aqui no aqui tem coisa encontram-se
coisas, coisas, coisas...
...desde janeiro de 2003


A Pharmacia Cultural Fundação Stickel, aberta ao público no dia 23 Março 2019, na R. Ribeirão Claro 193, Vila Olímpia São Paulo é um espaço de múltiplo uso aberto ao público, que será utilizado complementando os programas e projetos da Fundação.

A exposição inaugural na Pharmacia Cultural apresenta, até 30 Junho 2019:
-Exposição dos trabalhos dos alunos dos cursos gratuitos de artes visuais, oferecidos na periferia de São Paulo, em diversas técnicas.
-Linha do tempo com 8 metros de comprimento, contando gráficamente a história da Fundação nos seus 65 anos de existência.
-Projeção de vídeos sobre as atividades da Fundação.

Neste espaço acontecerão também em futuro próximo cursos, palestras, projeções, seminários, etc

é isso, por fernando stickel [ 13:52 ]


A arquiteta Sandra Pierzchalski, autora da reforma da Pharmacia Cultural Fundação Stickel, em frente aos trabalhos dos alunos de Vera Martins.
A exposição inaugural dos trabalhos dos alunos dos cursos gratuitos da Fundação Stickel será no dia 23 Março às 11:00h na R. Nova Cidade 193 – Vila Olímpia


Na foto parte da equipe que montou a exposição.


Os grafiteiros Drope e Digão, parceiros da Fundação Stickel, em frente à fachada da Pharmacia Cultural, grafitada por eles.

é isso, por fernando stickel [ 21:55 ]


No jogo de xadrez são um total de 16 peões, sendo que cada time inicia o jogo com 16 peças.

No jogo da vida completam-se hoje, 31 Janeiro 2019, inacreditáveis 16 anos deste blog “aqui tem coisa”!

Já são 16 anos vivo e atuante, jogando, aprendendo, se adaptando, relatando parcelas curiosas, contando piadas, se divertindo, fazendo amigos (e alguns inimigos…) enfim, uma brincadeira gostosa!!!

é isso, por fernando stickel [ 0:00 ]


Exatos 5 anos atrás no dia 25 Janeiro 2014, aniversário da Cidade de São Paulo sofri um acidente de moto. Suficientemente grave para que eu nunca mais utilizasse duas rodas para me locomover, divertir ou exercitar.
Adoro as motos, são máquinas incríveis, lindas, fascinantes, mas o meu tempo com elas claramente esgotou-se, para mim não mais…
É engraçado que após tomar a decisão de abandonar as duas rodas não tenho o menor problema de observar motociclistas felizes pilotando suas motos, não os invejo e não desejo estar nos seus lugares, situação oposta à minha adolescência, onde tudo o que eu queria na vida era estar em cima de uma moto…
Sinto uma enorme gratidão por estar vivo e bem, vida que segue!

é isso, por fernando stickel [ 8:34 ]


Brincando com algo que não brinco há cinquenta anos!!
A barbicha, cavanhaque, barba de bode ou seja lá o que for…
Minha mulher gostou, então vamos brincar!

é isso, por fernando stickel [ 19:08 ]


Sonhei que estava em um lugar com muitos gramados, possivelmente um clube ou um condomínio, com casas ou construções grandes espalhadas generosamente.
Muitas pessoas circulavam, crianças, adultos, era algum tipo de festa ou quermesse, tudo bonito e agradável.
Um cachorrinho muito parecido com o meu Bolt (na foto) mas mais magro começou a me circular, peguei ele no colo e ele falou para mim:
– Estou com fome.
Comecei a entrar nos prédios procurando comida, com ele atrás de mim.
Nisso, acordei.

é isso, por fernando stickel [ 10:27 ]


No meio da floresta, o restaurante Floresta!
Deliciosa semana na Bahia, hóspedes da nossa madrinha de casamento Monique no Outeiro das Brisas!

é isso, por fernando stickel [ 8:36 ]


Meu amigo Eduzinho Prado me envia esta foto do meu avô Arthur Stickel pescando na Ilha da Moela no Guarujá, nos anos 50/60.
Com ele estão o Peleca, pescador e salva-vidas e o pai do Eduzinho, Eduardo Prado.
É a primeira vez que aparece, nestas fotos antigas, que adoro colecionar, a figura do Peleca, que era o companheiro permanente do meu avô nas pescarias. Lembro-me perfeitamente do Peleca ajudando meu avô a subir no barco…

é isso, por fernando stickel [ 9:08 ]


Sandra Pierzchalski, Fernando Stickel, Jimmy & Bolt desejam a todos Boas Festas & Excelente 2019!!!!
Cuidado com os exageros, a conta fica difícil de pagar!
Até o ano que vem, tudo de bom!!!!

