das próprias nem patrimônio alheio.

julio
Ocorre que a Prefeitura de São Paulo evidentemente não tem muito interesse em manter a pequena praça livre de sujeira, entulho e o poste quebrado pelo motorista maluco.
Evidentemente este mesmo motorista não será convidado a ressarcir os cofres públicos pelo prejuízo causado à cidade, que, como sempre, será pago por todos nós, os otários contribuintes da enorme carga de impostos municipais, estaduais e federais.

E assim o pobre país tropical, representado por uma pequena praça na cidade mais rica da América do Sul vai tropeçando em suas mazelas, sem força para sobrepujar séculos de descaso pela coisa pública. E os munícipes vão tropeçando na sujeira e no entulho, sonhando com o dia em que o motorista bêbado volte ao local do acidente com carrinho de mão, pá, vassoura e faça ele mesmo o conserto do estrago.

é isso, por fernando stickel [ 13:39 ]