é isso, por fernando stickel [ 13:39 ]


Faleceu no último dia 15 Dezembro aos 74 anos de idade o meu amigo José Carlos BOI Cezar Ferreira. Uma tristeza.


Em Março 2017 houve uma exposição das pinturas do Boi no estúdio do Artur Lescher, ele estava bem, lúcido e feliz. Logo depois foi internado e de lá para cá sua saúde decaiu rapidamente.


Artista de mão cheia, Boi foi um pintor único, não deixou jamais seu estilo próprio, forte, personalíssimo ser influenciado por qualquer modismo ou tendência.


Boi foi parceiro da Fundação Stickel, realizamos uma exposição de suas pinturas em 2006 e fizemos seu livro “Um Boi abstrato” com texto de Gabriel Borba em 2011.

é isso, por fernando stickel [ 7:13 ]

Nos final dos anos 60 a Brahma tinha uma fábrica no bairro do Paraiso, perto da Catedral Ortodoxa.
Havia uma chaminé que expelia fumaça branca 24 horas/dia, e eu fascinado por aquela imagem, planejava filmá-la, ao estilo Andy Warhol, plano fixo, pelo menos uns 20 minutos de fumaça…
Nunca realizei o projeto, o prédio foi demolido na década de 90. Hoje me arrependo por não ter acreditado, ido à luta e feito o filme…

é isso, por fernando stickel [ 19:33 ]


A Fundação Stickel acredita que a “ARTE TRANSFORMA”!

É com ARTE que faremos a diferença no DIA DE DOAR, no próximo 27 Novembro.

Até esta data, você escolhe um valor para doar aos nossos projetos e recebe um KIT ARTE especial, resultado de nossos trabalhos com jovens e adultos em bairros da periferia de São Paulo. Clique aqui, escolha o seu kit e faça sua doação!

O #DIADEDOAR É UMA CAMPANHA PARA PROMOVER A SOLIDARIEDADE E A CULTURA DE DOAÇÃO NO PAÍS!

O #diadedoar foi realizado no Brasil pela primeira vez em 2013 e tem sua origem nos Estados Unidos, onde começou em 2012. Foi criado por uma organização chamada “92Y”, que fica em Nova York, e hoje é uma campanha mundial, com mais de 45 países oficialmente participantes.

Lá fora, o #diadedoar tem nome de #GivingTuesday, que significa “terça-feira da doação”. Vem na sequência de datas comerciais já famosas, como as BlackFriday e CyberMonday. É sempre realizado na primeira terça-feira depois do Dia de Ação de Graças (o Thanksgiving Day).

Todo dia é dia de doar. Mas uma vez por ano é dia de celebrar a doação. Quem tem coração doa, quem doa transforma. Esse é o #diadedoar!

é isso, por fernando stickel [ 11:18 ]


Nos anos 60 e 70 existia a proteção contra ferrugem nos carros “Rust Proof Ziebart”.
A parte inferior do carro era pulverizada, e faziam-se furos na carroceria do carro, nos locais onde havia espaços vazios e lá se injetava o produto protetor. Para proteção eram colocados nos furos plugs plásticos, com cerca de 1cm de diâmetro, como esse da foto.


Descobrimos isso ao fazer a funilaria do Porsche 911S 1975, e verificar que estes furos na soleira da porta não existiam no carro original. Agora serão fechados!

é isso, por fernando stickel [ 13:39 ]


Passar três semanas no Japão é uma experiência extraordinária, instigante, reafirmadora.


Natureza, arquitetura, silêncio e tradição convivem com tecnologia de ponta em mega-cidades, com excelência nos transportes e total segurança, mesmo na cidade mais populosa do mundo, Tokyo, com seus 38 milhões de habitantes na área metropolitana.


O estágio civilizatório alcançado pelo país se deve a uma infinidade de coisas, mas estudo e disciplina são óbviamente os carros chefes desta sociedade, e se evidenciam na educação, na limpeza, no respeito.


A competitividade nos negócios é impressionante, e o ritmo de trabalho dos japoneses idem.


Parques, santuários, templos, tudo impecávelmente cuidado.


A modernidade absurda do Miho Museum, projeto de I.M.Pei.

é isso, por fernando stickel [ 19:05 ]


Pela primeira vez na minha vida uma série de condições se alinharam:

-Completei 70 anos no último dia 6/10
-Estou trabalhando há 14 anos com uma causa legítima e empolgante, a Fundação Stickel.
-Não tenho desejo de receber presentes materiais.

A consequência lógica destas condições é que pedi aos meus convidados que fizessem uma doação à Fundação, que como qualquer instituição do Terceiro Setor precisa permanentemente de fundos para sobreviver e se desenvolver, e para minha alegria (e da Fundação…) recebemos cerca de R$20.000,00!!!!!
Obrigado a todos que comemoraram comigo estes inacreditáveis 70 anos, e um obrigado super-especial a quem doou, fiquei muuuiiiito contente!!!


Sandra minha mulher e eu no parabéns pra você!

é isso, por fernando stickel [ 18:46 ]


Melhor do que a derrota de Fernando Haddad e do PT no primeiro turno das eleições presidenciais 2018 em 7/10/2018, foi a quantidade de políticos da velha guarda que não se reelegeram e que foram mandados de volta para casa.
Da lista a seguir (incompleta…) nenhum deixará saudades:
Alex Canziani (PTB)
Alfredo Nascimento (PR-AM)
André Moura (PSC-SE)
Angela Portela (PDT-RR)
Benedito de Lira (PP-AL)
Beto Richa (PSDB-PR)
Bruno Araújo (PSDB-PE)
Cássio Cunha Lima (PSDB-PB)
Cristovam Buarque (PPS-DF)
Chico Alencar (Psol)
Cristiane Brasil (PTB-RJ)
Daniele Cunha (MDB-RJ)
Décio Lima (PT)
Dilma Rousseff (PT-MG)
Delcídio Amaral (PTC-MS)
Eduardo Suplicy (PT-SP)
Edison Lobão (MDB)
Eunício Oliveira (MDB-CE)
Fernando Pimentel (PT-MG)
Flexa Ribeiro (PSDB-PA)
Garibaldi Alves Filho (MDB-RN)
Jutahy Júnior (PSDB-BA)
Jorge Viana (PT-AC)
Lindbergh Faria (PT)
Lúcio Vieira Lima (MDB-BA)
Leonardo Picciani (MDB-RJ)
Magno Malta (PR-ES)
Marco Antonio Cabral (MDB-RJ)
Mendonça Filho (DEM-PE)
Miro Teixeira (Rede-RJ)
Marconi Perillo (PSDB-GO)
Nilson Leitão (PSDB-MT)
Paulo Bauer (PSDB-SC)
Paulo Skaf (SP)
Romero Jucá (MDB-RR)
Ricardo Tripoli (PSDB-SP)
Ricardo Ferraço (PSDB-ES)
Raimundo Colombo (PSD-SC)
Roseana Sarney (MDB-MA)
Romero Jucá (MDB-RR)
Roberto Requião (MDB-PR)
Silvio Costa (Avante-PE)
Sarney Filho (PV)
Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM)
Valdir Raupp (MDB-RO)
Wadih Damous (PT-RJ).

Tchau queridos!!!!!!

é isso, por fernando stickel [ 16:29 ]


Dois clássicos.
Na arquitetura um conjunto de quatro sobrados geminados, projeto de Vilanova Artigas na Rua Sampaio Vidal em São Paulo.
No design, Mercedes-Benz 280SL “Pagoda”, projeto de Paul Bracq.

é isso, por fernando stickel [ 16:16 ]


Marinalva Nunes foi minha caseira de 1987 a 1991 quando morava na R. Ribeirão Claro na Vila Olímpia em São Paulo. Ela tinha uma casa separada e morava com as filhas, sua principal responsabilidade era travar o portão da casa se chovesse, pois havia enchente no bairro, e se o portão com gachetas de borracha não fosse travado era uma tragédia!
Sua neta Tatiana me encontrou no Facebook, não é fantástico?
Já estamos em contato via Whatsapp, ela mora no interior da Bahia, em Pataiba!

é isso, por fernando stickel [ 15:52 ]